Fica alguém?

Anúncios

Nem aquece nem arrefece

1. Perdemos um jogo que não envergonha perder. Ainda assim, fiquei com a ideia de que jogámos nos nossos limites (Hulk no banco à parte…) e de que o Chelsea optou por não ser tão letal como poderia ter sido se quisesse (deixando de fora Essien e Lampard, por exemplo). Com aqueles dados no tabuleiro, de parte a parte, merecíamos chegar ao intervalo a ganhar e ao fim do jogo empatados.

2. Rever Deco ao vivo foi emotivo. Para sempre nos corações portistas. Ricardo Carvalho também, claro.

3. O árbitro e o fiscal-de-linha que acompanhou o nosso ataque na primeira parte nunca nos deixaram chegar tão longe quanto queríamos. Já não me irritava assim com um árbitro estrangeiro desde o Markus Merk.

4. Precisamos urgentemente de Fucile, que traz à equipa duas coisas que Sapunaru não tem: eficácia defensiva e agressividade atacante.

5. Bellushi tem de ser sempre titular, mesmo que apenas dure 45 minutos. E Jesualdo que não venha outra vez com a história de que o argentino está a passar por um processo que leva o seu tempo de adaptação aos novos colegas e a um novo futebol . Colocá-lo no banco contribui para essa “adaptação”?

6. O que me interessa agora é saber se no campeonato vamos ter “mais do mesmo” ou se este jogo e o regresso de Varela podem significar alguma coisa de positivo. É que o Rio Ave é uma das melhores equipas deste campeonato.

PS – Soube hoje que morreu Ailton, antigo jogador do FCP na década de 70 (e que também passou pelo Sporting e pelo Boavista). Para quem não conhece, é o da ponta, ao lado do Gomes, nesta foto.