Dez anos é muito tempo

Bruno Paixão demorou mais ou menos dez anos a aprender que os agarranços na área são falta. Dez anos foi o tempo que mediou entre o Campomaiorense-FC Porto, em que só faltou ao José Soares cortar os Jardel às fatias, e o Beira-Mar-segundo-classificado de ontem.

Anúncios