O pior onze do Barça

Os leitores do jornal catalão Sport tiveram a oportunidade de eleger o pior onze do Barcelona dos últimos anos. Nos eleitos, temos alguns jogadores bem nossos conhecidos. Desde logo, a lateral-direito, Okunowo, que passou pelo clube do bairro do Alto dos Moínhos. Lembram-se? Nós até lhe dedicámos, aqui, no Pobo do Norte, um lugar num onze fantástico de estrangeiros desse clube. No meio-campo, o brasileiro que um dia mandou Peseiro “tomar no cu”, de seu nome Fábio Rochemback. No ataque, pelo lado direito, Geovanni, outro jogador que pisou os nossos relvados, de milhafre ao peito. No ataque, temos Maxi Lopez, um jogador que, embora nunca tenha jogado em Portugal, animou, e de que maneira, um certo defeso porque era um dos alvos prioritários do clube que vocês sabem.


Podem ver a votação completa aqui. Causa-me estranheza o facto de Vítor Baía não ter sido eleito o pior guarda-redes, tal como os adeptos do anti-porto f. c. (liderados por esse vulto do jornalismo chamado Jorge Baptista) por certo desejariam. Mas se calhar os adeptos espanhóis é que não percebem nada disto.

Anúncios