Recuperar a confiança no Bessa

Não percebo toda a euforia que vai por aí pelo resultado de hoje no Bessa. Apenas fizemos o que nos era exigido contra uma das piores equipas do campeonato. Não foi bom termos goleado? Claro que foi, mas a convalescença das dores do passado recente deve ser feita com calma e os pés bem assentes na terra. Por exemplo, aqueles “olés” na segunda parte foram tão ridículos quanto desnecessários.
No jogo jogado, destaco as exibições do tridente do nosso meio-campo, muito mais dinâmico e a fazer chegar a bola lá à frente com qualidade. Os falhanços na cara do guarda-redes é que foram os mesmos da era Lopetegui…
Na quarta-feira voltamos ao Bessa para a Taça de Portugal. Espero duas coisas para esse jogo: a mesma atitude por parte dos nossos jogadores e um árbitro que saiba interpretar muito melhor os lances para falta do que o de hoje.
Anúncios

6 thoughts on “Recuperar a confiança no Bessa

  1. Exacto. E se duvidas houvesse da importância do treinador no estado anímico da equipa, veja-se esta prestação. Naturalmente, estão la todos os vícios e defeitos anteriores. Mas a ATITUDE foi da noite para o dia. Melhores dias para todos os portistas.

    Gostar

  2. Grande Abel,

    1) As pessoas estão “eufóricas” por catarse e por ver que a equipa tem mais futebol do que aquele que apresentava nos últimos tempos. Apesar do alívio (que aposto que você também sentiu) estamos todos conscientes de que não está tudo bem, magicamente.

    2) Os falhanços na cara foram medo. Olhe lá se o Abou não marcou o segundo golo mais facilmente. A confiança conta muito, e não foram só os adeptos que começaram hesitantes!

    Já agora, esperar uma vitória não é euforia, é pensar…à Porto! 🙂

    Abraço Azul e Branco,

    Jorge Vassalo | Porto Universal

    Gostar

  3. E diz que o Lopetegui não se desvincula sem que se lhe paguem os prémios pelas competições que ainda poderia ganhar.

    Se é verdade que legalmente é a SAD portista quem pretende denunciar o contrato, não deixa de ser moralmente rançoso o que Lopetegui pretende. Assim se vê que o basco não se sente minimamente responsável pelo estado da equipa, na lógica do seu argumento, saudável e na senda de títulos.

    Puta que o pariu.

    Gostar

  4. André Pinto, não percebo é como são possíveis estes contratos á mercenários. Não apenas este, mas todos em equipas de topo.
    Noutra profissão se não cumprimos com objectivos pode ate dar matéria para despedimento com justa causa. Mas no futebol as direcções estendem os tapetes vermelhos ás equipas, que na hora certa os puxam.
    Depois na hora da saída, há 2 tipos de pessoas, aqueles que vêem que estão a mais, tem ainda alguma dignidade e acertam as contas, como foi de certa forma o caso do Osvaldo e outros como o Lopetegui, que se agarram ao lugar como lapas e fazem tempestade quando são despedidos.

    Quanto a nomes, já se falou de tanta coisa que é melhor não acreditar em nada. Também já ouvi Rui Barros até ao fim da época e Villas Boas depois. Para ter Sérgio Conceição é preferível rui barros que sai mais barato. Porque Sérgio Conceição está ao nível do Lopetegui, ainda têm ambos que comer muita papinha para serem treinadores de topo.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s