Vindo eu, vindo eu, com um melão de Skenderbeu

O Sporting foi humilhado, hoje, na Albânia, ao ser goleado pelo Skenderbeu por 3-0. Estamos a falar da mesma equipa que tinha levado 5-1 e sobre a qual recaem suspeitas de ter facilitado “um bocadinho” nesse jogo por suposto envolvimento em corrupção de apostas desportivas. Lembro que o ponta-de-lança conseguiu ser expulso com dois amarelos nos primeiros vinte minutos. Hoje, enquanto ouvia o relato pela rádio, os jornalistas da Antena 1 diziam que a equipa albanesa estava a mostrar uma atitude em campo muito diferente da demonstrada em Alvalade. Pois…
Este jogo mostra três coisas: 1. Jesus continua a ser medíocre na Europa. 2. Não é só Rui Patrício que joga mal com os pés. O animador de balneário brasileiro não lhe fica atrás. 3. Os meninos de Jesus e da academia, afinal, não asseguram uma rotatividade eficaz.
“São situações que é futebol”, disse Jesus na conferência de imprensa. Estou inteiramente de acordo, inclusive na forma como tentou substituir um jogador que estava no banco (quando estava para entrar Marcelo Boeck, o número do jogador que a placa mostrou para sair foi o 9, de Slimani, que estava no banco). Mas o árbitro estava atento e não permitiu a marosca. É futebol. E situações.
Anúncios

4 thoughts on “Vindo eu, vindo eu, com um melão de Skenderbeu

  1. O homem disse no final do jogo que “Jegare às Terças ou Quartas n'é a mesma coisa que jegar às Quintas”
    E depois disse que, saindo da Albânia na Quinta à noite, “chigariam” a Lisboa na Sexta.

    Este homem é um predestinado.
    Só fiquei intrigado é sobre a parte de “Jegare às terças”.
    O que é que ele percebe disso?

    Gostar

  2. Para mim, o melhor do jogo foi o tom de voz dos comentadores da sic, que pareciam estar num funeral a narrar as vicissitudes da doença que matou o leão.
    Mais estranho foram a apatia de Jesus, a milhas da habitual exuberância junto à linha lateral, e os escassos protestos dos lagartos: corriam, atiravam-se para o chão, o árbitro mandava seguir e… nem um pio? Estranho, muito estranho!

    Gostar

  3. Lá se vão as alíneas do contrato todas para o lixo…
    De vez em quando Jesus mostra as verdadeiras cores da mediocridade como treinador.
    Não fosse Lopetegui fazer trapalha—experiências ao nível dele, o Porto já estava a vários pontos de distancia.
    No futuro de Leonardo Jardim vejo o de Jesus. Com marketing, fantasias e influências irá conseguir convencer padrinhos e amigos que é excelente para ter carreira internacional, para mostrar mais tarde através de resultados ao alcance de um, que é um treinador como qualquer outro, apenas conseguiu falar com as pessoas certas para estar no clube $$certo$$.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s