O mínimo exigível

Ainda esperei dois ou três minutos até festejar o golo do Danilo, não fosse o árbitro mandar repetir o penalti. Este inglês fez uma arbitragem muito fraquinha, sempre em prejuízo do FC Porto. E nem estou a falar do golo anulado ao Casemiro (na verdade, Marcano influencia a movimentação do guarda-redes). Estou a falar, como erros mais graves, claro, do penalti escandaloso sobre Jackson e do perdão do segundo amarelo ao Samuel no lance da mão. Mas não foi só isso. Não percebo como é que o Basileia chegou ao fim com os onze em campo nem como é que uma lei que nunca é aplicada no futebol atual (amarelo por “pedir” amarelo) foi-o hoje contra nós.
Em suma, não foi fácil jogar contra um árbitro destes nem contra um Basileia tão “aguerrido” (para ser simpático). Mas, como portista, queria mais. Queria sair dali com uma vitória. A sensação com que se fica é que era possível ganhar este jogo (estou a ver, neste momento, um Lopetegui bastante zangado na conferência de imprensa…). Mas depois começamos a pensar que temos um Tello em subrendimento (ou será que ele é mesmo isto?), um Casemiro que seguramente falhou 75% dos passes que efetuou ou um Herrera que faz passes ao guarda-redes adversário quando teve tempo para se enquadrar com a baliza e preparar o remate – quando pensamos nisto -, o melhor é desfrutarmos deste empate que nos abre excelentes perspetivas de ir para os quartos de final.
Anúncios

6 thoughts on “O mínimo exigível

  1. De facto já me começo a questionar o que anda lá o Tello a fazer….

    Agora, o Ruben Neves é incomparavelmente superior ao Casemiro, que é limitadíssimo. Como é possível preferir um em detrimento do outro??

    Ah e tal…. o Casemiro é mais experiente e o Ruben ainda é tenrinho… que pariu mazé.

    Quanto ao Pato Marreco, nem vale a pena. É uma nódoa. Mete-me nervos a sua passividade. Para ele chutar mal e porcamente (o normal) ou perder uma bola tanto lhe dá como não. É-lhe indiferente. Que o PARIU. Estou FARTO desta ABÉCULA MARRECA.

    Gostar

  2. De facto, Ruben Neves tem mais qualidade. Viu-se logo quando fez os primeiros passes. Não errou nenhum, mesmo de longa distância. Será menos agressivo que o brasileiro, sim. Mas arriscamo-nos a acabar com dez mais vezes. Hoje foi uma questão de tempo até levar o amarelo (que foi o único porque o Basileia não é um Real Madrid).

    Gostar

  3. sincera e honestamente, já há muito tempo que não sentia orgulho na nossa equipa.
    há erros? com certeza! há falhas individuais? sim! ainda se pode melhorar? obviamente!
    ainda há um longo caminho a percorrer. e a Perfeição não existe – a não ser nas consolas.

    somos Porto!, car@go!
    «este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

    abr@ços
    Miguel | Tomo II

    Gostar

  4. Walter Samuel, já foi um dos melhores centrais do mundo. Hoje em dia sofre de peso nas pernas com a idade avançada, e para compensar Jackson, fez asneira atrás de asneira, sempre com a conivência do arbitro. A sorte dele é que Jackson continua sem saber muito bem o que fazer à bola.
    Alias esse é o mal da equipa, continua a passar muito a bola, nem sempre bem, sem saber construir jogadas. Lopetegui tem muito trabalho de casa para fazer.

    Gostar

  5. Safou-se o resultado. De um modo geral, toda a equipa me pareceu lenta, contemporizando. Terá sido ordem de Lopetegui, porque há campeonato e uma 2ª mão? Se foi, … que o pariu. O Basileia tem o nível de um Vitória de Guimarães, é claramente Liga Europa.

    Tello fez algumas vezes aquilo que Lopetegui não quer: a diagonal, para receber um passe pelo interior do lateral, desmarcando-se. E isso desequilibrou. O resto, continuo a dizer, não passa de um Folha espanholado. Corre muito e pouco mais. Um flop.

    Casemiro, quando enfrenta uma equipa que pressiona com agressividade, dá muito pau e perde o discernimento. Não acerta um passe, não sabe “descongestionar”. Quando pressionado – e um 6 nestes jogos é-o muito – só mantém a posse tendo uma linha de passe directa para trás, caso contrário, perdeu sempre a bola. Este é outro acto falhado. Pelo menos nesta posição. Ruben Neves foi da noite para o dia.

    Herrera tem ali um problema psicológico que não entendo. Não é o mesmo jogador que carregou a selecção do México, que jogava e fazia jogar.

    Árbitro à parte, por que temos de passar sempre as passinhas do Algarve contra equipas que defendem em bloco e pressionam logo a saída da bola, mesmo que sejam de qualidade baixinha? Vocês sabem.

    Siga a marinha.

    Gostar

  6. Deixa ver a França vai ao Mundial com um golo de mão do Thierry Henry, nós porque um jogador nosso está à frente de um guarda-redes quando não pode sair do caminho num milésimo de segundo, é fora-de-jogo, lol, ok…somos sempre o exemplo, os Portugueses continuam a ser muito pequenos lá fora.

    Mas…

    E há sempre um mas…

    Vão precisar de bem mais para nos tirar da Champions!

    “I'm not fucking leaving!”

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s