Menos dois pontos

Na prática, o empate ou a derrota dos coisinhos vai dar ao mesmo. Em qualquer das situações, teremos de ir ganhar à Luz e ser campeões na ponta final do campeonato. É certo que o resultado de ontem não nos deixa a depender apenas de nós, mas pelo que a equipa do catedrático da bola jogou, acredito que vão perder pontos. Mais do que nós, que também não somos fiáveis na matéria.
Anúncios

14 thoughts on “Menos dois pontos

  1. André, nem quero saber, que vá, se já está planeada a transferência o que interessa reclamar agora? Deu o que tinha a dar, tá a ficar velho, que vá e encha os cofres, prefiro ver o Aboubakar sinceramente(e parece-me bem mais humilde).

    Quanto ao Derby de Lisboa, gostei de ver o Benfica a festejar efusivamente os dois pontos perdidos para o Porto, isto cada ano fica melhor, agora até festejam a perca de pontos.

    Nos meios sociais ninguém falou disso, só se fala dos 7 pontos que mantiveram para o Sporting, sempre a tapar a verdade com a peneira… como nós gostamos disso 🙂

    E também gostei da vitória moral de Bruno de Carvalho, orgulhoso da sua equipa por manter os 7 pontos, ver o Braga a aproximar-se, e a ficar a 3 do Porto, foi um bom fim-de-semana 🙂

    Curioso foi ver ontem o Seara e o Barroso zangados pelas tarjas de ambos os clubes, um a celebrar a morte do adepto do Sporting, outro a mandar os benfiquistas para junto do King, mas mais curioso foi Manuel Serrão não ter perguntado a Seara se ele não ficava tão indignado quando alguém na Benfica TV deseja o mesmo ao presidente do FCP.

    Outro pormenor importante do jogo, foi quando os sportinguistas começaram “em cada lampião, há um cabrão”, a abafar completamente as vozes dos comentadores de serviço, sem merecer qualquer comentário em relação a isso, ou os very lights enviados para cima dos Sportinguistas, etc., etc., etc., e pensei e quando os adeptos do Benfica insultam o presidente do Porto? “Pinto da Costa oléee, Filho da puta olé, olé”, mas não, os energúmenos neste país são aqueles que vivem no Norte e de vez em quando(quando ganham qualquer coisinha), insultam as mães dos benfiquistas, mas mortes, celebração e apelo à morte, agressões bárbaras, insultos de um lado para o outro, não, isso é apenas um Dérby quente na tão mui civilizada e nobre cidade de Lisboa…

    Gostar

  2. cian, não trata de ir ou ficar. Um jogador com a importância do Jackson, no momento em que estamos, não anda a dizer que vai sair no Verão na comunicação social. Isso é filhadaputice. É só pensar nele, forçar um potencial negócio e correr o risco de minar o balneário.

    Gostar

  3. Pessoalmente, nunca entendi a reabilitação dos NN. Não consigo imaginar o que pensarão os familiares da vítima do Jamor. No domingo, cantavam “Foi no Jamor que o lagarto ardeu/No final da taça o very-light o fodeu”.

    Sempre quero ver o que vai sair daqui, mas terão que haver consequências. Sanções ao Benfica (tá bem abelha) e interdição dessa corja de excrementos.

    Gostar

  4. @ cian

    nem mais.
    nós, por cá, é que somos os broncos. eles, por lá, o supra-sumo do Civismo, do Respeito e da Cordialidade. sempre foi assim, Alexandre Cal que o diga.
    e não me esquecerei, nunca, da única vez em que fui ao Jamor, aquando da finalíssima de 1994, contra os calimeros. literalmente até choveram pedras. jurei para nunca mais.

    abr@ço
    Miguel | Tomo II

    Gostar

  5. eh eh, sempre deliciado a ler este blog…já desde 2007 acho…

    combinam bom humor com apreciações serias , gosto disso

    o meu Sporting continua a nao jogar um caracol, mas la se vai aguentando no terceiro posto, a ver quem terá o calendário mais apertar, e mais guito no bolso, para encher o cu aos gajos do apito

    por falar em encher o cu, que e feito do Azulado??!!

    eu, Mangala e CA, já temos saudades dele, cada um com o seu motivo

    abraço desde Moshi, junto ao kilimanjaro

    inuite

    Gostar

  6. Em todos os canais de TV onde aos Domingos se reúnem comentadeiros tascosos, os jornalistas mediadores afinaram pelo mesmo diapasão justicialista ao abordarem cenas concretas da roubalheira grossa que tem sido 2014/2015. A coisa é simples: – o Benfica não merece perder, joga melhor que o adversário, logo não se devem referir os erros arbitrais, ainda que tenham condicionado o jogo, ou mesmo dado a vitória ao Benfica. Disto João Gobern fazia alarde descarado, dizendo que só falavam das arbitragens e não se referiam as virtudes de Jesus, a altíssima qualidade do jogo vermelho, etc. Batota? Vista grossa, que o Benfica joga bem e faz por merecer o amor arbitral. E são estes os paladinos impolutos da “verdade desportiva”…

    Está o mote dado para o pano de fundo dos festejos acertados para Maio.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s