Duas pinceladas

1. O golo de Talisca é um grande golo. O golo de Brahimi é um golo monumental. Toda e qualquer tentativa de os equiparar precisa de uma consulta urgente no oftalmologista.

2. Nove jornadas decorridas. Paulo Fonseca à frente de Marco Silva. Engraçado, não é? Estou para ver o que Bruno de Carvalho vai inventar esta semana para desviar as atenções do facto de este Sporting ter ganho menos jogos do que aqueles que não ganhou.

Anúncios

8 thoughts on “Duas pinceladas

  1. Não vai inventar nada.
    MAnteve-se calado que nem um rato preferindo atacar de forma cobarde, via Facebook, os jogadores da equipa.
    Quando ganha é vê-lo pimpão no relvado a bater no peito e mandar beijos para a Juve Leo.
    Quando perde, como cobardolas da pior espécie que é, esconde-se atrás da Internet.

    Gostar

  2. Boa! Descobrimos que BdC é o sujeito abagaçado que se senta a um canto da tasca, insuportável quando o seu clube ganha, vociferando entre arrotos e esmurrando a mesa manchada com molho de pipis, mas ficando absorto nas suas Macieiras quando a coisa dá para o torto.

    Ideal para presidente do Zebordem…

    Gostar

  3. Ultima hora…

    Os dois clubes da capital do império
    falido, foram, ambos os dois, BENFICIADOS nesta jornada da champs. Marco e Jesus, ambos os dois, num acto de coerência e honestidade para com o seu homologo
    Roberto di Matteo já o reconheceram.
    Surgem, entretanto, na imprensa alemã e francesa, ambas as duas, noticias de uma forte contestação a estas arbitragens, aonde as suspeitas de favorecimentos apontam o envolvimento das empresas Pingo Doce e Sapatos Guimarães.
    Alheios a tudo isto os clubes alemão e francês apresentaram um COMUNICADO- PROCESSO- QUEIXA- CRIME á UEFA pedindo que lhes seja atribuído os 3 pontos abdicando do premio monetário reconhecendo que, para ambos os dois clubes da capital, este é um valor imaculado na preservação da verdade desportiva .

    Gostar

  4. Ontem correu quase tudo na perfeição. Não se podia pedir mais. Exibição de encher o olho, com uma segurança a lembrar outros Portos. O que mais se transfigurou, quando a mim, foi Casemiro. Foi um polvo, com critério, poucas faltas, a libertar a bola em condições, posto sempre no lugar correcto. Foi o pilar que deu confiança a um Oliver tacticamente perfeito e um Herrera esforçadíssimo. Quando assim é, os que estão atrás deixam de jogar sobre brasas e os da frente soltam o seu talento. A única exibição fraca foi a de Alex Sandro. Lopetegui esteve muito bem na construção da equipa, sabendo que um relvado pesado não favorecia Quintero. Também nada a dizer das substituições, já que Oliver estava com os bofes de fora e Tello desaparecido.

    Esperemos que isto continue. É tudo o que peço. Com o meio-campo a funcionar assim, os coisinhos nem a cheiram…

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s