O silogismo, segundo Jesus

Jesus disse que o grupo “vai ser muito equilibrado até ao fim” porque o Zenit venceu na Luz e o Mónaco ganhou ao Bayer Leverkusen. Portanto, partimos de duas premissas, as vitórias de duas equipas, para deduzir a conclusão de que vai ser tudo muito equilibrado. Aristóteles deve estar orgulhoso deste seu pupilo, o teórico mascador de chicla chamado Jesus. Os jornalistas vão atrás a a frase da noite, repetida até à exaustão nas TVs e nas rádios, é: “Qualquer equipa pode ganhar em qualquer estádio”. Brilhante. Nunca me passaria pela cabeça que tal fosse possível num jogo de futebol.
A notícia da noite não é a derrota “sem espinhas” dos coisinhos, que só não foi dilatada porque o Zenit descansou na segunda parte, dando até para oferecer oportunidades ao adversário e falhar muitas outras. A notícia da noite é a ovação dos adeptos benfiquistas no final do jogo e tudo o que daí pode a equipa retirar de positivo para o futuro. Ou seja, passa-se ao lado da análise do jogo, dos erros defensivos, da incapacidade tática de JJ perante Vilas-Boas, para realçar o reconhecimento, o amor, a paixão dos adeptos pelo esforço da equipa face às “contrariedades”. A sério, estou-me a rir tanto com tudo isto.
Anúncios

5 thoughts on “O silogismo, segundo Jesus

  1. Interessantemente, eu acho que a melhor coisa que nos podia ter acontecido foi justamente a goleada em Setubal e o roubo em Guimarães!

    Os coisinhos, quando se acham o máximo até na derrota – tanta oportunidade falhada pelo Zenit meu Deus! – ficam em ponto de caramelo. Acham que está no papo, que está tudo resolvido e… vão por ali a baixo.

    O Porto, e principalmente Lopetegui, ficam com a consciência que vão ter de ser impressionantes para ganhar à justa. E assim melhorar depressa.

    E não há melhor motivação para o nosso FCP que esta.

    Gostar

  2. O que o Jorge Vassalo diz tem muito sentido. É factor de motivação para os nossos, serem vítimas de roubalheira e verem a equipa decadente dos coisinhos serem tratados nas palminhas por toda a comunicação social. Isso aconteceu no ano de Villas Boas, lembram-se de que a Liga escolheu exactamente a apresentação do treinador do FCP para entregarem o troféu de campeão ao Benfica? Lembram-se da semana que antecedeu a primeira humilhação benfiquista, na Supertaça?

    Existe um nome para a ovação propinada pelos adeptos no final da partida de ontem: – negação. É natural que queiram artificialmente prolongar a sensação da temporada passada, ainda que a equipa tenha grandes limitações, esteja a ser perfeitamente dominada pelo adversário e tenha por principal objectivo escapar à goleada. Quando uma derrota passar ao plural, vamos ver mais demonstrações deste lendário altruísmo benfiquista…

    Gostar

  3. Não há duvida, Hulk é um homem muito feliz sempre que vai à Luz.
    O Zenit fez o mesmo ao Benfica, que a Alemanha fez ao Brasil; já tinham cumprido o objectivo, não quiseram humilhar mais o adversário e pouparam o Benfica.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s