Fait-divers, equívocos e bocejos

Fins de semana sem campeonato são de um gajo morrer de tédio. Como se não bastasse a seleção brindar-nos com uma exibição paupérrima, passámos a semana a levar com a chegada de Cristante, o italiano que escolheu os coisinhos (contra o assédio de tudo e todos), que deixou toda uma Itália em lágrimas com a sua partida, e que vai ser a próxima maravilha ali para os lados do Colombo (depois desse fantástico dinamizador do meio-campo da nossa seleção chamado André Gomes). Ouviu-se, também, falar muito de Pinto da Costa num programa de TV para donas de casa. O entrevistado, um rapazola de voz grossa, tem o secreto desejo de ser, um dia, um pintelho do nosso Presidente, mas, enquanto não consegue (e alguma vez conseguirá?), vai disfarçando a adoração com insultos típicos de um puto da Juve Leo. No final da semana, o assunto que mobilizou todos os olhares foi um brasileiro no desemprego, de nome Jonas, a oferecer-se aos coisinhos e, pelos vistos, com os coisinhos interessados. E foi, mais ou menos isto, a semana de preparação do jogo da seleção, que hoje foi derrotada pela Albânia, em mais uma prova de que a renovação, por mais complicada que seja (pela falta gritante de talentos na atual geração), deveria ser liderada por outro selecionador.
Anúncios

4 thoughts on “Fait-divers, equívocos e bocejos

  1. http://www.ojogo.pt/Futebol/1a_liga/Sporting/interior.aspx?content_id=4117475

    O homem não larga o microfone, pelo menos na fotografia o JOGO acertou, já só falta ir ao programa da Fátima Lopes, da Júlia Pinheiro, fazer uma entrevista com o Malato e o Jorge Gabriel, e aparecer numa das telenovelas da TVI.

    Mas é giro ver a evolução do Calimerus Lagartus Choronix, primeiro foi o “sistema”, depois os “árbitros”, agora os “fundos”. O que é que vem a seguir?
    Os peidos do Pinto da Costa?

    Gostar

  2. Já repararam que em quase todos estes programas televisivos, o representante do Porto está isolado dos restantes dois na sua secretária?
    Em termos psicológicos, isto incute a ideia de que o FCP está isolado dos restantes clubes, reforçando a dialética Bem (SLB/SCP) vs Mal (FCP).

    Este Eduardo Barroso é um autêntico atrasado mental, quando tem de falar de futebol.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s