Do mundial (VIII)

1. Está a ser o Mundial dos guarda-redes. Ochoa, Eneyama, Mbolhi, Howard, Ospina, Neuer, Courtois, Júlio César, entre outros. A destoar: Akinfeev e Casillas (Rui Patrício só jogou um jogo).

2. Está a ser o Mundial dos prolongamentos. Este último, entre a Bélgica e os EUA, valeu por todo o campeonato. Que grande jogo, que festival de ataque, que lição de querer e talento. Está a ser, também, um Mundial que não aconselha a que se saia do estádio cinco minuto antes do fim do jogo já que muita coisa se tem decidido nos últimos instantes. E muitos guarda-redes têm subido à área adversária para tentarem a sorte.

3. Está a ser o Mundial dos árbitros auxiliares, vulgo, bandeirinhas. Ainda não ouvi ninguém referir isto, mas está a ser impressionante a qualidade destes homens, sempre muito bem colocados e a tirarem foras-de-jogo milimétricos quase sempre com acerto. As arbitragens, em geral, têm estado muito bem, mas o meu aplauso vai para os homens da bandeira.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s