Do mundial (IV)

1. Herrera está a mostrar, como diz o André Pinto nos comentários ao post anterior, que merece maior crédito por parte dos adeptos portistas. A propósito disto, dizia hoje o Carlos Daniel, na RTP, que o adepto incorre no erro de olhar para o jogador como uma ilha, sem ter em conta o contexto em que está inserido. E o médio mexicano foi um pouco uma vítima disso. Tal como tinham sido Diego ou Luis Fabiano, por exemplo. Esperemos é que não se confirme a pior previsão do André, que seria a venda do jogador após o Mundial.

2. A França, ao contrário de Portugal, fez muito bem a transição entre a geração antiga e a nova, e mostra-se no Brasil com uma equipa renovada e cheia de vontade de fazer coisas. A Inglaterra também, apesar de, neste caso, os resultados não terem correspondido. Portugal, e volto ao Carlos Daniel, não tem nenhum grande jogador na faixa 22-27 anos, o que pode ajudar a explicar o fracasso desta prestação no Brasil.

Anúncios

3 thoughts on “Do mundial (IV)

  1. Oxalá o possamos ver bem aproveitado!

    O problema de Portugal é amplo. A começar pelo treinador: qual o critério que assistiu à sua contratação? Que fez Paulo Bento na sua carreira que justificasse a sua contratação? Depois temos todos os interesses instalados À volta do grupo. Esta participação parecia uma Casa dos Segredos da FPF, com excesso de comunicação social no dia-a-dia dos jogadores. Finalmente, há as crónicas deficiências no grupo seleccionado: ausência de um 10 e um ponta-de-lança, muitos convocados sem ritmo, que pouco jogaram nos respectivos clubes, além dos que acabavam de se recuperar de lesões. Isto leva-nos outra vez ao treinador, porque Paulo Bento foi incompetente ao insistir em Meireles e Veloso, em só levar Coentrão, etc. Foi pouco corajoso na adaptação que foi forçado a fazer com a lesão de Almeida, apostando num Veloso lento e que não fazia a lateral havia 4 anos. O lado esquerdo passou a ser um baldio dos americanos. Podia ter adaptado Rafa, por exemplo, muito mais rápido.

    (Acabo de ver Jackson marcar um golo. Não era sem tempo!)

    Gostar

  2. Estimado guardaabel, também deve ter visto na RTP o que disseram sobre a vergonhosa e descarada desculpabilização do “melhor do planeta e arredores”. Um tipo que tem a indignidade de dizer “podia ter-me ficado pelos títulos no clube e individuais, mas não…vim aqui ao Brasil dar a cara” devia ser imediatamente censurado por toda a comunicação social e até pela direcção da Federação. Mas não. Pelos vistos, continua a ser idolatrado como ainda hoje li no JN: “Ronaldo disse o que todos já sabem: é ele e mais 10”.
    Hoje, o Carlos Daniel disse e bem que “não temos uma equipa com o melhor do mundo, o melhor do mundo é que tem uma equipa”. E eu acrescentava que esse mesmo jogador deve estar a dividir fortemente o balneário e a contribuir para o insucesso da equipa.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s