Tragédia sevilhana

Aquilo que nos aconteceu hoje, nos primeiros 30 minutos, podia ter acontecido em Nápoles. É preciso não esquecer o que sofremos naquele jogo, antes de conseguirmos dar a volta ao resultado. Por isso, esta tragédia em Sevilha não foi propriamente uma surpresa. Foi muito triste, mas não foi inesperado. Os erros de hoje foram os erros de Nápoles, só que em Itália tivemos mais sorte. E hoje não tivemos Fernando e Jackson Martinez.
Esta é a derrota de um conjunto de dirigentes que falhou em toda a linha na construção do plantel para a época 2013-2014. Que não foi capaz de encontrar, por exemplo, duas alternativas minimamente credíveis para os nossos dois laterais brasileiros que, há dois anos consecutivos, jogam sem parar. Esta é a derrota de um plantel limitado, de um plantel construído de forma pouco sagaz, de um plantel órfão de um líder em campo. É a derrota de uma SAD que “reforça” a equipa em janeiro com “velhas glórias” porque já perdeu o domínio sobre o mercado jovem português. É a derrota de um Presidente que, pela primeira vez, reage e desce ao nível dos os comentadores televisivos portistas. É a derrota de uma SAD que prefere processar judicialmente um comentador portista num jornal inimigo em vez de olhar para dentro. É a derrota de uma SAD que se descontrola em direto, na TV, perante todo o país. É a derrota de um Presidente que vem apostando em jovens treinadores consecutivamente, sem qualquer estatuto no futebol, sem perceber que o “fenómeno André Villas-Boas” só acontece quando o rei faz anos (e, já agora, com Hulks e Moutinhos no plantel). Enfim, poderia continuar aqui a enumerar situações que hoje me vêm à memória, mas o melhor é ficar por aqui.
Anúncios

20 thoughts on “Tragédia sevilhana

  1. Vim aqui com a intenção de escrever alguma coisa mas o guarda expressou na totalidade aquilo que me vai na alma. O processo ao Miguel Sousa Tavares é próprio de uma ditadura, de alguém que está sem norte, para mim é o principio do fim….

    Gostar

  2. Não podia estar mais de acordo. A decadência do presidente começou a ser clara quando deu a Carolina Salgado aquele triste protagonismo, deixando o clube e os adeptos serem enxovalhados. Só que essa decadência foi disfarçada com bons resultados desportivos. Um homem que não é capaz de retirar lições do título caído dos céus no ano anterior,já não serve para um clube que é uma cidade, uma região, um país. Como é triste as pessoas não perceberem que o seu tempo acabou e terem a lucidez de preparar uma sucessão de qualidade… Uma equipa que tem como melhor jogador um fulano que estava no banco de uma equipa menor, dispensa comentários.

    Gostar

  3. Nunca mais acaba a época…

    Neste momento vejo apenas 8 ou 9 jogadores com capacidade para continuarem no FC Porto:

    Fabiano/(Helton); Mangala e Reyes, Danilo e Alex Sandro (se tiverem dois suplentes…); Fernando; Ghilas, Jackson e Quaresma…

    Dou o benefício da dúvida a Herrera, Josué, Quintero…

    De resto podem sair todos…

    E como à partida Mangala, Jackson e Fernando estão com um pé fora do Dragão (porque o clube precisa obrigatoriamente de vender…) não auguro nada de bom para os próximos tempos…

    Uma coisa é certa, continuo a achar que este é o treinador certo para resolver parte dos problemas!

    Como adepto portista fico apenas à espera que possam fazer o mínimo contra o Benfica que é passar a eliminatória com o Benfica…

    Abraço

    Gostar

  4. Quem oferece a titularidade indiscutível a Carlos Eduardo, consecutivamente, não pode aspirar a mais que ser eliminado pela equipa mais banal das competições europeias.
    Quem tem o discurso que teve no jogo da Académica, só pode sujeitar-se a perder. Lider não é quem quer, é quem faz cumprir as ordens que dá.

    Gostar

  5. Bom dia a todos.

    Acabou o sonho e acordamos para a realidade! Foi muito mau o jogo de ontem… mais um esta época.

    Que me desculpem melhores opiniões, mas o LC teve também culpa. É verdade que é um treinador corajoso, ou melhor, é um treinador que não tem medo de arriscar… mas ontem já estava 3-0??!!
    A equipa já estava a preparar o jogo de ontem desde que começou a 2ªparte do jogo com a Académica, disse o LC que a cabeça já estava em Sevilha,… e só consegue entrar em campo aos 30 minutos, ou melhor aos 3-0??!!
    Logicamente que o plantel para além de fraco é curto,… ainda bem que veio o Quaresma em janeiro,… mas ´o plantel mais caro de sempre do FCP??!!
    Culpa da SAD e da Direcção! Mandam embora, como já foi dito, os bons jogadores e ficam com os…, “as promessas”, aqueles que são seus para ganharem dinheiro!! O nosso presidente infelizmente deixou e agora eles estão a minar tudo… é um jogo de interesses e uma máquina que está a ganhar proporções enormes e que, a continuar, pode destruir o nosso clube.
    Temos que travar isto.
    Presidente pegue por favor na vassoura!!

    Saudações Portistas

    Gostar

  6. Não entendo como se possa defender Danilo. O tipo não defende! Está nos golos todos! E a verdade é que, desde que cá chegou, nunca defendeu. Ao fim de 3 anos, não está na altura de assumirmos que temos um flop de lateral direito entre mãos?

    Gostar

  7. Gostava de perguntar aos amigos portistas se vêm alguma coisa que ressalvar no actual plantel, ou seja, se existe alternativa a mandar tudo com os recos e fazer um tremendo reset. Pelas minhas contas, entre vendidos e dispensados vão uns 10-12 manfios. Note-se que nenhum sector funciona bem, apesar da mundança de treinador. Na defesa só asneira e falta de classe. No meio-campo lentidão e pouca intensidade, estando tudo refém de Fernando. No ataque inoperância (Varela) e constante equívoco (Quaresma), que fazem de Jackson um naufrago. No banco estão o Licá, Josué, Abdoulaye; jogadores que não estão à altura de um clube como o FCP. Safa-se alguma coisa no meio desta estrumeira?

    Essa total reestruturação é imposta pelas circunstâncias e é inevitável.

    Gostar

  8. @ André

    vamos brincar ao “suponhamos que”/CM manager virtual, então.
    “suponhamos que” eu até tinha algum poder na estrutura portista (yeah! i wish!…)
    2014/2015 seria assim:

    treinador:
    Luís Castro e sus muchachos

    guarda-redes:
    Fabiano, Helton, Kadu/Stefanović – Bolat a “rodar” mais um ano

    defesas laterais:
    Danilo, Alex Sandro, Rafa, Vítor García, Ricardo

    defesas centrais:
    Reyes, Maicon, Paulo Oliveira (Guimarães), Tiago Ferreira – Mangala vendido

    médios:
    Herrera, Mikel, Pedro Moreira, Quintero, Josué, Castro, Tozé – Defour vendido, Carlos Eduardo “a rodar”

    avançados:
    Ghilas, Gonçalo Paciência, Quaresma, Ivo, Kayambe, Kelvin – Jackson vendido, Varela vendido, Licá “a rodar”

    (a negrito os potenciais titulares)

    pressupostos:
    . ano zero para aposta verdadeira na formação.
    . objectivos principais: campeonato e tentativa de entrada na fase de grupos da Champions, via 3ª pré-eliminatória. se não fosse possível, nada de dramas: a Liga Europa serviria para a necessária “rodagem” e ganho de experiência na Europa.
    . faltam nomes? não, não faltam. nem contratações milionárias. como se diz cá em casa: “não há guito, não há vícios”. e nós temos muitos vícios e pouco guito.
    . não!, não é um plágio de uma qualquer versão remendada do spórtém. há no plantel jogadores bi-campeões nacionais

    abr@ço
    Miguel | Tomo II

    Gostar

  9. Parece uma boa base, mas estou a ver o Rafa a roubar o lugar ao Danilo. Ou então, o Danilo começa a jogar como nunca o vimos.

    Também tenho as minhas dúvidas sobre a posição 6, mas estamos mal habituados.

    Também me parece arriscada a aposta contínua em Quaresma e sou dos que acha que ele enterra mais do que resolve. Ele não tem lugar numa equipa que jogue em bloco, a não ser sob a batuta de um grande disciplinador; já que os únicos que o puseram a jogar para a equipa foram Jesualdo e Adriaanse. Mas o tipo não vai para novo e acho que nem assim. Os adeptos aguentam-lhe actualmente os constantes desperdícios no ataque , porque a equipa é uma miséria e o seu esforço sobressai no marasmo. Mas se a equipa estiver a produzir bem, estás a ver o Quaresma tentar fintar 90% das vezes, cruzar quando já não vale a pena, ou detonar todos os contra-ataques em superioridade numérica com algum rodriguinho? Quaresma joga para ele e nós precisamos de uma equipa.

    Gostar

  10. Bem, aparentemente e de acordo com o “OJogo”, Pinto da Costa já tem uma “revolução em marcha”. Pelo menos, após cada desastre vem sempre uma revolução. Pena seja que algumas dessas revoluções tenham mais tarde sido renomeadas de “contentores”!
    Diz a capa do jornal que:
    1. O treinador já está escolhido. 2. Vai haver uma revolução no plantel.
    3. Já há dois jogadores, o Espanhol Ayoze e o Argelino Ghazal que serão as duas primeiras caras novas no Dragão.

    Bom, como tudo que desejo para o meu clube é que tudo de bom lhe aconteça e daí provenha o sucesso, o orgulho e devido reconhecimento, fico a aguardar serenamente que estes três pontos nos tragam:
    1. O treinador tem de ser alguém com valias comprovadas no desenvolvimento e explosão definitiva de jovens jogadores que no caso do FCPorto, são mais de 60% aqueles com menos de 24 anos.
    Deve ser ousado de forma responsável e não ter qualquer receio de vestir a pele de favorito em todos os jogos da época e acima de tudo, que não se deixe comandar pelos comi$$ionistas da SAD e que deixe jogar quem merece e que luta por isso independentemente de quem é o seu empresário, qual o seu valor comercial e quais as oportunidades de negocio que ostenta.
    2. A revolução no plantel e algo que por um lado me excita porque há ali gente que já me mete nojo ver jogar com aquela camisola como o Varela e Danilo por exemplo, e outros que são esforçados mas sem um traço da qualidade requerida para jogar no Dragão como o Licá ou o Abdoulaye. Mas por outro lado deixa-me a tremer pelo factor (contentor+comissão=desastre). Se a equipa for reforçada para efectivamente reforçar a equipa, excelente. Se começam a aparecer uns Valeris, uns Tomas Costas, uns Predigueres, Souzas e afins para reforçar a conta bancaria do Adelino Caldeira, Antero Henrique e outros, aí estamos fodidos outra vez!
    3. Este ponto tem relação directa com o ponto 1. Antes de pensar em reforços deveríamos pensar em como potencializar o que já lá temos e só depois preencher as lacunas.

    Gostar

  11. … mas como fazer um plantel desses no actual contexto da SAD? Vai PdC concentrar em si todas as decisões? A verdade é que não pode hostilizar o CA da SAD…

    Note-se que vai ser muito difícil preparar a próxima época, porque estamos em ano de mundial e teremos de jogar a pré-eliminatória de acesso à Champions, considerada essencial para os cofres do clube.

    Gostar

  12. Caro Miguel:

    Leio n'O Jogo que se aventa com insistência na Grécia a possibilidade de Fernando Santos regressar ao FCP, uma vez que está em fim de contrato.

    Só podem estar a gozar, certo? Não me façam regurgitar o almoço!

    Gostar

  13. Olhem, olhem… uma coisa na lateral defensiva que lembra um lateral! Que diferença para Danilo, e até para Alex Sandro, sendo que no caso do primeiro ainda não percebi bem qual a sua posição natural. Víctor Gracía trouxe uma coisa que ainda não tínhamos visto neste época: segurança defensiva numa faixa lateral. Nunca inventou no próprio meio-campo e nunca se desposicionou perante o adversário directo. E ainda foi à linha cruzar, coisa que põe Danilo em choque anafilático.

    As pessoas dividem-se relativamente a Maicon, mas com um Ba ao lado, quem estaria tranquilo? Esse rapaz, faz-nos pensar em Sonkaya como um portento técnico-táctico.

    E Josué fez duas assistências pra golo, mas também deu o seu habitual espectáculo de passes falhados. Sem um Fernando a destruir, compensar jogo, Josué é a pá que enterra o nosso miolo. Lento a decidir e pouca intensidade na recepção. Tal como Carlos Eduardo, que marcou um golo, mas passou o jogo à parte, num agradável e ameno jogging. Fernando esteve nas lonas, o que permitiu o tal afloraramento do talento de Josué para o desperdício.

    Licá, se isto fosse um concurso de Misses, era a Miss Simpatia. Outro equívoco. Muito voluntarismo, mas não é jogador de ala – jamais!

    Gostar

  14. Lê-se que haverá uma revolução em curso no plantel do FCP para a próxima época. Se assim for, haverá uma possibilidade no horizonte para que Marco Silva seja o treinador adequado. Tudo depende do tipo de “revolução. Se for para montar um plantel com tipos já referenciados por meio mundo e que vêm para dar o salto, precisamos de um treinador com mão nas hostes. Caso seja um plantel que integre juventude da B e jogadores de grande potencial, vindos de outros clubes da 1ª liga, ou outros países, mas desconhecidos, Marco Silva pode bem ser o homem para a cadeira de sonho.

    Mas atenção: Marco Silva e Quaresma não podem coexistir, penso eu de que. Senão, seria o Quaresma o próximo treinador do FCP 😀

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s