Dolo(roso)

Leonardo Jardim, logo após o jogo em Penafiel, comentou, na conferência de imprensa, com um sorrizinho irónico, que o golo do Josué surgiu nos descontos, quando o Sporting já estava apurado. Teve, portanto, de se desapurar, o que é sempre chato. Bruno de Carvalho atirou em todas as direções com aquele tipo de frases meio enigmáticas que fazem excelente manchetes do Record. Hoje, lê-se na imprensa que se se provar que houve dolo por parte do FC Porto no atraso do início da segunda parte, podemos ser eliminados.
Pobo do Norte sabe que, durante o intervalo, Jackson Martinez se demorou um bocadinho mais na sanita, onde teve de dar vazão ao que restou da feijoada que comera no dia anterior em casa do Hélton. Daí a demora. A não ser que seja permitido pelos regulamentos começar-se o jogo com menos um.
Portanto, se aqui há algum dolo, ele só pode ser o doloroso desaparecimento do Sporting de mais uma competição nacional.
Anúncios

19 thoughts on “Dolo(roso)

  1. @ guardabel

    no fundo, o Jackson estava-se a cagar para o spórtém. literalmente falando, claro!

    e o dolo foi tanto, que o “inuite” até nem deve ter saído de casa, hoje, tal o tamanho do melão. e que diz o “inuite”, diz qualquer calimero que se preze, a começar pelo bruninho (vai pr'ó) carBalho

    abr@ços
    Miguel | Tomo II

    Gostar

  2. Grande post 😀

    Todo este ruído pretende apenas dar asas à frustração sportinguista e denegrir a vitória do FCP. O costume. É óbvio que não dará em nada e a nossa equipa enfrentará os coisinhos nas meias-finais do certame.

    Umas palabrinhas sobre a partida, vá. O Marítimo apresentou-se no glorioso relvado do Dragão desfalcado de bastantes titulares. Já a nossa troupe foi à pelada com as suas principais armas, Lucho excluído. E o que se viu? Nada. Os jogadores perdidos, sem saberem o que fazer à bola. Um tremendo ponto de interrogação desenhava-se na nossa forma de tratar a redonda. O habitual, já sabemos. Por sua vez, o Marítimo actuou da forma previsível e simples de adoptar, para levar de vencida a actual versão do Porto: linhas juntas, pressão no meio-campo, contra-ataque mortífero, aproveitando os desmandos tácticos do adversário. Na 2ª parte a coisa agitou e o Marítimo confiou. A entrada de Josué, substituindo um Defour que não acerta um passe (boa sorte para o mundial, rapaz!), deu mais profundidade na organização, mas o fio de jogo continuou a ser trapalhão, aos repelões e feiote. Lá ganhámos a ferros, contra a versão B do Marítimo…

    Agora vêm os fofinhos do milhafre. Sou da opinião que a 2ª derrota frente ao Benfica, desta vez em casa, deverá impor a Paulo Fonseca um módico de humildade, no sentido de deixar o lugar à disposição. Mas é a Taça da Liga e Pinto da Costa só lhe dá importância se a ganharmos.

    Gostar

  3. A seguir ao jogo, passei de relance em alguns canais de televisão e fixei-me mais demoradamente num porque falava António Figueiro, a representar as cores do Coisinhos.
    E dizia ele: “Nestas coisas, são sempre os mesmos com a mesma chico-espertice”

    De chico-espertice deve perceber este gajo, ou não fosse ele o presidente do Estoril no ano em que decidiram realizar o jogo no Algarve, para dar uma vantagem competitiva ao SLCoisinhos, com o estádio cheio de benfiquistas ululantes.

    É inacreditável a desfaçatez desta gente, com o peito cheio de moral. Já nem se trata de dizer que os armários deles estão cheios de esqueletos, pois as coisas não estão no armário: estão bem à vista de todos.
    Então não faz confusão a ninguém que este indivíduo que perde metade do seu tempo de antena a insultar o nosso clube, represente um clube com o qual manteve este relacionamento pornográfico de “director de um clube, mas a defender os interesses de outro”?

    Houve uma altura em que ninguém sabia onde terminava o Estorial e começava o SLB (como cruzamento de dirigentes e acionistas), e este merdas vem falar em chico-espertice?

    Quanto ao “Meleão” (cruzamento de Leão com Melão) da melodiosa e agradável voz eu diria que é mais um sem vergonha.
    Prometeu mundos e fundos durante a campanha (por exemplo, a entrada de capital estrangeiro no clube) e vê-se agora a braços com uma situação financeira complicada.
    Apontar o dedo aos outros quando ainda no ano passado, um vice-presidente do seu clube depositou dinheiro na conta dum árbitro, é uma “filha da putice” tão grande que não existe “intensómetro” nem “filha-da-putómetro” para a medir, que só pode ser vista como forma de distrair pategos.

    A velha arte da prestidigitação: agito com uma mãozinha enquanto roubo com a outra.

    No final do jogo, estava num restaurante a terminar de jantar, e mesmo tendo ganho, a comida não me sabia a nada.
    Porque estas exibições da equipa não são admissíveis.
    Mas depois de ver o Bruno “Melão Casca de” Carvalho falar, confesso que senti um prazer imenso com as trombas do gajo e a digestão foi muito mais agradável.

    Pôr um ex-elemento de “juve-claques” a presidir a um clube, dá nesta merda.

    PS: A voz melodiosa do BC só pode ter resultado do acasalamento entre a Belle Dominique e o “vocoder” dos Daft Punk.

    Gostar

  4. Ribeiro em grande 😀

    Mas a nação portista devia agradecer a Bruno de Carvalho por ter conferido tempero a uma noite sem grande sabor… Se não fossem estas figurinhas, não tinha graça nenhuma. Fazem parte desse panteão especial, talvez um “pentalhão” mesmo, que reúne os cromos da bola.

    Gostar

  5. Ia fazer piadas com isto, mas vocês já se anteciparam muito competentemente. 😀
    Assim sendo, vou ser serio. Acho que este jovem presidente leonino tem um complexo de inferioridade grave, e procura espiar os pecados do seu clube no FCP, nem que para isso tenha que se aliar ao rival encarnado.
    Não vá o diabo tece-las e ter a mesma triste sorte do seu antecessor, ou dos incontáveis presidentes do seu rival-amigo encarnado.
    Como o Orelhas este sr. está mais preocupado com a proxima eleição do que com os resultados desportivos.
    A diferença entre o nosso clube e os outros, é que nós quando perdemos foi porque geralmente fizemos merda. Os outros é porque geralmente são roubados pelo adversário (dizem eles). Quando nós somos maiores somos corruptos (dizem eles), quando eles se dão bem comemoram como se tivessem ganho o mundial de clubes a liga dos campeões e o campeonato todos juntos.
    É o futebol nacional no seu estado normal.

    Gostar

  6. 4ª definição de “dolo” no diccionário português:

    “Espécie de punhal antigo, com bainha de madeira.”

    Hmm… querem ver que o Quaresma ameaçou a nossa equipa com uma naifa à porta do balneário? Dizendo que não estava a gostar da brincadeira, e que, se não lhe devolviam os brincos, ninguém saia dali a horas?

    Relatório oficial do 4º arbitro:

    “Cheguei ao balneário portista para chamar a equipa do Porto, porque estava a aproximar-se a hora do jogo e não se vislumbrava alma no relvado, a mal cheguei à porta ouvi Quaresma dizer bem alto do outro lado “só quando eles aparecerem primeiro é que alguém sai lá para fora!”.
    Fiquei apreensivo, mas nisto, ao virar-me para voltar para o relvado, vislumbrei por entre a porta, semi-aberta, Fonseca e Antero, ambos com as mãos atrás das costas e a segurar, cada um, um dos brincos prateados de Quaresma. Virou-se Antero para Fonseca e disse “Ó Fonseca, se o cigano te perguntar se és tu que tens um dos brincos, dás-lhe? ou fazêmo-lo sofrer mais um bocado?” ao que Fonseca respondeu por entre sorrisos com cara de anjinho “Epá, da maneira como ele está? obviamente, dou-lo!” partiram-se os dois à risada logo de seguida.
    O resto toda a gente já sabe, e creio que fica aqui provada a existência de dolo para a mui justissima e valorosa equipa do Sporting, que com toda a bravura e saber mereceu passar à meia-final, e que só alguém com muito fel à mistura poderia duvidar desta certeza inquestionável. Realço desde já, que o Sporting, não só merece como já está na meia-final, garantido pelos prenúncios honrosos desta liga, que não permitem, nunca, jamais, desavergonhices como aquelas que se viram e presenciaram no Porto fora de horas. Ainda para mais quando o jogo não deveria ter tido 4 minutos de compensação mas menos 4 que era pra acabar à mesma hora que o exemplar e devoto jogo de Penafiel.

    Fica ainda para registo, cabe e assiste, a favor do Sporting, (o grande), o direito próprio de nascença, que, aliado à autoridade e personalidade jurídica, de que tanto ostenta, vai espalhando pelos quatro cantos do mundo tamanha obra de calimerismo paradigmático, que tanto tem demonstrado no seu dia-a-dia apoteótico contra arbitragens de moinhos, sempre a favor de uma verdade desportiva alucinante, para se inserir com toda a justiça no seu lugar devido, e prometido, da meia-final da Taça, agora-já-não-Ligas?. E ainda… quanto muito não fosse, apenas por ser(e não só!) um clube muito bem comportado, com risquinha ao meio, que fala muito bem, e que irá, mais uma vez, de certeza, levar no rabinho, do Sport Lisboa e Benfica, e honrar todo o país ficando muito satisfeitíssimo.

    Gostar

  7. E já agora, se me permite, queria desde já deixar um agradecimento ao meu presidente, Luis Filipe Vieira, e um abraço e os desejos da melhor sorte do mundo, para esse bandido, que é o melhor treinador de toda a galáxia, Jorge Jesus, este ano ninguém nos leva nada!”

    Assim acaba o relatório do 4ºárbitro.

    nova alcunha para o presidente Bruno de Carvalho:

    O homem do “dolo”

    E eu também sou da opinião do Sam Allardyce:

    http://www.dailymail.co.uk/sport/football/article-2548381/West-Ham-play-19th-century-football-wed-need-drill-wall-Chelsea-boss-Mourinho-fumes-Big-Sams-negative-tactics.html

    Mas para o Bruninho de Carvalho.
    Estou-me bem a cagar para o que ele diz! hahahaha

    Gostar

  8. Giro, giro é estarmos prestes a perder o Mangalhão e o Fernando, de uma penada. É verdade que Fernando, a não sair agora por alguma coisa, sairá no Verão por nada. Eu pergunto: por que não foi vendido e acautelada a sua substituição no defeso passado, como é de lei, o que teria permitido maior margem negocial e menores dificuldades desportivas? Agora é para sair por umas cascas de alho e ficamos sem ninguém na equipa que faça o seu trabalho, com a mesma preponderância? Bonito.

    O Mangalá será um grande central, mas a sua cabeça havia muito que não estava no FCP. Votos de excelente carreira, mas não dá para levar com ele o Otamendi?

    Gostar

  9. @ André

    «Eu pergunto: por que não foi vendido e acautelada a sua substituição no defeso passado, como é de lei, o que teria permitido maior margem negocial e menores dificuldades desportivas?»

    sabes que costumo concordar com as análises que fazes, por achar que são pertinentes.
    mas, desta feita, vais-me desculpar mas estou em completo desacordo com o teu comentário, sobretudo na frase em apreço.
    o que escreveste pode ser definido como especulação. é que nós, enquanto adeptos, o que sabemos é sempre por intermédio de interposta pessoa, vulgo jornalistas – excepto se forem do pasquim da Travessa da Queimada, pois que, neste caso, tem que se considerar, antes da sua profissão, o seu anti-portismo primário.
    mais: tudo o que (não) sabemos é o que a SAD quer que se saiba.

    portanto e quem é que nos garante que, por exemplo e também num exercício meramente especulativo, o Fernando já não terá um acordo apalavrado com o sheik do City e, via seu empresário, não aceitou qualquer acordo com a Administração da SAD só porque sim? está no seu pleno direito, certo?
    mais: o nosso grande presidente – que o é! – não é “desses” de afirmar que «estão salvaguardados os interesses de todos, com o acordo feito com o empresário e o jogador»…

    portanto, o meu apelo é para intentarmos manter a necessária calma.
    e que tenhamos confiança de que Paulo Fonseca já arquitectou um (novo) plano táctico para suprir a (s) eventual(ais) perda(s) de jogaador(es) nuclear(es) na equipa.
    [modo de ironia off para o último parágrafo…]

    abr@ço
    Miguel | Tomo II

    Gostar

  10. @ Ribeiro

    não, meu caro, não estou!
    este jogo, no jardim do sr. Alberto João, frente à equipa principal do marít'mo, depois de uma exibição miserável frente à sua equipa B no Dragão, para a Taça da Liga e depois de (afirmaram os pasquins desportivos) «uma hora» a dissecar aquela partida que os calimeros tanto contestam por 2'45'', é muito importante.

    na minha opinião, estão bem mais do que três pontos em disputa: depois da confiança dada pelo nosso Presidente, está em causa o necessário 'click' para o que falta do resto desta época.

    como me recuso a atirar a toalha, quero acreditar que Paulo Fonseca tem a lição bem estudada e saberá apresentar uma equipa em condições e capaz de dar resposta a todas as nossas inquietações. quero acreditar que isso acontecerá!.

    assim se justifica a adenda:
    «[modo de ironia off para o último parágrafo…]».

    abr@ço
    Miguel | Tomo II

    Gostar

  11. Miguel, de acordo. O que escrevi foi especulativo, mas conhecerás a expressão bife “educated guess”. Há o triste antecedente de Paulo Assunção, ironicamente jogador da mesma posição. É um facto que o Fernando dificilmente renovará. Também é um facto que Otamendi e Fernando não foram convocados para o jogo com o Marítimo. Esperemos para ver!

    Quanto a “cliques”, caro companheiro: -Paulo Fonseca em 4 meses não acertou uma, e não vejo que alteração possa instituir a partir do banco para dar a volta à actual ordem das coisas. Para mim, o FCP precisa de um salutar pousio, uma equipa de “projecto” e um grande treinador.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s