A probabilidade do (des)consolo da Bejeca

Existe uma pseudo-regra que diz que quando algo pode correr mal, corre mesmo mal. Olhando com atenção para o percurso recente do FCP, é impossível não encontrar traços que definam uma trajetória negativa.

Depois das goleadas ao Gil Vicente e ao Guimarães, a equipa entrou numa fase menos fulgurante, com algumas vitórias bisonhas (Beira-Mar e Rio Ave) e alguns empates comprometedores (Olhanense e Sporting). Em quase todos estes jogos, incluindo no que disputamos em casa com o Málaga, tivemos sempre o domínio da posse de bola, nuns casos com mais dinâmica e pressão (como foi o caso do jogo da Champions), noutros casos com trocas inconsequentes frente a adversários que jogam para empatar ou perder por poucos. Seja qual for o jogo, o que foi evidente foi o escasso número de oportunidades de golo que criamos.

É essencialmente por isto que, tristemente, não me surpreendeu a eliminação da Champions. Claro que um Moutinho diminuido fisicamente é um handicap substancial, que um golo em cima do intervalo é complicado para quem sofre e galvanizador para quem marca e, obviamente, que jogar com 10 durante a segunda parte não é fácil. Mas também poderíamos dizer que vencemos em casa os espanhóis com um golo irregular, num jogo em que dominamos mas criamos muito pouco perigo. Que o Málaga viu um golo anulado que, honestamente, deveria ter sido validado. Que tivemos uma única oportunidade evidente de golo em todo o jogo de hoje. É curto para quem tem o nosso histórico na Champions, mesmo sabendo que o Málaga tem um bom conjunto de jogadores, mas não é nenhum clube de topo ao nível europeu.

Pois bem, se isto foi mau, imaginem quão problemático poderá ser perder pontos no confronto com o Marítimo, que nunca foi um adversário fácil para nós quando jogou nos Barreiros. Mesmo sabendo que uma eventual desvantagem de 3 pontos pode ser  superada no confronto direto que está marcado para a penúltima jornada, a verdade é não me admirava que dominássemos os vermelhos nos 90 minutos e não conseguíssemos criar oportunidades de golo – é algo que tem acontecido com frequência.

Para retomar o assunto do post do meu amigo Guardabel, aqui fica a comparação do nosso calendário com o dos coisinhos:

23.ª jornada
Marítimo-FCP e Guimarães-SLB – probabilidades a favor dos vermelhuscos;

24.ª jornada
Académica-FCP e SLB-Rio Ave – mais uma vez, mais hipótese de bronca para o nosso lado;

25.ª jornada
FCP-Braga e Olhanense-SLB – o Braga é mais complicado mas o lodaçal de Olhão é local para surpresas;

26.ª jornada
Moreirense-FCP e SLB-Sporting – não vencer os de Moreira de Cónegos é crime mas este Sporting não mete medo a ninguém;

27.ª jornada
FCP-Setúbal e Marítimo-SLB – finalmente, uma situação probabilística favorável!

28.ª jornada
Nacional-FCP e SLB-Estoril – os madeirenses são capazes do melhor e do pior enquanto que os amarelinhos têm um histórico de confrontos com o SLB marcados pelos penalties desKarados e por convenientes jogos em casa disputados no Algarve;

29.ª FCP-SLB – matar ou morrer… se ainda estivermos vivos!

30.ª jornada
Paços-FCP e SLB-Moreirense – o nosso adversário é a revelação do ano; o adversário deles deverá despedir-se uma vez mais da Primeira Liga.

Em suma, 5 jornadas que lhes são favoráveis, uma que é um empate “técnico” (a 25.ª) e duas a nosso favor (27.ª e o confronto direto no Dragão). Com jeitinho, este ano ainda ficamos nós agarrados ao título da Taça da Bejeca… Quanto à Champions, esqueçam o assunto: o objetivo realista das equipas dos campeonatos periféricos dificilmente pode ser ir além da fase de grupos.

Anúncios

17 thoughts on “A probabilidade do (des)consolo da Bejeca

  1. Só há algo que falta aqui comentar, já não é a primeira vez que a equipa técnica, o Vitor e este Porto se queixam da arbitragem, como muito bem disseste o Porto foi beneficiado e não só neste jogo, o Hélton mais uma vez a miséria de sempre, vez uma boa defesa no jogo todo e ficou logo todo encolhido quando as câmaras olhavam para ele, é para mim uma nódoa que os portistas nunca quiseram ver durante estes anos todos, mandámos fora Venturas e Betos que fariam um trabalho muito melhor que aquele frangueiro, que raio de atitude é aquela no golo do Saviola em que recebe um toque e larga a bola e faz uma cena ridícula, é demais, este guarda redes veio para o FCP fazer dele um circo para os seus espetáculos, não há mais paciência para Helton. Pior é ver a atitude dos jogadores antes de estarem a perder a eliminatória e depois quando já era o fim, Helton aí já se atirava a todas e imediatamente punha a bola num jogador qualquer, já não havia teatro, já não havia malabarismos, já não havia macacadas…
    Antes de continuar quero salientar que uma equipa vê-se a jogar como ela é internamente, ou seja, houve momentos muito bons do FCP no início do jogo mas cedo se viu que esta equipa não está unida, ou por egos demasiado grandes, ou mesmo por conflitos entre jogadores, haviam sempre 3, 4, ou 5, passes bem feitos e, ou um jogador ficava com a bola demasiado tempo em vez de seguir o ritmo da equipa, ou atrapalhava-se e não conseguia passar para o colega certo, ou, como no exemplo do belo Defour que é outro palhaço como o Helton, um bocadinho a lembrar um certo Mariano(mas esse ainda tinha mais garra mesmo sendo mais trapalhão), quando ficando isolado à frente da baliza, deixa-se apanhar pelo defesa, vira para o centro aonde estão mais dois defesas a tapar o caminho da baliza e remata sem olhar para a baliza ou para os seus colegas que apareciam em ambos os lados, brilhante, nem um puto das escolas do Benfica conseguiria fazer melhor, o correcto era ir sempre em frente e rematar direito, sem espinhas, era um golo simples e fácil, sem especulações, que era o necessário nesta situação, mas não, Defour numa eliminatória como esta preferiu brincar, virar para o lado, fazer malabarismos, fazer o golo bonito, deixar as câmaras fotografarem-no mais um bocadinho, não há paciência para tanta falta de profissionalismo, mas o pior é quem o meteu a jogar de início e quem não o tirou depois desse falhanço e depois de ter um amarelo e depois de estar a perder e ter a eliminatória igualada tendo de arriscar, não, Defour não se tira, o maior erro da noite.

    Gostar

  2. Quero também começar por dizer que não sou dos portistas que me queixo de arbitragens este ano, houve vários jogos em que a equipa técnica do FCP, incluindo Antero Henriques, se queixaram da arbitragem, e mais uma vez, em frente de toda a Europa e nas entrevistas posteriores, o nosso Futebol Clube do Porto portou-se como um autêntico calimero, é isso que vai ficar na história desta eliminatória, vai aparecer nos sites, vai ficar escrito nos telejornais, fomos beneficiados em casa, e lá, e a equipa técnica do FCP tem a lata de se queixar, não de penáltis, ou golos mal validados, ou foras-de-jogo(que achei de um despudor ridículo no jogo da luz, não fomos nada prejudicados, não tivemos sim a capacidade de inverter o jogo e ganhar aos nabos do Benfica, agora foras-de-jogo? mas a onde está a chegar este FCP?) ou expulsões, mas, reparem bem na arte do malabarista «condicionados pelos amarelos» mais sportinguista este treinador não podia ser. Antes do jogo fiquei logo chateado em ouvir o que disse, como diz nas milhares de entrevistas que dá, o óbvio, dizer o óbvio é a arte de muitos «treinadores» na actualidade, especialmente se querem imitar Mourinho, houve Fernando Santos que era exímio em dizer o óbvio, Jesualdo de vez em quando lá caia nessa armadilha e temos agora o Vitinho amiguinho dos jornalistas, como se eles o pagassem o ordenado ao fim do mês, respondendo a tudo e ao mais absurdo, e respondendo sempre com afirmações óbvias, básicas, e do mais pobre que se pode imaginar da mente de um suposto «treinador», ou reparem então, a pergunta era o que ele achava que iria ser o jogo de hoje, ao que diz Vitinho «vai ser um jogo de Champions, com duas boas equipas, com muitos golos, o Malaga é uma equipa muito boa, mas nós queremos ainda continuar na Champions com os melhores, vamos marcar, blablablablablablabla» se o reporter lhe pergunta «como é que acha que vai estar o tempo, que se preve chuvoso, amanhã?» Vitinho responde «vai ficar o céu nebulado, vão cair pingos e gotas de água, as pessoas vão usar chapéus de chuva, as gotas de água vão ser translúcidas e frias, também sentiremos um pouco de vento» porra é preciso um bocado de carisma! de inteligência! de saber comunicar com as pessoas! Vitor é um bom técnico mas não é um «Manager» não tem capacidade para isso, não tem qualidades para liderar, é preciso um murro na mesa, um discurso motivador, Vitor parece um pacóvio provinciano com alguns conhecimentos de futebol e que emprega algumas palavras caras nos seus discursos para parecer inteligente, mas que no fundo não diz, e não transmite, …nada.

    Gostar

  3. Depois tivemos a questão James, James não jogou de início porque Vitor queria guardá-lo para quando fosse preciso, ou seja, jogou com medo, esperando que alguma coisa má acontecesse, não pondo os melhores jogadores em campo, para depois por se algo de mau acontecesse, foi prevenido e não ousado, sabendo muito bem que tinha de marcar e não defender ou tentar gerir o resultado, com James de início de certeza que o Porto teria tido mais faltas no primeiro tempo, de certeza que o Malaga teria tido mais amarelos e mais riscos de expulsão, de certeza que o Porto ao jeito do pé de Moutinho, Lucho e Maicon, teriam tido mais oportunidades de golo nas bolas paradas, mas não, com Vitor a treinador, Defour não sai, James não entra, o erro que já era crasso de não tirar o empecilho do Defour durante 45 minutos, tornou-se pior ao apenas meter o James quando, lá está, já estava o caldo entornado.
    Que bem me lembro daquelas taças todas dadas de mão beijada ao Sporting, quando Jesualdo casmurro metia Farias de início até ficar a perder, que lindos treinadores estes que seguiram as pisadas de Mourinho e Vilas Boas, Mourinho quando não tinha o Derlei a 100% metia-o numa redoma, mas punha-o a jogar de início, não esperava que as coisas tivessem a correr mal para meter o desequilibrador dentro de campo.
    Até quando perdemos com o Shalke, a equipa do Shalke era melhor e Lisandro e Assunção não mereciam ter sido eliminados depois daquele jogo no Dragão, agora em Málaga, apenas posso destacar alguma garra de James que rapidamente foi perdida por falta de apoio do resto da equipa, mas nem James chegou aos calcanhares de Lisandro, nem este Málaga chega às unhas do Shalke, sinceramente não tenho dúvidas que vão apanhar uma das maiores goleadas na próxima eliminatória de que há memória, fazendo lembrar um bocado a História do Sporting na Champions. Este Malaga não merece estar a onde está, mas o Porto não fez o obrigatório que era jogar o seu jogo e não rematar lá para a frente, como se o Jackson cobri-se o campo de um lado ao outro de largura e medi-se 3 metros de altura para apanhar as bolas que inconsequentemente os defesas, Helton, e todo o restante da equipa teimavam em desperdiçar lá para a frente, e pronto, foi isto, a brilhante táctica de Vitor, vendo-se a perder, é, bolas lá para cima! Precisamos mesmo de ir buscar o Éder para termos uma dupla imbativel no ataque, e infelizmente creio que assim até o Vitor Pereira consiga entrar na História da Champions, agora como se viu hoje, entra no passado e não na História.

    Gostar

  4. Tenho de pedir desculpa ao André Pinto, realmente andei iludido, ou empreguei demasiada confiança à organização do clube para por um gajo das divisões secundárias na liderança de um plantel como o nosso, um plantel de estrelas, de milhões, como Jesualdo teve, e como tantos outros tiveram e nao souberam rentabilizar os jogadores que tiveram ao máximo, andei cheio de positivismo esperando que um dia se fizesse luz naquela cabeça brilhante de Vitinho, realmente deveria ter saído quando ganhou o campeonato e nada mais, agora nem campeonato, nem taça, nem o caralho que o foda. Acho uma vergonha se vir portistas a festejarem a taça da cerveja o que esta equipa e este treinador mereciam era festejá-la sozinhos sem adeptos no estádio, a taça Lucílio Batista nem merece ficar no nosso futuro museu, isto se até essa taça o Vitinho conseguir ganhá-la, sinceramente, agora, até só quero o campeonato.

    Gostar

  5. Temos de ser realistas, não vale a pena chorar, ou ter sonhos húmidos que agora é que vai ser. Temos de ser realistas. O Porto este ano deu vários tiros no pé dentro e fora de campo, e muitos por culpa do nosso treinador, podemos ser campeões, mas ser campeões com os jogadores que se tem, à última jornada, contra uma equipa de coxos que é o Benfica, e fazendo uma época de merda, desequilibrada e inconstante, não merece o meu respeito, provavelmente esboçarei um sorriso, mas um sorriso com um pensamento por detrás, uma crença atrasada, que no fim do ano desportivo o treinador saia para outras paragens, por favor Sr. Pintinho da Costa, acorde e deixe lá a brasileira de lado por uns segundos, precisamos da sua eloquência.
    Aparte do Vitor ser uma merda, e a equipa técnica comportar-se como calimeros da segunda circular, espero que haja uma mudança neste Porto profunda, primeiro e acima de tudo erradicar essas ervas daninhas que nos desaires encontram salvação na táctica do Sporting Calimerista, este não é o meu clube, este não é o meu Porto, o meu Porto trabalha, o meu Porto luta, o meu Porto não levanta os braços e diz que a culpa é do outro, o meu Porto olha para si e encontra a solução dentro da própria alma, da sua própria razão, e age, não se lamenta, não canta o Fado, não vai pelas ruas lançar boatos ou repetir mentiras até ao último fôlego, ou cria preconceitos e argumentos diabólicos, não se desculpa, não tem bodes expiatórios, o meu Porto pensa, raciocína, e depois, «pega em armas e enfrenta um mar de problemas».

    P.S.: E por favor não votem no «Bruno é de Cravalho»

    P.S.2: Tive em Viena a semana passada, que maravilha de cidade, e quão cara, realmente não é para qualquer um ser campeão naquela cidade, aliando mais ao facto que a bandeira é vermelha e branca, está cheia de estátuas de águias, e até tem algumas estátuas do São Jorge a matar o Dragão… foi o destino ganhar lá, bonito bonito era repeti-lo no Estádio da Luz com esta equipa fortalecida e, agora, experiente… penso eu de que…

    Gostar

  6. P.S.3: E continuo a dizer, os nossos jogadores falam melhor que o nosso treinador:

    Vitinho – “A expulsão de Defour e a lesão de Moutinho foram decisivos. O Málaga foi uma equipa muto agressiva. Nós fomos muito condicionados pela arbitragem, em termos de amarelos. Muito cedo já tínhamos meia equipa amarelada. Não nos foi permitido sermos agressivos como gostamos de ser. De qualquer das formas não foi por aí. A primeira parte foi equilibrada. Na segunda parte, com a expulsão do Defour, foi mais difícil. Tentámos reagir e chegar à baliza contrária» «A nossa agressividade foi penalizada com amarelos, a do Málaga não foi. O critério foi diferente. Foi um jogo em que as incidências foram sempre contra nós.”

    Jackson Martinez – «Já tinha dito antes que o favoritismo não existia, até porque sabíamos que 1-0 não era suficiente. Tínhamos uma grande oportunidade de passar à próxima fase, mas o Málaga fez um grande jogo. Não perdemos pela expulsão, apesar de ter marcado o jogo. Estou contente pelo que fiz. Joguei a minha primeira Champions, marquei e ajudei a passar a esta fase. Podíamos ter chegado mais longe»

    Gostar

  7. Bom dia
    Quer queiramos quer não, temos equipa para ganhar em Zagreb e em casa quando jogamos na CL ; os resultados estão à vista e como dizia o outro : os factos são teimosos
    A nivel de consumo interno, não interessa andarmos a brincar aos Barcelonas com percentagens entre os 60 e os 75% com muita produção de jogo e incapacidade de decidir quando as coisas não estão a correr bem. Isto ja nos custou 4 preciosos pontos e por este andar ainda nos vai custar mais.
    Prefiro de longe aquele futebol letal (Tomislav Ivic da primeira vez em que esteve no FCP), melhor defesa, melhor ataque e nada de carrosseis magicos.
    Custa-me ouvir responsaveis e jogadores do meu clube depois do jogo falar de arbitros porque quer dizer que no breefing não foram capazes de por o espelho à frente da cara e reconhecer que o que esteve mal foi o FCP.
    Criticamos os outros merdas do nosso campeonato que quando perdem é por culpa dos arbitros ou do sistema e quando perdemos fora de casa na CL (quer dizer sempre ou quase sempre) adotamos o mesmo discurso.
    Fodam-se tratem de crescer e de perceber uma vez por todas que o bois não são à beira das vacas que se reconhecem mas à beira dos touros.
    Alguém tém duvidas que o Porto é superior ao Malaga? mas ontem passou o que teve mais querer e mais garra e que ser melhor não quer dizer nada se quando entramos para o relvado não somos capazes de por isso de lado.
    Agora é urgente entrar nos Barreiros com este estado de espirito senão a partir de domingo à noite os pasquins do império (excelentes par embrulhar peixe) vão começar os vomitos de cor vermelha.
    Quando é que vamos perceber definitivamente que o nosso pior adversario somos nos mesmos, deixem-se de comtemplações e de merdas e que “nesta casa so pensamos em ganhar” e o caralho. Respeitem o adversario na imprensa, antes do jogo, mas la dentro acabou o adversario não existe quem existe somos nos ; é a unica maneira de calar esses FDP

    Abraço portista e tripeiro de Bourgogne

    PS Desculpas pela falta de acentos pois o teclado é azerty

    Gostar

  8. Fomos bem eliminados?

    Talvez…

    Mas ontem o árbitro foi não só amigo do Porto mas também do Málaga.

    Toulalan era expulso aos 65 min ainda com 1-0 depois de ter feito uma entrada assassina por trás sobre o lucho sem bola.

    10 contra 10 e o resultado tinha sido outro.

    Gostar

  9. Cian, não me tens de pedir desculpa de nada, até porque eu não acreditei que o Vitinho chegava a campeão na época passada. Esqueci-me que do outro lado estava um certo catedrático…

    Bom, já foi dito quase tudo sobre o jogo. Falta só acrescentar a falta de concentração. Viram como Isco marca o 1º golo? Como recebeu à vontande, sem ninguém o importunar, até parou antes e olhou para o sítio onde ía colocar a bola! Parecia um livre directo em jogo corrido…

    O plantel é curto, os jogadores sabem-no; parece-me que estão cansados e desconcentrados.

    Mas o pior, para mim, e mais uma vez, foram as declarações de Vítor Pereira. Depois de eliminado desta forma, sem jogar olhos nos olhos, na retranca, sem uma ocasião de golo digna desse nome, com uma vantagem de um golo, aliás marcado em fora-de-jogo, ter a lata de sequer sugerir que a derrota se deve ao árbitro, é do nível mais baixo, que não se coaduna com o do FCP. Aqui, assumem-se as responsabilidades e a autoria da merda que se faz. Diante do clube, dos adeptos e dos jogadores. Sacudir água do capote, com a habitual gaguez da má-consciência não serve a este nível. Aqui se vê que Vítor Pereira não tem, nunca teve, estofo para liderar uma equipa desta craveira. Gostava de esclarecer aqui um equívoco que podia haver inicialmente com os percursos de outros grandes treinadores.

    Que Mourinho e Villas-Boas tenham passado por Leiria e Académica, respectivamente, são apenas dados do seu percurso. O seu talento e qualidade os destinava a maiores vôos.

    No caso de Vítor Pereira, o acidente de percurso foi a maneira como chegou à liderança de um clube com dimensões europeias. A sua qualidade de treinador está de facto reflectida no seu percurso anterior, ou seja, é treinador de Santa Clara.

    Rezemos pelo campeonato, mas estamos em desvantagem, em todos os sentidos. Pior calendrário, plantel mais curto, logo mais desgastado, Moutinho entre algodões, Lucho a dar o berro e sem alternativa ao ponta-de-lança.

    A propósito: que veio fazer para cá o Liedson? Estamos a meio de Março e ainda não serviu para nada, além de ser destinatário de um chorudo salário. Não era isto previsível? Pelo menos o Badocha vai jogando e marcando golos…

    Gostar

  10. Paulinho,

    não podia estar mais de acordo, esta frase que disseste está demais

    “mas la dentro acabou, o adversario não existe quem existe somos nos”

    algo que o FCP deveria incluir na cabeça de todos os jogadores e treinadores que emprega, começo a acreditar que apenas precisamos de ter um treinador um pouco esperto e perspicaz e com muito bom senso “Para Aristóteles, o bom senso é “elemento central da conduta ética uma capacidade virtuosa de achar o meio termo e distinguir a ação correta, o que é em termos mais simples, nada mais que bom senso.”
    Sempre que tivermos um treinador assim vamos longe, Pedroto, Artur Jorge, Ivic, Mourinho, Vilas Boas.
    O resto temos tudo, não precisamos de mais nada no clube, só precisamos de incluir o bom senso como pré-requisito na hora de contratar treinadores e seremos o melhor clube do mundo.(sempre em finais internacionais e a ganhá-las)

    Tasqueiro Emigrante,

    “10 contra 10 e o resultado tinha sido outro”

    Se o golo do Helton também tivesse contado(e os nossos dois estavam mesmo em fora de jogo) sim o resultado teria sido outro, mas desses resultados e dessas expressões está o Sporting cheio…

    Alé Porto vamos buscar o campeonato enquanto é tempo, e no final do ano o Vitor sairá do FCP com um currículo bastante bom para encontrar trabalho na agricultura.

    Gostar

  11. André,

    Exactamente, o golo do Isco foi oferecido pela nossa equipa, como foi possível aquilo, foi uma branca em toda a equipa…

    Quanto a Liedson, já aqui disse o que acho desse banana, mas para mim era o Lima(que ouvi dizer que o Vitor rejeitou no inicio da época) ou o Éder, o que é que está o Éder a fazer no Braga?

    Provavelmente o que Vitor está a fazer no FC Porto, a ganhar experiência.

    Gostar

  12. Sim, dizem as más línguas – que sobejas vezes são também as certeiras – que Vítor Pereira achou que Lima não se encaixava bem no seu esquema, ou seja, não servia para uma agradável rabia na nossa zona defensiva.

    O Éder é neste momento intocável e já o era no defeso. Nenhum clube em Portugal tem actualmente poder de compra para pagar o que o Braga pedirá por ele.

    Gostar

  13. Não sou daqueles que “cascam” no VP, a aposta de PC foi muito arriscada pois penso que seriedade e honestidade não lhe faltam e foi isso que quanto a mim pesou a menos de uma semana do principio da época, o que é gritante é a sua falta de experiência e então quando toca a falar é de fugir, calado era um poeta como dizia o outro.
    Nestes momentos dificeis ha que fazer corpo e apoiar a equipa para dividir ja chegam os outros.
    Quanto às hipoteses Lima ou Eder estão bem onde estão. Pergunto não teria sido melhor ter guardado o Janko pois sabiamos de antemão que psicologicamente o Kleber tinha sido cilindrado quando todos viram nele o novo Falcão, o fantasma nunca mais o largou ; o Janko no ano passado marcou 10 golos e a mim dava-me mais garantias que o Liedson.

    Gostar

  14. Ribeiro, o que é que se passa? estou à espera dos teus comentários geniais, já agora o último sobre a cor no site do jogo foi brutal, vá, anda lá aparece para animar um pouco o pessoal que isto está difícil de gerir, mas na realidade acho que o pessoal até aceitou bastante bem esta saida devido ao facto que ninguem espera muito do Vitor, enfim, venha o tri e siga pa bingo 🙂

    Gostar

  15. Cian, assim que me passar a dor na zona anal que me apareceu após a nossa concludente exibição em Málaga eu comento.

    É QUE EU FAZIA ANOS NESSE DIA, VÍTOR!!!!
    FODESTE-ME O MEU ANIVERSÁRIO, VITÓ!!!!!

    Só como aparte, quando jogamos para a Taça UEFA com um “outro clube grego que não o 'Olympiacos 5-0'”, em 13 de Março de 2002, também perdemos.
    Começo a acreditar em alguma coisa cabalística relativamente a este dia.
    É melhor começar a marcar jogos para outro dia. 12 ou 14…
    (Bom, pelos menos nesse ano, ganhamos o caneco)

    Pensava eu que com a eleição do Papa Bergolho I, as coisas corriam a nosso favor, pois não tinham escolhido um papa Madeirense.
    E afinal, sai aquela merda de jogo.

    Quando sair desta convalescença futebolística aviso.
    Falta pouco, basta que ganhem ao “Merítmo”..

    Entretanto, vi hoje uma notícia que voltava a falar da contratação do “Broeiro das Madeixas L'Oreal 19” pelo FCP.

    Vou ali cortar os pulsos e volto já.

    Abraço a todos.

    Gostar

  16. Todos menos esse azeiteito. Mesmo que sejamos obrigados a reconhecer-lhe certos méritos, nao posso com esse gajo, mal por mal prefiro o Jaime Pacheco e nada de Domingos ou do outro que andou a comer a mulher do presidente.
    Mas sou daqueles que acreditam no VP, talvez vocês ainda nao fossem deste mundo (sou um velho portista pois nasci em Cedofeita em 1954 e vizinho do nosso Papa), mas na primeira vez que o grande Zé do Boné esteve no nosso FCP foi corrido a bom correr, bastou apenas sermos eliminados na época pelo Slovan de Bratislava na extinta Taça das Cidades com Feira.
    Parabens ao Ribeiro pelo dia (o meu neto segundo neto nasceu nesta mesma quarta-feira)
    Se esta derrota servir para acabar definitivamente com os deslumbramentos pos Guimarães e retomar a humildade perdida então vamos ser apenas Porto e isso ja basta para calar tudo e todos porque eles sabem bem onde esta a raça.
    Caso contrario vai haver necessidade de repensar a proxima época.
    Um abraço a todos

    Gostar

  17. (Se por ventura fizerem um post para comentar a merda do jogo com o maritimo coloquem lá este comentário)

    Hoje ficou provado que este vitinho não vale a ponta de um corno, foda-se tem um avançado no banco e não o põe a jogar, para quê que ele veio? 130 mil € / mês e não joga? Em Portugal há muita gente com fome para se deitar assim dinheiro fora.
    Não jogamos nada, não fazemos uma jogada de ataque..andamos a pastar em campo. Alô presidente, aonde anda voçê? Temos um presidente tipo Cavaco no Porto?
    Vitinho para a rua já. E é melhor ficar por aqui porque isto foi muito mau.
    Não acham que temos um novo Pena? Este Jackson é uma boa merda!!!!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s