Estado da Nação – The European Front

O Porto deste ano está a tornar-se um caso sério: quando decidem jogar são melhor equipa do que eram com o Hulk (eu sei: ter o Jackson na frente é bem diferente do que ter um austríaco esforçado ou um brasileiro inconsequente); quando decidem engonhar, a barracada acontece inevitavelmente.

Hoje jogaram das duas formas, sempre “quanto baste” para chegar à vantagem, mas com outro adversário… a atitude seria outra? O problema está essencialmente na dinâmica do meio campo (ou na ausência dela) e o “mal” tem três origens

  • o Lucho é um jogador com uma qualidade, inteligência e uma lucidez inquestionáveis, mas a sua condição física parece limitar-lhe a performance, sobretudo quando é necessário pressionar;
  • o Fernando, em dias de acerto, seca tudo à sua volta; em dias como o de hoje, ganha lances difíceis e perde bolas fáceis – na posição dele isso é normalmente fatal;
  • o Moutinho é o maior culpado das fases boas e das fases más; quando está motivado, surge em todo o lado, finta, troca, defende, confunde os adversários, é um super-jogador; mas o João Moutinho de hoje, tal como o que fez o último jogo pela seleção, parece pouco empenhado, desligado do jogo e justificou-se uma substituição que, noutro contexto, seria impensável – estará já com a cabeça na possível mudança de ares em janeiro?

Outro jogo que me deixou um pouco insatisfeito foi o do Braga: com aquela equipa, se não se encolhessem tanto, dificilmente perderiam o jogo depois de se terem visto a ganhar por 2 a zero. É óbvio que o United carregou na segunda parte e uma equipa joga o que a outra permite (sobretudo quando a dimensão dos clubes é tão desigual como neste caso), mas ficou a sensação que a única forma de bater os reds de Manchester era fazer tremer aquela improvisada defesa. E, claro, cada vez que vejo o Éder a jogar pergunto como foi possível manter o Kléber no plantel e não ter ido buscar aquele gajo à Académica. Agora, depois de valorizado no Braga, o Salvador vai-nos fazer pagar uma fortuna ou vendê-lo-á a um clube estrangeiro. Bastará mais um par de jogadas como a do segundo golo.

Mas a jornada europeia da Champions não foi só frustrações, porque o clube que vocês sabem quem é deu-me mais uma alegria. Depois do miserável empate em Glasgow, comemorado como um resultado épico, e da derrota aparentemente muito satisfatória que conseguiram frente ao Barcelona, perderam face à equipa que, em teoria, seria o seu adversário direto no apuramento. E já estão em último do Grupo… com um jogo a disputar em Barcelona… a 3 pontos dos escoceses. Para passarem à fase de eliminatórias vão precisar de vencer os 2 jogos em casa e de rezar para que os cada vez mais toscos jogadores do Celtic não façam 4 pontos nos outros 2 jogos.

Anúncios

13 thoughts on “Estado da Nação – The European Front

  1. Realmente, de bom, só a derrota do Benfica e a nossa vitória, a derrota do Benfica pela arrogância normalmente “comedida” dos benfiquistas neste tipo de jogos, o Witsel dizia para “esmagarem” o Spartak, a BOLA aproveitou uma frase do Jesus para galvanizar os lampiões algo tipo “só a vitória interessa,é para ganhar” apesar de que Jesus tinha dito(e apareceu em letras pequeninas) que já ficava satisfeito com um empatezinho, mas também disse que o Benfica com a vitória arrumava o Spartak ou acabava com as hipóteses deles, aliás a TVI salientava o “Para o Spartak é o jogo do tudo ou nada”, algo que Mourinho não deixaria escapar nos cacifos dos jogadores antes dos jogos se fosse o treinador, resumindo, tiveram o que mereceram e levaram no lombo, não tenho pena nenhuma, nem dos pontos perdidos das equipas portuguesas para as russas, já os iremos buscar mais tarde.

    Quanto ao Braga, realmente deu pena, uma equipa a ganhar 2-0 e uma outra que não fez nem para merecer o empate, Cicharito jogou muito bem, mas para mim o Braga merecia ter ganho o jogo, as estatísticas mostram que o Manchester não foi tão superior e contra o Braga deveriam ter feito muito melhor, o Braga sim fez o seu jogo, um jogo fantástico, sempre a correr o campo todo com passes milimétricos dum lado ao outro do campo, tanto horizontal como verticalmente, depois sentou-se no dois a zero e limitou-se a defender uma realidade em vez de sonhar como é conhecido o estádio em Old Trafford, faltou ao Braga um Mariano Gonzalez com a capacidade de sonhar e acreditar no impossível, pelo menos teriam levado um pontinho, mesmo assim muitos erros defensíveis, o segundo golo do Manchester é uma aberração ao bom futebol, e o Manchester deveria pedir desculpa e ter vergonha de como conseguiu ganhar mais um milhão com este jogo, principalmente com aquele segundo golo, mas só a defesa do Braga é que pode explicar o sucedido, creio que Peseiro fez um exelente trabalho, e está a surpeender-me bastante e pela positiva, não fez um erro o jogo todo, mas a equipa deveria ter tido outra atitude na segunda parte, se calhar a que teve assim que se viu a perder enconstando o Manchester lá atrás como já ouvimos dizer um dos nossos treinadores assistentes.

    Gostar

  2. Principalmente pelo que se viu nesta semana de futebol, é que o psicológico manda bem mais do que o físico na realidade, viu-se no jogo com o Spartak e o Benfica, com o Spartak a esquecer qualquer lógica de superioridade em casa e a defender o 2 a 1 com unhas e dentes perante um Benfica tardiamente ofendido, viu-se no jogo com o Braga e o Manchester, com o Braga a defender sem necessidade quando até aos 15 minutos de jogo estava a jogar perfeitamente, de igual para igual e a ganhar 2-0, e viu-se no Porto-Kiev, mas já iremos mais lá para a frente, quanto ao Braga, estão a crescer e é orgulhoso ver uma equipa do norte a crescer assim como já vimos outra que nos é tão querida, e digno de constatar que uma equipa do Minho que se associou ao nosso rival e nos quis fora da champions não se vislumbra em lado algum, e o Braga que se tornou nosso amigo, com grandes ajudas do Porto, Alan, Micael, Beto, etc., esteja a ter o sucesso que está a ter, e o mais importante, lá fora para não se levantarem dúvidas, como já ouvi e bem, este Braga fez 9 pontos o ano passado e foi para a Liga Europa ser finalista vencido, e este ano eliminou a Udinese e continua a fazer das suas, está de parabéns, já se começa a ouvir falar do Braga por essa Europa fora, shhh…

    Quanto ao Éder, temos o Jackson e chega-nos, mas só faltava agora termos inveja do Braga nestas situações, então limpávamos o Braga de bons jogadores e o que é que eles ganhavam? é preciso sacrificar algumas peças para poder crescer laços de amizades entre clubes, e aumentar a competitividade do campeonato português, enquanto o Éder joga no Braga, e o Jackson no Porto, o Sporting e o Benfica tem dois problemas com que se preocupar, e 4 jogos lixados para se entreterem no que toca a campeonato, mais os dois entre eles que não se podem ver, enquanto isso vamos rindo e vamos andando com a nossa caravana.
    Quanto maior competitividade tiver o nosso campeonato mais hipóteses teremos nós de ganhar o que quer que seja, o campeonato dos centralismos é dos de Lisboa, se o Braga tiver nesta luta com o Porto mais difícil será discriminarem o Norte e usarem o Porto como bode expiatório de tudo, acreditem é melhor termos um jogo difícil com o Braga só para os resto dos clubes terem outros tantos entre eles e o Braga, claro que não se entende que o Éder esteja no Braga e tenhamos o Kléber que não tem mostrado um corno e foi tão difícil de se obter, mas também não se entendeu na altura a dispensa do Alan, ou a do agora Beto, ou a de tantos outros, Micael por exemplo, sempre gostei desses jogadores, mas o nosso Porto tem de valorizar outros jogadores supostamente melhores.
    O Porto acaba por ser uma entrada de bons jogadores deste campeonato, mas só 11 podem jogar, quem quiser associar-se a este porto de bons jogadores da América do Sul beneficia, quem não quer não vai a lado nenhum.

    Gostar

  3. Porto, vi o jogo contra o PSG no estádio e não fiquei tão optimista como ouvi depois falarem do jogo, não vi o que outros viram na televisão, vi erros defensivos, vi o Porto a trocar a bola sem sentido e à espera de um erro do adversário ao invés de fazer esse erro acontecer, criar a ocasião, apenas vi um jogador a ser brilhante à segunda tentativa, James, a par de Chicharito no Manchester(se calhar muitas cabeças já estão a planear juntar os dois nos próximos anos, o que prevejo um aumento da cláusula de rescisão de James para 60 milhões de euros), ainda não temos equipa, não se iludam, é uma equipa muito jovem e sem experiência de jogarem juntos, o Maicon agora está no centro da defesa, e o Rolando saiu, que tantas vezes fez companhia a Hélton, Danilo está a começar a aparecer, pelo menos nos laterais estamos safos, temos agora dois Álvaros Pereiras funcionais e atacantes de ambos os lados, ambos melhores que o Álvaro Pereira do ano passado, que alívio, James e Jackson são um prodígio e jogam tão bem juntos como se tivessem sempre jogado assim desde pequenos, Lucho ao contrário do que aqui é dito é um jogador impressionante e acho-o ainda melhor que nos anos anteriores com o Porto, tirando um ou outro jogo com o Lisandro, sim o Lucho está melhor, e contra o Dínamo vi-o em todo o lado ao contrário do que é dito, e a pressionar nos minutos finais sem mostrar cansaço, os passes continuam primorosos e não vejo problemas quanto a isso, Fernando e Moutinho precisam de coordenação e adaptação a Lucho e não o contrário, não se engane que Moutinho é melhor que Lucho ou que Lucho tem de ajudar o Moutinho, pelo contrário, Moutinho ainda tem muito que aprender com o El Comandante, e deveria-se dar mais enfâse ao Argentino do que mimar o português que aparte do terceiro golo da eliminatória da Taça de à dois anos atrás frente ao Benfica não o via fazer nada que me fizesse saltar da cadeira e pular de alegria agradecendo o génio de Moutinho, ainda não consigo digerir bem este jogador e ver as maravilhas que tantos outros falam, sinceramente, continua com aquele jeito do Sporting de passar para o lado e para trás, quando arrisca passar para a frente lá aparece o génio, mas para isso, oh! Enfim precisamos de óleo nesta equipa, muito trabalho e coordenação.

    Gostar

  4. No tempo do Mourinho em 10 segundos a equipa fazia 10/12 passes, ontem frente ao Kiev o Porto fazia 1/2 em 10 segundos, não entendo, não vi nada daquela posse de bola que fala o Vitor, nem vi qualidade, tanto nas jogadas, como nas bolas paradas, continua a ser um calcanhar de aquiles as nossas bolas paradas, muitos erros no meio campo defensivo, passes ridículos, a roçarem o infantil, Hélton tem culpa nos dois golos, no primeiro não se sai e fica na linha(como já tinha visto o Liverpool ao vivo fazer o mesmo ao Nuno nesse estádio) a bola vem para a pequena área, a pequena área é do guarda-redes, ficar na linha de golo não é opção, para isso estão lá os defesas, o guarda-redes tem de sair, se sofrer falta sofre falta, se não sofrer não sofre, mas agora ficar parado é que não, é inadmissível, no segundo o balázio do jogador do Dínamo vai ao peito/cara de Heltón, que com medo se abaixa para não se magoar, enfim, depois faz aquelas cenas de apanhar uma bola e ficar uma dúzia de segundos com as mãos esticadas para o ar com a bola, como se nós precisasemos desses segundos para compreender que a bola é dele, bastam 2 e não 12 segundos, é ridículo e parece um show de zoo, se não está de cú para o ar quando apanha uma bola pelo chão está completamente esticado com a bola no ar se ela vem por cima, completamente sem nexo e sentido nenhum, e nunca vi um jogador a fazer estas cenas a não ser o Hélton, é um bom jogador mas não passa disso, prefiro mil vezes o Beto ou o Ventura, enfim, decisões que nunca irei compreender, será que o Baía lhe ensinou essas acrobacias?

    Gostar

  5. Mas não me desviando do assunto, o que mais me assusta é uma equipa em que os jogadores falam como treinadores e o treinador fala como um jogador, esta tirada do Vitor Pereira caberia a papel químico ao Ronaldo, do penteado novo, «9 pontos em 3 jogos não é para todos» e estas de Jackson e Lucho tirariam o chapéu a qualquer treinador das primeiras ligas europeias «O jogo estava complicado. Começámos bem, mas o golo do empate deu-lhes confiança. Ainda assim continuámos a atacar. Baixámos um pouco de rendimento na 2.ª parte e isso não pode acontecer. Demos confiança a uma equipa que talvez não a tivesse», «Ganhar os três primeiros jogos é sempre importante mas ainda não estamos classificados, há que dar mérito ao rival. Estes encontros nunca são fáceis e os adversários também jogam.» é assim que um treinador deve falar, numa competição como a Champions, e vendo que o Braga o ano passado fez os mesmos pontos e foi para a Liga Europa eu aconselharia um bocadinho de pimenta na lingua e juizinho ao Vitor Pereira, defendi-o no primeiro ano porque não acho que ninguém deveria ser despedido até ao final do contrato, ou pelo menos até ao primeiro ano terminar e se verem os resultados, mas espero que se comece a ver algo melhor deste Porto e não exibições tremidas com equipas que como referi anteriormente, e agora explico, já vêm para o Dragão psicologicamente afectadas e com medo da fama do FC Porto, o PSG e o Kiev(um pouco menos), respeitaram o Porto, se calhar até demasiado, mas não o vão voltar a fazer em casa, isso sim não é para qualquer equipa, e é bom que o Vitor aprenda com os seus «pupilos».

    Gostar

  6. Quanto ao Sporting, parece que vão no bom caminho, continuam a ir em frente no abismo, mas o mais giro no Sporting é que eles nem se dão conta que já estão no abismo e que já se parecem com aquele músico da «Princesa de Rubiães” que continua a tocar concertina debaixo de água depois do barco se ter ido ao fundo, os adeptos são uns tolos, como podemos ver nos exemplos que vêm dar à costa aqui ao site, por eles a máfia russa estaria a mandar no campeonato português e poria o Sporting a ganhar por decreto mafioso, por eles o Sporting ganharia tudo de mão beijada, assim, com regras, e competitividade, é injusto e são sempre roubados, só querem ver as vitórias do se clube der por onde der, mas o pior é que ainda não conseguiram retirar aquela cancela dos olhos que esconde o futebol e apenas os direcciona para uma coisa, árbitros… «Por minha culpa, minha grande culpa…»

    Para acabar bem, uma notícia positiva do Benfica, um dos candidatos prometeu que o Benfica iria ganhar pelo menos dois campeonatos nos próximos anos, a que o LFV não se deixou ficar e veio logo a público afirmar que o Benfica teria que nos próximos 4 anos ganhar 3 e ir a uma final europeia, pelo andar da carruagem Rangel irá responder que o que ele queria dizer é que 2 era o mínimo mas promete ganhar 5 campeonatos nos próximos 4 anos e 7 ligas dos campeões europeus, só para se intrometer com o Barcelona, como o Benfica fazia antigamente com o Real Madrid, oh que pena já não existirem os convites…

    Gostar

  7. tenho para mim que o cian escreve à mão, corrige e depois escreve com os cotovelos, pois que dedos já queimaram ddaassee, nem na diagonal há saco, não trabalhas caraças??
    PS: excelso Pôncio, espero que este post o encontre na mais excelsa saúde
    quanto ao IRS, pratique a Economia paralela,ou quer ser mais do que os outros ou,pior aínda, tb. e funcionário público??? ddaassee:que medo…

    Gostar

  8. off-topic

    caríssimas(os),

    esta noite, num palco onde já fomos muito felizes, a nossa equipa do coração realizou uma exibição com muita personalidade.
    acima de tudo, fomos pragmáticos: jogámos com a contabilidade e com a possibilidade de encaixarmos (pelo menos) 4 milhões de euros – 3.5M€ pela passagem aos oitavos-de-final e os restantes 0.5M€ pelo empate.

    o “objectivo mínimo” foi conseguido, mas com muito mérito, pelo que estamos todos de parabéns!

    somos Porto!, car@go!
    «este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

    saudações desportivas mas sempre pentacampeãs a todas(os) vós! 😉
    Miguel | Tomo II

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s