Vergonha não é perder: triste é não saber fazê-lo

O Poncio deste blog cresceu idolatrando o Fernando Gomes e o Magic Johnson, admirando os remates do Sousa e os lançamentos perfeitos do Larry Bird, as prodigiosas performances do Michael Jordan e as fintas estonteantes do Madjer. Este Poncio jogou inclusive basquetebol “a sério” (vá lá, na 3.ª Divisão nacional, mas onde já existiam equipas profissionais e basquetebolistas norte-americanos) e, desde os anos 80, segue os Lakers com uma devoção (quase…) igual à que nutre pelo FCP – fim da nota biográfica.

A introdução vem a propósito do horripilante espectáculo de quarta-feira, o quinto jogo da final do play-off da Liga Portuguesa de Basquetebol, que deve ter sido o pior jogo de basquete que eu vi na minha vida (e eu creio que ter visto mais de mil). O magro resultado diz quase tudo, mas ver a forma como um conjunto de atletas profissionais (os nossos e, em menor escala, os deles) jogaram sem alma, sem capacidade de superação, sem nervo e, sobretudo, sem jeito, foi bem pior do que o resultado. Se aquelas duas equipas são o melhor que por aqui se arranja em termos de bola no cesto, muito mal vai a modalidade em Portugal.

E, claro, o Porto perdeu o jogo frente ao SLB, bem como o título, no “nosso” Dragão Caixa, com dois mil adeptos azuis (eu não consegui arranjar bilhetes, o que, bem vistas as coisas, foi um golpe de sorte) a puxarem pela equipa. E a derrota final não surpreendeu quem viu o jogo, porque estivemos sempre em desvantagem no resultado, por breves momentos a um mero ponto de distância, durante largos períodos perdendo por mais de dez. A verdade “verdadinha” é que eles foram melhores – menos maus, tendo em conta o resultado – a equipa de arbitragem errou pouco e no final do jogo até se trocaram cumprimentos civilizadamente.

Depois? Bem, sobre o que aconteceu depois as versões variam consoante a fonte. O Record e A Bola dizem que os adeptos do FCP agrediram os atletas do SLB, insultando-os, atirando moedas, isqueiros e até cadeiras. O JN alude às provocações que terão vindo do treinador do Benfica, um velho conhecido destas andanças de confusões com o público chamado Carlos Lisboa. O que é possível ver nas imagens é a carga policial sobre um conjunto de pessoas que arremessam o que têm à mão na direcção dos atletas do SLB.

Indo por partes e voltando ao início do post: eu sou da geração que nos anos 80 esperou quase uma década para ver o Porto derrotar o SLB num campeonato nacional de basquetebol. Uma geração que gramou, no pavilhão ou na TV, muitos títulos seguidos de uma equipa vermelhusca essencialmente formada pelo Carlos Lisboa, por americano naturalizado chamado Mike Plowden e por 2 angolanos (Guimarães e Jean Jaques). E foi preciso juntar um poste americano de alto nível chamado Jared Miller, um extremo triplista de seu nome Kevin Nixon, dois fantásticos jovens jogadores (Nuno Marçal – sim, o que ainda joga, e Paulo Pinto, que infelizmente já faleceu) mais um base capaz do melhor e do pior (Rui Santos) para que o Porto fosse campeão.

Por isso é que me sinto envergonhado com aquela exibição e, sobretudo, com o espectáculo de mau perder que oferecemos ao país via Porto Canal. Nenhuma provocação, por mais parva e absurda que tenha sido justifica as agressões, os arremessos e o impedimento de receber a taça no campo. Afinal, os gajos venceram o campeonato contra o seu maior rival, contra todas as expectativas e, já agora, no terreno adversário: queriam que fizessem um voto de pesar? Não foi por algo do género que quase toda a gente, portistas e até benfiquistas, criticou os vermelhos depois do apagão e da rega da época 2010/2011?

Vai sendo tempo de aprender a perder. De sermos dignos na derrota. De não alimentarmos a imprensa vermelhusca com este tipo de ofertas. E também vai sendo tempo dos responsáveis do nosso clube assumirem que existem portistas que não se sabem comportar, que têm de ser censurados pelos seus actos e que cenas como a de quarta não podem ser branqueadas com a clássica crítica à actuação alegadamente excessiva das forças policiais. O respeito não se ganha somente obtendo vitórias. O nosso clube só sairá da trincheira onde constantemente nos tentam meter quando perceber que para crescer é preciso perder com graça, lambendo as feridas e preparando a próxima vitória.

Quarta foi um dia mau para o basquete nacional. Mas foi um dia ainda pior para o nosso clube. Porque perdemos o jogo. Mas, sobretudo, porque perdemos a compostura.

Anúncios

12 thoughts on “Vergonha não é perder: triste é não saber fazê-lo

  1. Caro Poncio,

    Sou benfiquista mas partilho um bloque com vários amigos portistas. O seu texto, vindo de um portista a quem não podem acusar de infiltrado ou algo do género, faria maravilhas na “educação” dos meus consórcios.
    Já temos o vosso blogue na listagem mas, se tiver a sua autorização, farei a transcrição deste post (naturalmente com os créditos devidos e link direto para aqui).

    Obrigado,
    Calantrao

    http://pimbolim.wordpress.com/

    Gostar

  2. Totalmente de acordo. Vindo de um portista admiro-me das suas palavras. Parabéns.

    Se querem respeito têm de aprender a respeitar. E aí incluo os cânticos constantes, “SLB, SLB, pdf SLB”, que são uma vergonha!

    Gostar

  3. Bem, tendo em conta o vídeo que coloquei no blogue, creio que devemos todos concordar que os adeptos do FC Porto foram provocados pelo comportamento vergonhoso do treinador do Benfica.

    Espero que os benfiquistas que fizeram a transcrição deste post nos seus blogues tenham a honestidade intelectual de lá colocarem também o vídeo em que Carlos Lisboa revela os seus vícios privados.

    Gostar

  4. Guardabel,

    As palavras do Poncio não podiam descrever melhor:

    Nenhuma provocação, por mais parva e absurda que tenha sido justifica as agressões, os arremessos e o impedimento de receber a taça no campo. Afinal, os gajos venceram o campeonato contra o seu maior rival, contra todas as expectativas e, já agora, no terreno adversário: queriam que fizessem um voto de pesar? Não foi por algo do género que quase toda a gente, portistas e até benfiquistas, criticou os vermelhos depois do apagão e da rega da época 2010/2011?

    Gostar

  5. Quem não se sente não é filho de boa gente !!

    Gostava de te ver se alguém fosse a tua casa e te fizesse um 'manguito' e te ofendesse verbalmente…

    O que farias ?! Sorririas certamente…

    Gostar

  6. Quem esteve no Pavilhão sabe muito bem o que se passou e o que sentiu!

    O que está a sair cá para fora nem um terço é dos problemas que aconteceram quarta-feira mas mesmo assim muitos pseudo portistas resolvem comentar pensando que uns segundinhos resumem o que se passou quase numa hora de confrontos! Se não estiveram no pavilhão tentem saber o que aconteceu pelas pessoas que lá estiveram e não pela m#rda da Comunicação Social!

    Se há quem goste de ser gozado e levar com cenas (como pelos vistos o autor deste Blog adora), eh pah felicidades! Graças a Deus há quem ainda tenha tomates para defender o que é seu!

    Por muito que possa doer a alguns “anjinhos” eu tenho ORGULHO no pessoal que se revoltou e no meu Presidente que entendeu perfeitamente o que se estava a passar!

    O DRAGÃO É NOSSO! Quem vem cá, só tem é que nos respeitar!

    Gostar

  7. Pôncio,

    Tal como outro comentador antes, também eu sou benfiquista, e tal como tu, tb eu joguei basket nas camadas jovens e por um momento muito breve na 3ª divisão ( epor breve, entenda-se para aí 10 ou 15 minutos…)

    Gosto naturalmente quando o Porto perde e o Benfica ganha, mas nada me move contra a instituição FCP. Aliás, tanto o meu pai como o meu irmão, e muitos amigos meus são do Porto, apesar de viver na zona de Lisboa.

    Eu sinceramente acho que o problema de 4ªfeira não foi qualquer provocação, como se lê em blogs azuis e brancos, e também não se passou por causa de uma qualquer tendência inata dos adeptos do Porto para o disparate, como se lê nos blogs encarnados.

    O problema é que naquele pavilhão não estavam os habituais adeptos do basquetebol do FCP, que seguem a equipa, que compreendem o jogo, e que gostam do jogo. O problema esteve naqueles adeptos, normalmente dos SD (e no benfica não são melhores) que se estão nas tintas para o espetaculo, e muitas vezes até estão de costas para o jogo. Como eu gosto de lhes chamar, os ANIMAIS, que é isso que eles são. São eles que impedem que uma família vá descansadamente ver um jogo de futebol e, caso seja uma final, também um jogo de basket.

    Eles não responderam a qualquer provocação: vo objectos a caírem no campo desde o 1º período.
    A 4 segundos do fim, choveram tshirts e toalhas para o campo.

    Se há uma coisa que eu critico na direcção do Porto, além do estilo dos seus comunicados oficiais, que seriam óptimos para ler numa tasca, mas acho indignos de uma instituição centenária como o FCP, é a constante desculpabilização das atitutes de alguns dos seus adeptos, que são tratados como crianças birrentas às quais não se pode contrariar, sob pena de eles se sentirem provocados e reagirem.

    Tenho também de criticar a transmissão da Porto Canal, pois como tu disseste, no final houve cumprimentos civilizados entre Benfiquistas e Portistas. Cada vez que um jogador do benfica cumprimentava um do Porto, a imagem mudava. Tenho quase a certeza que isto não foi por acaso, e penso não estar a exagerar ao çigar isto à entrevista dada pelo Defour a um jornal Belga, em que diziam ter-lhe sido dito por alguém da direcção para não cumprimentar o Witsel (ex-companheiro de clube e de selecção) à frente das câmaras, e de não ser conveniente ir a Lisboa visitá-lo.

    O facto da estrutura do Porto dar importância a estas coisas é também parte da gasolina que por vezes faz atear alguns incêncios

    Saudações desportivas

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s