Melão

Acabei de ouvir este comentador, que dá pelo nome de “qualquer-coisa” Baptista, vociferar, exaltar-se, enervar-se, porque o seu clube terá sido prejudicado em dois penaltis em Coimbra. Depois ouvi a conferência de imprensa de  Jorge Jesus e nada foi referido sobre a arbitragem. O treinador do Benfica lamentou as perdidas de Nelson Oliveira, e nenhum repórter o questionou sobre a arbitragem (e todos sabemos como é importante para a imprensa uma polemicazinha destas). O próprio Nelson Oliveira atribuiu à falta de sorte a razão do empate. Pode ter havido razão de queixa – eu não vi o jogo -, mas estes adeptos do Benfica que falam nas TVs podiam disfarçar um bocadinho a sua tendência clubística e deixar o melão em casa. Isto por uma razão muito simples: a malta quer isenção, quer análises objetivas da parte daqueles comentadores. Quem quer paixão e emoção vai aos blogues – como este.
Há mais ou menos um mês, quando se começou a falar no Benfica como a “equipa que melhor joga em Portugal” ou “a equipa que melhor futebol está a praticar” eu pensei, muito sinceramente, que era bom sinal, lembrando-me precisamente do que se passou no ano passado mais ou menos por esta altura. Os últimos dias vieram dar-me razão.
E de repente, amanhã, no Dragão, um normal FC Porto-Feirense transforma-se num daqueles jogos que assume uma importância fundamental em toda uma época. Ganhar significa chegar à Luz por cima e apagar da memória os 0-4 de Manchester. Outro qualquer resultado viria confirmar a depressão pós-City.
Anúncios

10 thoughts on “Melão

  1. Eu vi o jogo (para confirmar a minha suspeita de que o Pedro Emanuel ia encravar os vermelhos) e não vi nada que pudesse sequer ser discutível como penalty. O que vi foi o Maxi “Cantiflas” Pereira a fazer uma falta muito feia quando já tinha um amarelo… E, claro, o Aimar e o “chuta-chuta” a gesticularem para o árbitro e a contestarem todas as faltas ou ausência de marcação de supostas infrações e a acabarem o jogo sem cartões.

    Gostar

  2. Eu não disse que tinha fezada que quando fossemos ao salão de festas iríamos em primeiro?
    Abençoada Briosa e Pedro Emanuel! 😀
    Espero que mais logo, quer o Victor quer a Equipa, joguem com muito juízinho, e não façam nenhuma burrada, que me dá uma coisa má…
    Quanto aos gajos não virem avermelhados, o que é que esperavas, Pôncio?

    Gostar

  3. Não vi o jogo, mas ouvi (e deliciei-me…) os últimos 10 min pela TSF. Se acham os paineleiros comentaristas da TV não são isentos, os pseudo jornalistas de (qualquer) rádio ainda são piores! E o que mais chateava era a persistência em dizerem que o SLB PERDEU 5 pontos nos últimos dois jogos… quando GANHOU 1 ponto em 6 possíveis! A não ser que os pontos já estejam ganhos antes de a partida se iniciar, o que parece ser o que acontece na maioria dos casos desta “grande” equipa…

    Gostar

  4. Dragãovenenoso: Vai “embebenar” a galinha! :D, quero lá saber se estamos previsíveis, as galinhas estão pior e ainda por cima em pânico! E estamos em 1º! Só falta ligar os aspersores no salão de festas…

    Gostar

  5. Nem vou comentário o jogo, não vá o cian dizer que estou a chover em molhado. Resultado expectável, exibição nhónhó. Vamos lá ver se chega para rebentar outro fusível na cesta do pão….

    Cia, já conhecia o vídeo, é muito porreiro. E o do Lionel, que o Azul nos trouxe, também é obrigatório. É curioso como fariam bem a banda sonora de qualquer resumos do nosso campeonato até ao momento.

    Gostar

  6. Por acaso André, não gostei nada da exibição, foi mesmo uma miséria, e o treinador não esteve bem antes e depois nas entrevistas, tenho de admitir que não gosto de ver o Porto a trocar a bola, a ter 70% de posse de bola, e a não fazer nada contra um coitadinho do Feirense, o futebol não é isso e começo a não gostar da teoria do Vitor Pereira, uma coisa é posse de bola, outra é controlar o jogo, e outra é dominar o jogo, e isso não se viu dentro do campo.
    De louvar o James, que se não fosse ele a marcar o livre não haveria golo do Maicon, estamos uma miséria nas bolas paradas, só James e Lucho funcionam, mas claro a teoria do Porto(já com Jesualdo era a mesma coisa) é que Moutinho por ser pequeno não deve estar na grande area nos cantos, então toca a pô-lo a marca-los(já que Lucho é alto e tem mais probabilidade de marcar de cabeça), que teoria mais ridícula, como a teoria da posse de bola, ou seja parte-se de um princípio errado para um fim provávelmente certo, ainda bem que o James não é alto senão ainda estavamos atrás do Benfica.
    Moutinho caberia muito bem à entrada da grande área para alguma recarga enquanto Lucho marcaria os cantos.
    Do Hulk é melhor nem falar, que aprenda com o Messi como marcar livres, que é uma alegria a dar lições ao Ronaldo”coice de burro” de verdadeiro futebol espetáculo.

    De lamentar no entanto os comentários na televisão do Freitas Lobo e compinchas, como o lugar do Benfica estava em jogo viu-se logo a oportunidade para marcar o jogo com a expulsão(bem dada) ao defesa do Feirense, o penálti não resultou em nada(ainda bem, porque o Feirense não merecia) e ainda assim juntavam a expulsão ao penálti como a reviravolta do jogo, o Porto não jogou diferente e o Feirense também com a diferença numérica, mas o verdadeiro modificador do resultado e do jogo foi James, nada mais, mas claro os comentadores falaram, os jornalistas ouviram, e em todo o lado fazem da expulsão bem dada a razão para o Porto ter ganho, como se até agora neste campeonato com a banda sonora do Lionel os adversários do Benfica tivessem jogado sempre de igual para igual…

    E o mais revoltante ainda, dizer que o Porto alcançou o Benfica e que está em igualdade na posição do campeonato, o Porto não alcançou o Benfica, o Porto está em primeiro e o Benfica em segundo, o resto é mentira apenas para enganar papalvos com alzheimer, até o JOGO o disse no fim do jogo no seu site que o Porto estava em igualdade com o Benfica, curioso também que no site da Bola a capa, hoje que é muito azulada, não apareça no ícone do site encobrida por outra capa de publicidade, a vergonha que é Portugal no que toca a jornalismo, um vómito mundial, que orgulho.

    E por isso que ganhamos mesmo quando não merecemos, porque os que nos hostilizam merecem menos a nossa derrota.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s