Obrigado, Lito Vidigal

Quando acabou o jogo de hoje, que vencemos por 2-0, lembrei-me de Lito Vidigal e de como poderá ter estado no selecionador angolano a chave da nossa vitória de hoje. É que se não fosse a convocatória de Djalma para seleção dos palancas negras, Vítor Pereira não teria sido obrigado – e OBRIGADO é mesmo a palavra certa – e colocar James Rodríguez a titular. El Bandido mostrou, mais uma vez, que tem lugar de caras na equipa titular e que só por desígnios que todos nós desconhecemos tem andado pelo banco de suplentes. Por isso, endereço desde já o meu agradecimento a Lito Vidigal.
O jogo de hoje teve uma história com Hulk e uma história sem Hulk, e contrariando a opinião geral de que estamos e estaremos sempre dependentes da genialidade do incrível, o facto é que jogámos melhor e ganhámos o jogo sem ele em campo. Já sabemos que Hulk na posição de ponta-de-lança perde grande parte da sua força desequilibradora e a equipa ressente-se disso.
Ganhámos o jogo com justiça e naturalidade, mas se aquele lance do Yazalde tivesse dado o empate, não sei, não. A equipa continua a mover-se aos solavancos, ou seja, alterna períodos de grande dinâmica ofensiva, por vezes algo caótica, com momentos de alheamento do jogo que são aproveitados pelos adversário para chegar com facilidade à nossa área. Contra equipas medianas do nosso campeonato, ainda pode dar, mas contra concorrentes diretos, somos capazes de nos dar mal.
Gostei de ver Iturbe, mais uma vez, mas achei que, desta vez, o rapaz quis fazer tudo demasiado rapidamente e mostrou alguma propensão para o individualismo. Espero que Vítor Pereira lhe diga que ainda tem muito tempo para mostrar o que vale e que, já na quarta-feira, vai ser titular contra o Estoril.

4 thoughts on “Obrigado, Lito Vidigal

  1. hum… o rapaz esteve de gripe… mas ok, concordo, devia ter entrado mais cedo contra o Sporting, mais 15 minutos e tinhamos ganho, isso e se o Otamendi tivesse sido expulso.
    Quando disse aqui que era como adaptar o James a ponta de lança estava a brincar, mas agora já não percebo nada.

    Gostei do Iturbe, mesmo com o individualismo, quis mostrar valor e isso é sempre bom, gostei de o ver no campo com James, temos futuro, senão presente…

    A equipa andou a descambar quando o hulk saiu (apenas comecei a ver o jogo aí, 2 minutos antes de Hulk sair) mas lá para o fim estava o jogo controlado e o 2 golo adivinhava-se, concordo que o VP não é um exelente treinador, ou não tem mostrado, é um jogador normal mas não banal, veremos as cenas dos próximos capitulos, mas gostava de ver o Porto a rodar mais a bola, mais passes, por toda a largura do campo, e como não temos Falcão, centrar é inutil, passar rasteiro para a entrada da grande area ou as pontas, isso sim seria a minha tática.
    Grande jogo de Alvaro Pereira também, acho que esteve muito bem, aparte de alguns lances de perda de bola desnecessários.
    Varela começa a aparecer mas ainda é uma sombra daquele Varela do ano passado.
    James foi brilhante, tem de ser titularíssimo até ao fim do campeonato.
    Mais um bom jogo de Maicon, mas realmente não é defesa direito e muito menos lateral, terá agora uma oportunidade com Rolando de fora(foi infeliz) e que o Danilo seja o dobro do que o Bosingwa foi um dia…

    Força Porto! Nós que vamos morrer na arena te saudamos!

    Quando é que chega o avançado “fecundador”?

    Digo isto porque o Público escreveu uma notícia à uns dias sobre o Benfica ser a equipa mais fecundadora do campeonato, ora ao mesmo tempo que o é, o Benfica é tão “fecundado” como o Sporting, e apenas foi “fecundado” uma vez menos do que o Braga, e se “fecundassemos” o Benfica no estádio da Luz e voltássemos à liderança lá com essa “fecundação”?

    (epá a palavra de verificação diz “menti” mas eu posso jurar por fontes fidedignas que não minto quando digo que vem aí um ponta de lança “fecundador”)

    Gostar

  2. É isso mesmo! A equipa move-se de uma forma caótica quando constrói as jogadas de ataque por isso é que não resultam em maior perigo. Depois atacam todos e por vezes esquecem-se de defender. Para mim, o erro continua na escolha da equipa técnica. Talvez o VP esteja a ser mal aconselhado pelo adjunto, que como já disse antes é um apaniguado da mobilidade total e livre dos médios, resultando no caos que vemos…e não gostei da entrevista do PdC quando menosprezou os portistas que, lá por não serem treinadores de futebol, conseguem aperceber-se de coisas óbvias – no campo; fora dele é outra conversa. O FCPorto ganha mas não faz um jogo bonito como era no ano passado.

    Gostar

  3. Foi mais um jogo em que o FC Porto podia e devia ter jogado melhor. Muitas dificuldades de penetração e evidente incapacidade de acertar com a baliza. Valeu-nos a inspiração de James e o acerto de Helton.

    Para ambicionarmos lutar pelo título vai ser necessário elevarmos o nível das exibições e fundamentalmente ser muito mais eficaz no remate.

    Apesar de tudo, houve uma meia dúzia de jogadores portistas que estiveram quase sempre bem: Helton, Álvaro Pereira, Fernando, Defour e James.

    Um abraço

    Gostar

  4. Fecundação?… Pois, é isso! Se fecundarmos o benfas bem fecundado, e não nos deixarmos fecundar depois (e antes, já agora…) fecundamos o bi. E o benfas fecundado, poderá parir um novo “Campeão de Inverno” que é como se sabe um grande aborto!
    O Cyan é que as sabe todas!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s