Falcao Viagens – Próximo destino: DUBLIN

Perdi as finais europeias de 2003 e 2004 e, na altura, jurei que haveria de ir à próxima. Porque teria de haver uma próxima. Ainda faltam 90 minutos, mas aqui está ela ao virar de um “intervalo” em que estamos a ganhar por 5-1. O Nilmar disse no fim do jogo do Dragão que tudo é possível em futebol, mas eu não acredito que possamos sequer perder o jogo no El Madrigal, por muito boa equipa que o Villarreal seja, sem dúvida a melhor que defrontámos esta época.
Na primeira parte, não jogámos mal, como alguma comunicação social pareceu querer dizer. É correcto dizer que o Villarreal criou mais oportunidades do que nós, e nesse sentido não estou de acordo com o nosso treinador, mas nós também chegámos à área adversária com perigo. O problema é que houve nervosismo a mais e discernimento a menos em alguns dos nossos jogadores, o que desequilibrou a equipa. Fernando, Álvaro Pereira e Guarín foram exemplo disso nos primeiros 45 minutos.
Na segunda parte, todos vimos o que aconteceu. Caímos autenticamente em cima do adversário, não o deixámos respirar e fomos altamente eficazes. Viveu-se no Dragão um ambiente fenomenal, uma energia positiva que tem pontuado esta caminhada que todos queremos que culmine com o erguer da taça, em Dublino, pelas mãos de Helton.
PS – Não falei em Falcao neste texto. Palavras para quê?
Anúncios

21 thoughts on “Falcao Viagens – Próximo destino: DUBLIN

  1. escrevi isto ontem mas não consegui postar aqui no blog, a minha opinião sobre os pasquins e os títulos:

    as capas dos pasquins de hoje são deploráveis, reparem que não há nenhum jornal que mostre a equipa do Porto a festejar, todos mostram apenas Falcão, apenas o JN ainda mostra 3 jogadores do Porto a correrem para festejarem com Falcão, um bocado desfocados, é o único jornal com um título e com uma imagem adequada ao feito do FC Porto, o único a respeitar a nossa equipa, o JOGO também, mas acho que faltam alguns jogadores na capa.
    Escrutinemos o RECORD, primeiro erro, dar igual destaque à goleada histórica do Porto à vitória comprometedora do Benfica, em termos de imagem é uma capa para atrasados mentais, e em título? “Adiós Villarreal Dublin é Portugal” eu não sei o que dizer deste título, é que é duma tal inexplicação e inconsistência, consegue-se num título explicar que o Villarreal não vai à final e que vai ser uma final portuguesa, provavelmente, como indica a imagem, com a ajuda do Cardozo(é que o Falcão está escondido atrás das letras), como é que se consegue ser tão hipócrita? esconde-se o valor do FC Porto em prole da final portuguesa, quando já se sabia que só seria portuguesa se uma equipa(a nossa) mostra-se o seu valor em campo, aliás consegue-se escrever em grande destaque o nome da equipa espanhola e não a da campeã portuguesa que nos irá dar essa final portuguesa, é que mesmo em termos de frase está mal escrita, a primeira parte “adiós villarreal” parece ser um desejo húmido de alguns anti-portistas que saudosamente se despedem da sua equipa favorita nestas meias, depois “Dublin é Portugal” não tem sentido, aonde é que no acordo ortográfico se pode escrever assim? podia ser “Dublin é de Portugal” ou “Dublin é portuguesa” além de que não me revejo em Dublin como Portugal, em país, portugueses, ou valores nacionais, a não ser na carne de bovino que importamos às toneladas, repito, como pode ser a mediocridade tão baixa para se aproveitar do mérito do Porto e juntar o Benfica numa capa onde o Benfica ainda não fez nada para estar?
    e depois o melhor, quando o Porto ganha, ou “tem” de ser destaque nos jornais, o RECORD, perde a cor das letras e faz títulos brancos, sem cor, sem emoção, apenas nas palavras “humilha espanhóis” ainda se vê alguma cor, mas um azul tão branquinho, que nem azul cyan se pode chamar, ou azul celeste, que pasquim miserável, até o Sporting que é uma calamidade este ano, merece um destaque e letras cheinhas de cor, enfim, a merda do costume.

    Gostar

  2. e a BOLA?, primeiro o mesmo erro do RECORD, dar o mesmo destaque a dois resultados completamente diferentes e com peso diferentes na eliminatória, mas mais, na BOLA, o Cardozo pode festejar com os colegas, Falcão fica sozinho, como se o Porto fosse só ele, ou melhor, como se apenas Falcão jogou a 2ª parte contra os 11 do Villarreal.
    Depois diz, “quase certa final portuguesa em Dublin!”, quase certa? se já era quase certa antes do jogo, agora seria “mais do que certa”, “mais do que provável”, “só um terramoto impediria uma final portuguesa”, mas não, para a Bola é “quase certo”, ou seja, Villas-Boas não pode ter os pés no chão e dizer que ainda nada está conseguido, mas a BOLA já pode ser realista!?
    Mas o melhor da BOLA não é isso, isso é o menor, o melhor é os títulos em igual destaque, primeiro “Falcão voa até ao céu”, reparem voar até ao céu é como nadar debaixo de água, ou andar em cima do monte, é que antes do céu não há mais nada para onde voar, tudo o que é vôo começa pelo céu, voar até ao céu é como uma frase daqueles tolinhos que fazem as letras do Tony Carreira, “voa até… voa até… ah já sei!!! voa até ao CÉU!!! anh? não é espetacular? sou ou não sou um génio?” podia bem ser “Falcão voa até às estrelas” ou “Falcão voa até à final” ou “Falcão voa sobre a Europa” isto para não falar da falta do Porto outra vez como equipa em vez do destaque singular a um jogador, mas ok, aceita-se, voar até ao céu é pelo menos um bom vôo, agora “voa até ao Minho”!? reparem isto é uma competição europeia, o Benfica já voou, realmente, até regiões mais longíquas do que o Minho, por exemplo Israel, e mesmo que o Benfica perdesse tinha de ir ao Minho, mas reparem, o Benfica por ganhar pela margem mínima e com um golo sofrido que compromete a eliminatória, já voa em vez de ir apenas ao Minho decidir a eliminatória, como toda a gente que viu a cara dos benfiquistas depois do jogo(principalmente depois de saberem que o Porto lá tinha aplicado mais uma chapa 5) repararam que mais chateados do que por terem ganho sofridamente o Braga no seu próprio estádio, estavam com umas trombas porque o Porto tinha arrumado a questão do outro lado logo depois de ter defraudado as expetactivas de quem ao intervalo já se imaginava a jogar com o Villarreal em Dublin, não porque os benfiquistas não sejam portugueses e não queiram uma final portuguesa, mas porque os benfiquistas mais do que qualquer outra equipa não querem defrontar o Porto uma 6ªa vez esta temporada, o que fazer se por engano Jesus conseguir passar em Braga? como apagar a luz em Dublin? como fretar o charter da equipa do Benfica e mandá-los para outro destino horas antes do jogo? como partir as pernas aos jogadores todos e incendiar o cabelo do Jesus e do Coentrão para que não possam comparecer na final? como invadir Dublin e destruir o estádio para que não haja jogo? o Benfica não quer levar 5 outra vez, e por isso lá ficou estragada a sua festinha sobre o Braga, lá ficaram com as trombas inchadas, a reclamar que não era penálti, quando diego toca com a mão na perna esquerda de Falcão antes de tocar com o corpo na perna direita que ficou de Falcão, se aquilo não é penálti então nenhum penalti do Benfica e do Sporting alguma vez o foram, para o Benfica, não deixar o Braga vencer no seu estádio categóricamente será voltar a viver um trauma que ainda lhes trás dores até ao fim da coluna, o que eu ei de me rir se o Benfica passar frente ao Braga, que gozo me dará, mas sinceramente já tenho pena do Benfica, vá lá Jesus, já chega, diz ao Pinto da Costa que há limites para tudo!

    outras capas giras, é por exemplo a capa do Metro, jornal gratuito, que apenas diz que o Benfica tem vantagem curta, reparem é capaz de ser o título mais acertado e realista em relação ao Benfica, é pena que não diga nada do FC Porto…
    depois até o correio da manhã diz que o “FC Porto esmaga Villarreal”, mas dá destaque à equipa que “voa com vantagem mínima”

    Gostar

  3. e ainda temos a UEFA que fartou-se de dar destaque ao Villarreal, e que disse que o Porto apenas “stun” Villarreal, o que terá o Porto de fazer para a UEFA dizer que o Porto deixa as equipas “Dazzed” ou que “sinks” as outras equipas, ou o que quer que tenha dito sobre outras vitórias de equipas menores sobre outras ainda menores, mas eu compreendo a UEFA, a UEFA é gerida por grandes capitais, e como toda a gente sabe, é preciso motivar aqueles que apostam nos outsiders para gerir grandes receitas nas casas de apostas, por isso é que não dá mais destaque ao Porto, para quê? já todas as casas de apostas dão o mínimo pelas suas vitórias, não é o Porto que dá dinheiro à UEFA.

    E já agora, o que seria a capa perfeita para mim? pelo menos uma capa aceitável, o Porto a festejar com os jogadores em cima do Falcão, com o Guarín pelo menos visível, e Villas-Boas a festejar, e títulos como estes, «reviravolta histórica!» «Porto de reserva afunda Villarreal na 2ª parte» ou simplesmente «Porto Cruzador afunda Submarino amarelo» ou «5 cargas de profundidade na segunda parte obrigam submarino a render-se e a vir ao de cima» ou «Falcão contratorpedeiro de serviço, Porto o couraçado da Liga Europa» ou melhor «Falcão destrói hipóteses de submarino amarelo chegar a bom porto» «Porto espeta 5 na chapa do submarino» «Poker de Falcão, final do Dragão» «Vôo de Falcão ofusca a outra meia-final» «Benfica treme só de pensar na final… com o Porto» «Benfica, fizeste a cama? agora deita-te nela!» ok agora já estou a brincar, mas a sério tanta coisa podia ter sido dita, e ao invés disso tivemos capas simplórias e desprovidas de sentimento, agora a sério, a capa perfeita para mim seria o Pinto da Costa a beber champanhe com um olhar sobranceiro sobre o Cardozo, e o título «PC festeja golo do Braga» :DDDDDDDDD
    agora mesmo a sério «Porto superior, cheio de classe, passeia-se na segunda parte para meia Europa ver» ou mais simples, para capa de jornal «Porto passeia fato de 5 estrelas… e deixa submarino à deriva»

    Gostar

  4. E quando se diz que o Villas-Boas é o “special two”, ou o “special too”, acho que Villas-boas pelo contrário não é nada de especial, tornou-se agora, para mim, simplesmente no “The One”.

    P.S.: e ainda mais interessante é ver que Villas-Boas faz parte da “geração rasca”, e tem o seu ano de ouro na pior crise que o nosso país atravessa, é obra encher estádios nessa altura, ou levar alguém a encher estádios lá fora, Villas-Boas é realmente único.

    Gostar

  5. “Se calhar podia ter dado mais ao Mourinho, mas ele não precisava mais de mim para ter sucesso.”
    Mestre André

    Acho esta frase brilhante!
    Reparem mais uma vez a diferença, a humildade do Villas-Boas, além de considerar o Mourinho o melhor do mundo, que o é(por agora), mostra aqui que se recebe este ano todas as honras e louvores que um treinador pode merecer é porque deu muito antes a outro, Villas é um treinador que dá, que ajuda, que é solidário, que ainda acha que podia ter dado mais, aonde é que ouvimos Mourinho dizer algo como isto do FC Porto que deu tudo o que Mourinho precisou para ser o melhor do mundo?
    Mourinho é um egoísta, até na hora de vencer, mesmo sendo o melhor, cada vez mais vejo o Mourinho como o Anakin Skywalker, o escolhido para mudar o destino do universo das forças do bem contra as do mal, que se torna num Dart Vader, e Villas-Boas com as suas boas intenções como a sua salvação num “filho”, Luke Skywalker, que ainda treina com o Yoda(Pinto da Costa) para se tornar um verdadeiro Jedi e conseguir vencer o Pai trazendo-o outra vez para o lado bom da Força.
    Claro, obviamente, como não podia deixar de ser, Bobby Robson é o tio “Ben”, o grande mestre Obi Wan Kenobi, que curiosamente ensina ambos a utilizarem a força…

    Gostar

  6. É caso para dizer do Villas-Boas
    “The Force is strong with this too…”
    Reparem o que é que é o mal nisto tudo? o que é o Império? o Real Madrid? os grandes clubes? o dinheiro? as ambições megalómanas de Mourinho que o fazem perder o sentido natural das coisas?
    Neste momento o Villas-Boas também está a ser tentado para sair do Porto, como Mourinho antes da final da Champions, mas Villas continua a resistir ao lado negro da força.
    Como eu e todos os portistas(rebeldes), gostariamos de o ver por mais uns anos no FC Porto, mas e se vem um Liverpool ou um Barcelona e oferecem 15 milhões ao FCP e um ordenado milionário e porches amarelos? será que Villas resiste à tentação? será ele o nosso herói por mais um ano pelo menos?
    quero acreditar que sim, mas depois desta época mais do que incrível, mais do que surpreendente, inexpectável, o que pedir mais a Villas? como motivar o maior motivador de todos? ganhar a taça da Liga? vá lá, a sério, ganhar ao Benfica? eliminar o Benfica na taça? goleá-los até à exaustão? eliminá-los de três títulos? não o fizemos isso tudo este ano? fazer mais história e bater mais recordes do que este ano? este ano, para mim, é melhor que os dois anos do Mourinho em 2003-04, não consigo pedir mais nada a Villas-Boas, tenho a barriga inchada e o meu fígado a latejar das vitórias deste ano, como é que conseguimos motivá-lo a ficar do nosso lado e não se perder no lado dos milhões? se calhar não é preciso, assim como Luke, Villas acredita que os rebeldes um dia vencerão e destruirão o império que reina hoje em dia, que todos dão como certo, os grandes clubes, os clubes dos milhões, assim como Luke, Villas acredita nos seus amigos e no clube que é seu desde criança, no clube que se fez segunda casa para ele, no clube que lhe abriu portas para um treino assim que ele ficou chateado com o Mestre Ben, é que Villas-Boas não faz parte da história do FC Porto, o Porto é que faz parte da história do Villas-Boas, nesse sentido a história de Mourinho é mais triste, Mourinho é um renegado pelos seus, alguém sem família que inevitávelmente tem apenas de contar consigo próprio e não consegue criar novos laços profundos de amizade, novas raízes, quando já foi traído pelos seus próprios, Mourinho não se revia na nossa família, Mourinho revia-se na fama e na glória do “império”, por isso é que achou o Porto pequeno demais para ele, seguiu os milhões, aceitou a realidade e desistiu do sonho, não acreditou realmente no lado bom da força e abraçou o lado negro.

    Gostar

  7. Eu quero acreditar que com Villas-Boas é diferente, reparem com Mourinho nós queriamos mais, pelo menos eu não o queria perder tão cedo, mas com Villas-Boas, mesmo que não nos dê uma Liga dos Campeões, já fico contente que nos dê apenas uma Supertaça Europeia e siga novos horizontes, não peço milagres a Villas-Boas, mesmo sabendo que ainda nos vai dar mais do que já deu, reparem nós estamos naquela fase em que os amigos do Luke acreditam nele mas não sabem que ele vai estar em frente do Imperador, lutar com o Dart-Vader, e mudar o curso do universo, assim também nós estamos felizes com a sua companhia sem saber o quão especial e único ele é, a força(ou a sorte, ou a natureza, ou os Deuses) estão com ele, ainda estamos no primeiro capítulo da saga, ainda veremos Villas a derrotar o Rancor com uma caveira apenas, a derrotar o Jaba de Hut, a tornar-se um verdadeiro Mestre Jedi, a convencer os Ewoks com a levitação, e a salvar no fim o Mourinho da eterna perdição.
    Estamos numa fase de mudança, e como tudo o que muda, mudam as vontades, se à 30 anos o Porto era uma equipa pequena, com alguns títulos nacionais e nada para mostrar lá fora, hoje é um clube enorme na Europa e apenas a ter de convencer alguns ainda aqui dentro, é natural, o Benfica antes do Eusébio também era um clube pequenino, ou o Sporting antes dos violinos, ou tantos outros antes de tantos outros, a História é feita de momentos e de pequenos passos e de heróis, pessoas, que mudam a normalidade dos acontecimentos, senão fosse assim, o futebol era sempre vermelho e cinzento, se calhar daquia 30 anos teremos filhos e netos a torcer pelo Braga e a dizer que o nosso clube só ganhava títulos no tempo da democracia, como estas coisas andam não sabemos como serão os governos no futuro, os Aztecas diziam que o mundo acabará no fim do ano 2012, o mundo como o conhecemos, se calhar por essa altura o Porto terá mais títulos do que o Benfica em quase todos os planos, se calhar será um clube de milhões, com as contas em dia, com um passivo ridículo, se calhar ser treinador do Porto em 2013 será melhor do que ser treinador do Real Madrid ou Barcelona, e digo-o financeiramente também, e se calhar é essa crença, essa fé que move o Villas-Boas, mesmo que não o seja, é por isso que ele luta, porque acredita no nosso clube, acredita na nossa cidade, nos nossos jogadores, alguém tem dúvidas que mesmo sem Falcão para o ano nós faremos uma Liga dos Campeões que nos encherá de orgulho? alguém dúvida que a “Força” do Villas-Boas, para o ano, nos levará pelo menos para as meias na champions?

    Gostar

  8. Não peço nada a Villas-Boas, nem sei se ficará para o ano, perder Falcão já será rude golpe e tremenda desilusão, por mais milhões que nos dêem, mas se a “força” estiver connosco, Villas-Boas passeará o seu fato por mais uns anos no nosso banco, e nos trará alegrias do outro mundo, ainda há quem não acredite, ainda há quem tenha dúvidas, mas este é o treinador que honrará a boina de Pedroto, este é o treinador da geração rasca que calará todas as outras gerações, finalmente o vemos livre das táticas de Jesualdo, atacar 90 minutos contra o Villarreal deixando a defesa muitas vezes em apuros não é para qualquer um, Villas-Boas arriscou e mais uma vez teve grandes resultados, não parou de arriscar mesmo quando o Villarreal marcou ou mostrava que podia aproveitar essa defesa ao descoberto, é essa a diferença, é como quando Luke tenta acertar no buraco da estrela da morte e falha à primeira tentativa e depois houve o instinto e acerta quando já tudo quase que parecia perdido, quando só tinha mesmo essa hipótese e prefere deixar os calculismos da máquina de parte e ouvir a sabedoria do Ben Kenobi e usa a força, só mesmo Villas-Boas não arranjava a tática para defender mais um pouco e tentar ganhar por um, e ao invés continuar a bater naquela defesa com um ataque demolidor até fazer estragos.
    E reparem em mais coincidências, o que representa o Luke, o Han Solo(Falcão) e o Cwebacca(Hulk) entrarem na estrela da morte(estádio da luz) e resgatarem a princesa Leia no primeiro episódio? como não comparar ao jogo da honra, onde nós fomos resgatar a honra no estádio do Benfica no jogo do apagão? e já que falamos de apagão, tera sido o Ben Kenobi a puxar a alavanca dos aspersores?
    e que maior coincidência que não o nome da nave de Han Solo “Millenium Falcon”!
    e como não comparar o R2D2 e o C3PO ao Guarda e ao Poncio! :DDD
    ok, o George Lucas também deve ser do FCP e o Pinto da Costa controla o mundo na ponta dos dedos, qual “Master of Puppets”.

    Gostar

  9. Quanto à taça nas mãos do Heltón só queria relembrar uma coisa que aqui disse à uns anos, quando Platini pôs em causa o bom nome do Porto, disse que deviamos ganhar a champions e dar um banho com gelo com a taça na cabeça do Monsieur Platini, peço agora o mesmo, espero que os nossos jogadores tenham a coragem, que em vez de gelo ponham champanhe e encharquem o senhor da UEFA, que Pinto da Costa o ignore, nós não esquecemos o que ele disse, e a justiça espero que seja servida em Dublin.

    Que a força esteja convosco, e que ganhe o nosso Porto…

    P.S.: para a próxima as comparações serão com “Guerra e Paz” de Tolstoi, ou “O Conde de Monte Cristo” de Alexandre Dumas, mas agora vou ver outra vez os 3 primeiros filmes dessa saga fantástica do George Lucas, e quero acreditar que não é só fantasia… 😉

    Gostar

  10. Cian, es daquelas pessoas ciberneticas que da vontade de conhecer pessoalmente! Como sou benfiquista, espero que o Benfica passe em Braga e ganhe em Dublin, naturalmente, mas se o FCP ganhar tambem ficarei satisfeito, porque eh de facto uma equipa do caraças e sera absolutamente merecido! Tal como o Artur Agostinho tinha grande orgulho em ter visto jogar a grande equipa do Benfica (mesmo sendo do Sporting), tambem eu um dia recordarei com satisfaçao ter visto jogar estas grandes equipas do Porto. Peço desculpa por este tipo de discurso, esteril em clubite. Sei que nao eh isto que alimenta este tipo de blogues, mas como leio o “Pobo” regularmente, ca mando a minha posta…abraço de um grande fa de “Star Wars”!

    Gostar

  11. acabei de ver a segunda parte do Braga, quero acreditar que aquela equipa está cansada, não é possível que uma equipa que é tão mal na finalização esteja numa meia-final europeia e queira ir à final da Liga Europa, é que se ainda fosse no início da época ainda compreendia, agora no fim? o Vandinho é um arruaceiro, devia ter levado um vermelho por uma patada nas costelas do Leandro Lima, levou amarelo, também acho que o Kaká deles é o mesmo, e o Alan no fim dá outra patada num jogador do Leiria sem explicação, o Paulo César remata como uma menina fora da grande área, o Braga apenas de grande tem o treinador, o guarda-redes e o Mossoró. Sinceramente, pelo que vi, não acredito que o Braga possa ir à final, isto se jogar como jogou frente ao Leiria, com uma finalização péssima, o Leiria fez um grande jogo e merecia mais, e o árbitro deu 7! minutos quando eram 4 de compensação.
    Vê-se claramente o cansaço no Braga, e o Domingos devia ter jogado nalgum jogo do campeonato com jogadores novos, júniores, seja quem for. Ou quer a Final da Liga Europa, ou quer o 3º lugar, não pode ter os dois, não com a equipa que tem, neste sentido, prefiro o Benfica ao Braga na final, é que se o Braga joga assim contra o Porto não vai ser goleado, vai ser cilindrado! e o Benfica mesmo num dia bom e nós num dia mau, o jogo é renhido, prefiro a final com um arqui-rival, mesmo que a humilhação da derrota seja muito grande a enfrentar um Braga fraquíssimo, quem tem medo fica em casa, ou compra um cão, e não acredito que o Benfica nos vença mais este ano, aliás em todos os jogos o Benfica foi dominado, mesmo no que ganhou(ainda que apenas uma primeira mão, nada decisivo) defendeu 90 minutos, o Benfica não tem poder para jogar de igual para igual, é uma pena, seja qual for a equipa que vá connosco à final(se tivermos os pés assentes na terra em Villarreal) não terá força física e anímica para nos vergar ou sequer fazer estragos, a não ser que fiquem uma semana de molho em banheiras de gelo a curar os esforços musculares duma época demasiado grande para eles, mesmo assim, o Braga físicamente apto e motivado é melhor que o Benfica mais fresco.
    Seja o que for, já só penso na Supertaça Europeia.

    P.S.: E para quem teve debaixo da tarja do “sonhar com Sevilha” os Colectivo continua a fazer um trabalho impecável e a deixar envergonhados os SuperDragões, a tarja do “WE WANT DUBLIN” estava do melhor que já se viu por esses estádios a fora da Europa, os meus parabéns e continuem a ter as melhores ideias para apoiar o nosso FCP, muito obrigado por existirem.

    Gostar

  12. epá, desculpem lá, mas tenho mais isto a acrescentar, não vos vem à memória o Jabba de Hut quando olham para a capa do JOGO de hoje?
    Jabba de Duque!
    O Sporting fica assim conotado como o clube dos mercenários, ainda não consegui ver bem quem pode ser o Bobba Fett, o realijador quando se põe a mexer as mãos é igualzinho ao imperador, então temos este ano como o da nova esperança(A New Hope) pró ano o Império contra-ataca, e depois teremos o regresso do Jedi na final da Champions espero eu com o Mourinho, pode não ser literalmente assim, mas que estava escrito nas estrelas, lá isso estava, pelo menos no guião da “Guerra das Estrelas”, é o nosso destino.

    E o Antero Henriques é aquele comandante que grita “It's a trap!”

    Gostar

  13. Caros amigos. Esta foi a minha “segunda” casa durante muitos anos. Em muitos textos, e durante 4 anos, critiquei aquele medricas de treinador, porque ao Porto não faltavam bons jogadores e não fomos a mais finais por causa do dito medricas. Agora tudo é diferente e para melhor. Temos um treinador. Aos que aqui no blog diziam que só vinha para criticar o burrualdo, enfiem a carapuça agora, que serve. Eu, felizmente não tenho memória curta, nem o Cian.
    Um abraço a todos
    Gil Oliveira

    Gostar

  14. Gil Oliveira onde é que andavas tu, sê benvindo mais uma vez!
    Até digo mais, Zezus puta que o pariu, o nosso Pintinho é um génio, mas as vezes engana-se, enganou-se com a Carolina e espero eu que não nos engane com o Zazus.

    E uma frase do Mourinho a comentar a escolha do Porto de Villas-Boas para treinador principal:

    “Se ganhar tudo é o treinador perfeito.”

    Não é especial mas é perfeito!
    a taça da Liga não conta pois não?
    ok para os anormais do Benfica conta, até fazem t-shirts a dizer “A taça é nossa”, que eu saiba a “Taça” sempre foi a Taça de Portugal, e não a competição da SIC e da casa de apostas, mais uma manobra obscura de um clube que nao vive com mais nada, o Benfica vive da especulação, da difamação, e do auto-elogio, sim senhora, que brilhante exemplo de gestão.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s