Em ritmo de passeio

O Porto continua a não me entusiasmar, excepto no que respeita à audácia do treinador e às múltiplas opções do plantel. Jogamos com o Genk tal como jogamos com a Naval: na expectativa, lentamente, sem apertar. Quanto aos Belgas, se aquilo é a melhor equipa do país então o futebol lá do sítio anda mesmo por baixo.

Foi um jogo sem grande história, exceptuando a dos golos e da expulsão do defesa do Genk. Quanto ao penalty que nos facilitou a vida, a ideia que me ficou foi a de um derrube involuntário que, não obstante, foi mesmo falta e aconteceu dentro da grande área. Ou seja, não merece supostas polémicas. O FCP dominou toda a primeira parte mas, na verdade, o golo aconteceu sem que fossem criadas muitas oportunidades.
A segunda parte começou com os rapazes do Genk cheios de brio e o pessoal do Porto a ver a banda passar. O meio campo defensivo era o Fernando contra 3 ou 4 adversários, com toda a gente na defesa a dar baldas (excepto o Sapunaru, coisa curiosa…) e o Hélton a evitar o pior. Depois, uma vez mais, por mérito de terceiros, o jogo ficou novamente fácil – a expulsão do defesa é indiscutível porque a entrada sobre o Moutinho foi um autêntico golpe de karate. O Porto marcou mais 2 mas poderiam ter sido os que quiséssemos. Bom mesmo foi confirmar a qualidade do brasileiro Souza, que não é somente um backup para o Fernando.
Gostei da actuação do nosso guarda-redes, do esforço do Falcao, do dinamismo do Fernando e, nos suplentes usados, dos breves minutos do Micael e do golaço do Souza. Por outro lado, o Ukra desperdiçou uma oportunidade de brilhar, o Maicon justificou o facto da SAD estar a negociar outro central para o 11 titular, o Moutinho esteve quase sempre fora do jogo, tal como, em parte, o Bellushi e o Varela.
Em suma, se alguém tinhas dúvidas, agora estão esclarecidas: o FCP vai estar na fase de grupos da Liga Europa, os Belgas são fraquinhos e nem foi preciso jogar grande coisa. Mas vamos precisar de fazer bem melhor para garantir a vitória em jogos onde as coisas não corram tão bem.
Nota final: o Sporting voltou a dar barraca – eu não tinha dito?!…

10 thoughts on “Em ritmo de passeio

  1. Bom dia,

    Ontem fizemos um jogo “quanto baste” para levar de vencida uma equipa jovem, com jogadores de alguma qualidade. E demos uma passo rumo à fase de grupos da liga Europa.

    Na primeira parte, entramos calculistas, a controlar e dominar o jogo. O adversário não teve bola, e apenas em fugazes contra-ataques tentava chegar à nossa baliza. Estivemos claramente à espera do erro do adversário, que se foi enervando com o decorrer da primeira parte, e acabou por cometer um penalti que nos deu a vantagem no marcador.

    Na segunda parte, o Genk depois das alterações do seu treinador, começou a criar-nos problemas e não fosse Helton, teriam naquela altura empatado o jogo.

    Mas Villas Boas, tem uma de muitas qualidades … não perde tempo e mexe na equipa. Meteu mais gente no nosso meio campo, e voltamos a controlar e dominar o jogo. Com um futebol de troca e posse de bola, constantes tabelinhas, com naturalidade marcamos mais dois excelentes golos.
    O de Souza foi fantástico.

    Nos jogadores realce para os nossos 3 médios.
    O Belluschi com o Fernando e o Moutinho ao lado parece outro. Fica mais solto para o ataque.
    Também os Fernando e o Moutinho varrem o meio campo todo. Impressionante o Moutinho … não tem medo de fazer carrinhos, leva porrada que se farta,… e parece aqueles copos teimosos … cai e levanta logo!
    Grande exibição do Helton.
    Maicon ontem foi capaz do melhor e do pior. Na nossa defesa, nota-se que falta ali agressividade no ataque à bola, antes mesmo de nos encostarem às cordas. Rolando esteve bem melhor.
    Varela esteve outra vez abaixo das expectativas.
    Ukra esteve bem, lutador, podia mesmo ter marcado.
    Sapunaru e Alvaro cumpriram o seu papel, mas sem atacar muito.

    Abraço a todos e bom fim de semana

    Paulo

    Bom dia,

    Ontem fizemos um jogo “quanto baste” para levar de vencida uma equipa jovem, com jogadores de alguma qualidade.

    Na primeira parte, entramos calculistas, a controlar e dominar o jogo. O adversário não teve bola, e apenas em fugazes contra-ataques tentava chegar à nossa baliza. Estivemos claramente à espera do erro do adversário, que se foi enervando com o decorrer da primeira parte, e acabou por cometer um penalti que nos deu a vantagem no marcador.

    Na segunda parte, o Genk depois das alterações do seu treinador, começou a criar-nos problemas e não fosse Helton, teriam naquela altura empatado o jogo.

    Mas Villas Boas, tem uma de muitas qualidades … não perde tempo e mexe na equipa. Meteu mais gente no nosso meio campo, e voltamos a controlar e dominar o jogo. Com um futebol de troca e posse de bola, constantes tabelinhas, com naturalidade marcamos mais dois excelentes golos.
    O de Souza foi fantástico.

    Nos jogadores realce para os nossos 3 médios.
    O Belluschi com o Fernando e o Moutinho ao lado parece outro. Fica mais solto para o ataque.
    Também os Fernando e o Moutinho varrem o meio campo todo. Impressionante o Moutinho … não tem medo de fazer carrinhos, leva porrada que se farta,… e parece aqueles copos teimosos … cai e levanta logo!
    Grande exibição do Helton.
    Maicon ontem foi capaz do melhor e do pior. Na nossa defesa, nota-se que falta ali agressividade no ataque à bola, antes mesmo de nos encostarem às cordas. Rolando esteve bem melhor.
    Varela esteve outra vez abaixo das expectativas.
    Ukra esteve bem, lutador, podia mesmo ter marcado.
    Sapunaru e Alvaro cumpriram o seu papel, mas sem atacar muito.

    Abraço a todos e bom fim de semana

    Paulo

    http://pronunciadodragao.blogspot.com

    Gostar

  2. Parece-me que os jogadores do FCP não estão motivados para estes jogos contra adversários de qualidade técnica inferior. Jogam muito lento, não pressionam sem bola, deixam o adversário chegar à grande área, sem que que ninguém lhes saia ao caminho. É excesso de confiança, que Villas Boas deve corrigir.

    Maicon jogou de forma displicente, tal como quase toda a equipa. No seu caso nota-se mais, porque é central, i. e. o último homem a ultrapassar antes de Helton. É claro que a equipa ainda está a assentar os seus mecanismos, com pezinhos de lã, e que Villas Boas ainda experimenta, rotinando as várias opções que tem.

    É preciso ter paciência. A verdade é que, para uma equipa em construção, os resultados não se podiam querer melhores: banho de bola ao Benfas, entrada a vencer no campeonato, solução do acesso à liga Europa conseguida no primeiro jogo, fora de casa e goleada.

    Mais uma vez, paciência.

    Gostar

  3. Jogo aparentemente fácil que o FC Porto tratou de complicar, recorrendo a um ritmo de treino e pouco engodo pela baliza.

    Sem Hulk, a quem presto as minhas homenagens pelo momento difícil que atravessa, os Dragões apresentaram-se lentos, previsíveis e sem imaginação. Dominaram na primeira parte mas sem criar grande perigo.

    Já na segunda metade tiveram que aguentar a maior determinação belga e aí Helton respondeu com bravura e classe.

    AVB acordou a tempo alterando o sistema de jogo. A inclusão de Souza e Rúben Micael foram fundamentais para a clarividência que o meio campo ganhou, com reflexos no resultado.

    Grandes exibições de Helton e Fernando, dois gigantes em campo. Souza voltou a confirmar as boas indicações que já dera nos poucos minutos que jogou.

    Muito trabalho espera a esta equipa para se assumir candidata ao triunfo deste troféu.

    Um abraço

    Gostar

  4. André(ou kostadinov) não acho que tenha sido excesso de confiança, o Porto queria jogar e ganhar bem, e os erros maiores apareceram na segunda parte quando o Porto já se tinha apercebido que o Genk não era uma equipa assim tão fraca, acho sim que a equipa no meio da segunda parte descontrolou-se e estava toda partida, eram erros atrás de erros, no ataque, no meio-campo e na defesa, depois veio a expulsão e as substituições e acalmámos, na minha opinião acho que o Ruben Micael deveria ter jogado de início, é para mim um jogador que deveria ser titular, prefiro-o ao Moutinho, apesar que o Moutinho seja bom para nos dar muitas faltas, Belushi mostrou que é um jogador tipo Quaresma ainda que com qualidades diferentes, mas pode estar um jogo todo apagado e de repente resolve a partida com um golaço, deveria jogar tb sempre, aliás se aprende-mos algo neste jogo é que sem Hulk temos de jogar num 4-5-1 enquanto não temos outro avançado, Souza esteve muito bem, os piores foram mesmo Maicon e A. Pereira, Hélton continua a defender muito bem, só espero que continue assim quando defrontar equipas de alto-gabarito em estádios realmente difíceis.

    quanto ao Sporting, não entendo como se proíbem as vuvuzelas naquele estádio quando toda a gente sabe que os assobios incomodam muito mais, tanto os adeptos como os jogadores de futebol. não vi o jogo, mas sabendo que os assobios continuam lá a toda a força, que o treinador ainda se chama Paulo, que a táctica ainda é a do losango, que jogadores como Djálo, Vuksevic e Zapater estão no banco, que o guarda redes ainda é o Rui-amador-Patrício, não prevejo um futuro brilhante naquele clube, e cada vez acredito mais que as verdadeiras maças podres não se encontram no Dragão ou em Génova…
    Liga Europa, …enfim sós.

    Gostar

  5. Gostava de comentar tb este linchamento que estão a fazer ao Queiroz, acho isto uma vergonha incrível, a pensar nos fins(despedi-lo a todo o custo) não olham a meios(processos ridículos e imprensa sem vergonha nem principios) acho todos os comentadores que ouvi até agora pessoas sem princípios nem carácter, querem todos ver o Carlos Queiroz no olho da rua, e nenhum levanta a voz contra este processo vergonhoso para o futebol português, eu compreendo a frustação de alguns portugueses de quererem ver a sua selecção ir o mais longe possível, mas não compreendo que ao nível mais alto do futebol português essa cegueira tenha chegado lá também, fizemos um bom mundial, com um Ronaldo que foi um autêntico zero à esquerda, mas como Mourinho veio defendê-lo em praça pública, a corja do costume, com medo de Mourinho(incrível como as coisas mudam), virou-se para Queiroz para encontrar o bode expiatório do costume, se Queiroz realmente sair da selecção então somos mesmo uma nação de cobardes e miseráveis, é íncrivel como em vez de se fazerem esforços para ajudar a selecção a preparar-se para a qualificação do europeu se esteja a querer a todo o custo que o Queiroz não faça o seu trabalho, eu não morro de amores por Queiroz, mas não apoio as sacanices que lhe estão a fazer, os adeptos de futebol deveriam revoltar-se e reclamar contra os verdadeiros criminosos do futebol português, como é que podemos gastar dinheiro para estes senhores fazerem o que querem sem terem responsabilidades, são os mesmos que o criticaram quando perdeu com a dinamarca em Alvalade, os mesmos que não acreditavam na qualificação, não só não acreditavam como boicotavam as esperanças da selecção com mensagens e comentários pessimistas, tentando retirar o maior apoio que a selecção pudesse ter do povo, os mesmos que diziam que não iamos passar a fase de grupos no mundial, sinceramente, esta nação está de mal a pior, se não conseguimos deixar de lado os nossos egoísmos, as nossas invejas, frustações, e olharmos para o bem maior, então nunca iremos a lado nenhum, não só na selecção como na nossa liga profissional, se em vez de criticarmos os comportamentos de jogadores que nunca contribuiram realmente para a selecção e só dão uma imagem para enganar putos e processamos um treinador que está a implementar um sistema de estabilidade e credibilidade na selecção, então algo vai mal, eu pergunto àqueles que criticam os ordenados de Queiroz, se alguma vez se incomodaram com as fortunas que o Scolari e o Ronaldo receberam à custa da selecção?
    é que os mesmos comentadores que dizem que não jogámos nada no mundial, que criticam as escolhas de Queiroz, e querem vê-lo sair, são os mesmos que comentam todos os dias as falhas no Benfica deste ano, os mesmos que, ignorantemente, disseram que o Sevilha não deixou jogar o Braga na primeira parte, quando a intenção do Domingos era mesmo começar a defender, jogando no contra-ataque e deixar o Sevilha cansar-se para depois na segunda parte matar o jogo, ou seja, estes comentadores que não sabem o que estão a comentar, que não percebem nada de futebol(eu às vezes imagino se porventura terão alguma coisa entre as orelhas?) fazem cada vez mais burros os nossos ignorantes adeptos de futebol, e estão a empurrá-los para que fiquem mais descontentes ainda com o seleccionador nacional, como se o mundial não bastasse(já agora, já se esqueceram do que o Ronaldo disse no fim do Mundial?) só falta imporem mais um processo a Queiroz porque insultou a tão mui dignificante profissão da mãe de um dos assistentes da comissão de anti-doping, a que ponto isto chegou. quando se ouve o Rui Santos(a cobra da sic-notícias) a dizer “…se realmente houve intenção de impedir que houvesse um controlo anti-doping então deve haver um castigo severo para Carlos Queiroz…” mas alguém acredita que Queiroz se colocou à frente da comissão AD lhes retirou as seringas e lhes deu um pontapé no cu, impedindo a realização do controlo?
    é ao ouvir estas coisas que se entende aonde andam as serpentes do nosso futebol português, na tv.

    Gostar

  6. “Pegando” no seu título de hoje e “em ritmo de passeio” acho que poderemos, este fim de semana,”alcançar” uma posição estratégica,digamos assim, desmoralizadora p'rá concorrência, e um: “-porque-não-te-calas-oh,jesus-que-o-bi-NÃO-é-para-ti!”.
    Entronca a minha ideia,no cumprimento de dois pressupostos:O 1ª- O NACIONAL,”cumprir” a obrigação de ganhar aos mouros;
    2º- O Braga, vir de Setúbal,com uma barrigada de carapaus alimados;
    Pressupostos cumpridos e o N/FCP,aviar o Beira-Mar,como compete e a malta deseja … não me digam que o cenário à 2ª jornada não seria …aliciante e motivador!?…
    Saudações Portistas.
    Bom fim de semana e que TUDO SE CUMPRA COMO ENUNCIADO!
    João Carreira

    Gostar

  7. Cian, por essas merdas todas é que deixei de apoiar a selecção. Com Scolaris, com Queiroses, no fundo é a mesma coisa.
    Onde pára o Madail?
    Ele não tem uma opinião sobre este caso?
    Não deveria defender o seleccionador que ELE escolheu e a quem ELE paga o salário (embora com o nosso dinheiro).
    O problema não se chama Queiroz. Chama-se “aqueles que andam a passar entre os pingos de chuva há mais de 20 anos e a mamar no tacho”.
    Não, peço desculpa, não apoio isto.
    Não apoio estes parasitas.
    Não apoio estes jogadores vaidosos que chegam ao estágio de forma espalhafatosa (sim, esse do helicóptero).
    Anti-patriota?
    Talvez, e daí?…Pelo menos não apoio chulos.
    No dia em que fizerem cá o que o seleccionador francês fez, aplicado também à estrutura dirigente, talvez reconsidere….

    Gostar

  8. Ribeiro não se trata de ser anti-patriota, podemos ou não apoiar a selecção, mas não mudamos a nossa nacionalidade, se Portugal ganha é sempre um prestígio para nós, apoiando ou não a selecção o facto é que existe uma instituição sem honra, a tentar acabar um contrato de um funcionário por razões erradas, para mim não me interessa se é o Queiroz ou o Scolari, deveriam ser exactamente quem não apoia a selecção que deveria revoltar-se com o sucedido, porque não nos faz diferença quem venha para o lugar do Queiroz, o que ainda é mais injusto para os processos que lhe estão a fazer, nós como portistas, com a experiência que temos de processos com intenções duplas deveriamos ser os primeiros a reclamar destas decisões, ou só quando nos toca a nós é que abrimos a boca? é a essa união que eu estava a apelar, só me incomoda o facto que uma instituição corrupta quer despedir um funcionário sem ter razões para isso, e se nós permitimos isso, se ficamos a ver e não dizemos nada, então depois não se queixem quando voltarem a calar o nosso presidente, a tirar dos relvados os nossos jogadores mais importantes, a criarem sumaríssimos quando bem lhes apetece, a tentarem tirar-nos a champions pela secretaria, aliá qual foi o comportamento da federação nessa altura ainda se lembram?
    Apoiando ou não a selecção, quero o Queiroz no Europeu 2012.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s