Fazer as coisas por outro lado

Hoje, soube-se que Hermínio Loureiro se reuniu com a PJ devido a ameaças a árbitros por parte de um grupo de adeptos de “um clube de Lisboa” (é enternecedor este pudor quando se fala do Benfica). Parece agora ter vindo a público que esses adeptos provêm de sítios tão díspares como Paredes, Rio Tinto, Tondela, Nordeste, Lisboa e Ponta Delgada, o que só vem confirmar que o Benfica é mesmo um clube que abrange todo o território. É a chamada “coacção total”.

Esta situação lembra-me aquelas escutas em que Luis Filipe Vieira foi apanhado, – quer dizer, foi escutado, apanhado, não – a dizer que não se preocupava com os árbitros porque estava “a fazer as coisas por outro lado”. Ora aqui está um método certamente eficaz – vejam-se algumas arbitragens que este ano levaram a tantas goleadas infernais -, reunir uma dezena de chabalos, certamente dispostos a ganhar umas massas, a troco de infernizar a vida dos árbitros que vão estar nos jogos da “máquina trituradora”. As pessoas são fortes até certo ponto. Quando lhes falam da família e dos filhos, nada mais importa. Decide-se o jogo nos primeiro 10 minutos com penalti e expulsão e tem-se a família a salvo.

12 thoughts on “Fazer as coisas por outro lado

  1. eu acho que foram adeptos da (entretanto extinta) CUF.
    estavam desanimados com a situação económica do País, o fecho de empresas, a escalada do desemprego e lembraram-se que o seu clube também já não existia 😉

    já agora, insinuar que «um clube de Lisboa» seja o próprio SLB é um pouco demais. tudo bem que eles têm 6 milhões de adeptos, mas estes são pacíficos, caramba! mais uma vez, pudemos atestar como eles são bonzinhos no Domingo passado, por exemplo – e para não ser maçudo e referir: o very-light na final da Taça de Portugal, a bárbara agressão ao Filipe Santos, o incêndio do autocarro há dois anos, os petardos lançados para as bancadas do Dragão esta época, a droga e outro “material” encontrados na sede das claques (ilegais) no Estádio da Luz, etc e tal…

    saudações PENTACAMPEÃS!

    Gostar

  2. Mas que facilidade que estes “jovens adeptos de um clube de Lisboa” tinham no acesso aos nºs de telemóvel dos árbitros que iam apitar os jogos desse “clube de Lisboa”…Não é?
    A fé move montanhas, e estes jovens “adeptos do Clube de Lisboa”, e que não se conhecem entre eles, tiveram a feliz e coincidente ideia de começar a ligar aos árbitros:
    “Tô! Chor árbitro?! Olhe, sou eu! um simples adepto de um Clube de Lisboa, que não tem nada a ver com os outros 'Adeptos do Clube de Lisboa' que já lhe ligaram hoje, e estou aqui para lhe dizer que se esse clube de Lisboa não ganhar amanhã fodo-lhe os cornos a si, à sua mulher e ao seu cão, tá benhe?”

    Afinal, “coação” escreve-se apenas com 3 letrinhas, um ESSE, um ELE, e um BÊA….

    Gostar

  3. tens razão, o Fe Ce Pe, sempre dava umas mulatas, no fundo uma maneira mais soft de fazer o mesmo

    nunca mais começa o Mundial, para a diabolização do Queiroz, tas mesmo sem assunto ddaassee

    Gostar

  4. É o clube da minha terra…Clube Oriental de Lisboa. Estive com pessoal bem informado e disseram-me que tinham sido eles, para meter as culpas no Benfica em represália por Chalana ter sido treinador do clube. O Carlos Manuel ainda lá andará!?

    Gostar

  5. @ JP

    já conheces a estória do “elefante branco”? não? então, vai aqui <[www.]antonioboronha.blogspot.com/2010/03/estorias-da-bola-quarenta-e-um[.html]> e depois é que mandas bitaites de mulatas e não sei mais o quê, ok?

    obrigadinho.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s