Quanto tempo falta para acabar a época?

Começa a ser “normal” a forma como o FCP 2009/2010 encaixa 3 ou mais golos sem resposta. Sofrer muitos golos quando se joga no risco, na lógica de marcar mais um golo do que o adversário, pode ser “normal”. Quando se joga “conservadoramente”, tantos golos sem troco são a evidência de falta de atitude competitiva, falta de organização ou falta de qualidade – no caso deste Porto, a razão do que acontece nos últimos tempos é uma mistura das 3.

Apesar do que referi, será justo dizer que o SLB não fez nada que justificasse chegar ao intervalo com 2 golos de vantagem. O primeiro foi uma anedota e o segundo só existe porque o guarda-redes abdicou da barreira, estava mal colocado e teve o azar do remate ser forte. Na verdade, o Porto teve as duas melhores ocasiões de golo da primeira parte. Do lado do Benfica, foram 2 bolas à baliza do Nuno e 2 golos.
Imagino o dilema do Jesualdo ao intervalo: vamos para cima deles e arriscamos uma goleada ou continuamos a jogar de pé para pé, construindo lances repetidamente do mesmo modo, até que um deles resulte no golo que relance o jogo? Dúvidas à parte, a questão era mais com quem do que como. Sem Hulk, sem Varela e sem Mariano, sobrava Orlando Sá, que como toda a gente já viu pela amostra é a versão juvenil do avançado corpulento e inábil tipo Hugo Almeida. O resto era paisagem: dois defesas mais Guarin, Valeri e T. Costa.
E o tio Jesualdo fez o que podia: tirou um inexistente Rúben Micael (é impressionante a forma como passou de catalisador da mudança a acomodado) e o amarelado Miguel Lopes, colocando no terreno o lógico Fucile e a arrastadeira Valeri. Com o SLB confiante e o Porto descrente, a segunda parte foi-se arrastando entre as ameaças de contra-ataque benfiquista e a inconsequência das investidas portistas. Para terminar o que começou mal e nunca se endireitou, o SLB marcou o terceiro já nos descontos.
Duas notas finais para dizer o seguinte:
  • em condições normais (com todos os jogadores disponíveis e sem o stress de uma sequência de resultados penalizadores), o Porto teria argumentos para vencer o Benfica. Sem alma, sem 2 dos nossos melhores e com um banco que é uma miséria, só por mero acaso venceríamos a taça da bejeca;
  • o Bruno Alves é muitas vezes criticado somente por saltar mais alto, por ser mais forte, por se impor fisicamente; mas hoje teve uma actuação vergonhosamente desleal, ao nível dos grunhos que partem cadeiras e roubam nas estações de serviço – aquela sequência de agressões ao Kardec e ao Cardozo é inadmissível, inaceitável e só serve para criar uma péssima imagem dele e do Porto. É preciso ser digno na derrota para se poder ser magnânimo na vitória.
Anúncios

31 thoughts on “Quanto tempo falta para acabar a época?

  1. Critico muitas vezes o Jesualdo mas hoje não tenho coragem para o fazer. O homem com os jogadores que tem não pode fazer nada, esta época em termos de contratações foi uma miséria. Mas não me importo de ter uma epoca negra se a seguir vierem quatro campeonatos, mas desta vez sem o jesualdo. E que tal o Paulo Bento?

    Gostar

  2. Oh meus amigos, não vamos na tanga de mudar o treinador quando as coisas estão mal! O 'Ti Jualdo volta e meia faz a sua asneira mas, o homem já fez muito e ainda tem umas coisa pra fazer no nosso clube. Gostaria de saber se há ou houve algum treinador que fosse campeão 3 vezes seguidas quando no final da época a melhor fruta da cesta é vendida! Haverá alguém que fizesse melhor?? Se calhar nemo o Special One…
    Há que rever a política de contratações, acabar com os mamões e sanguesugas e admitir que os outros a cada cinco anos conseguem fazer o que o nosso FCP faz anualmente!
    Agora deixeim lá estar o Paulinho Bento descansadinho que está muito bem. o FCP não é clube para andar anos e anos a lutar para o 2º lugar…

    Gostar

  3. Apenas um pequeno promenor… não foi por aqui que perdemos mas, o que fazia o oleoso do Rui Costa junto dos árbritos aquando da reparação da rede da baliza danificada? Algum aconselhamento técnico? Quem sabe…

    Gostar

  4. Vergonha e nojo, repito – vergonha. As derrotas pesadas a tornar-se uma rotina enquanto o homem que devia pensar no clube se passeia com a neta brasileira,fazendo triste figura e não percebendo que o seu tempo passou e que assim vai sair pela porta pequena. Vergonha ao ouvir de novo as justificações esfarrapadas do treinador favorito dos benfiquistas para o FCP sobre lesões, isto e aquilo! O homem ainda não percebeu, com a idade que tem, da relação directa entre a qualidade dos treinos e as lesões? Será que treinam? Chega! Começa a cheirar mal a mediocridade total que é patente contra qualquer equipa, seja do topo ou do fundo da tabela… e de pensar nos milhões que este ano foram estoirados. Quando digo mediocridade digo que vejo um futebol sem chama e arrastado, com o desgraçado do Falcão a remar contra a maré. A quem aproveita isto tudo, quem se estará a encher vendendo bons jogadores e comprando refugo? Até quando vamos aguentar este vexame? Viva o FCP!

    Gostar

  5. Duas coisas:
    O ciclo Jesualdo acabou definitivamente hoje no FCP. Perdeu toda e qualquer espaço de manobra com os adeptos. Teve a sua quota parte de culpa nisso, mas não se pode achar que a culpa é só dele, como hoje onde o Nuno (experiente, tarimbado,etc,etc) dá um frango que não lembra ao mais optimista dos lampiões.
    Infelizmente não vejo em ninguém lágrimas de raiva e tristeza como via antigamente. O sentimento de “adepto” esta-se a perder nos jogadores do FCP.

    Gostar

  6. Rua com o Jesualdo, já! Não tem não no plantel, não os consegue motivar. Rua com ele e os ajudantes! E rua com mais de metade da equipa que não tem qualidade!

    O tempo de vida do Jesualdo terminou ontem. Não se admite sofrer 3 golos sem construir jogadas de perigo durante 45 minutos. Coisa que infelizmente tem sido recorrente.

    Muito obrigado pelos títulos que conseguiu no passado, mas agora chega. E é o segundo banho de táctica que o parolo do milagreiro lhe dá.

    Gostar

  7. Ora, vamos lá carpir isto. Este jogo, final da taça do fino dinamarquês, não trouxe nada de novo para quem tem seguido este final de época do FCP. A pergunta que urge responder neste momento é: – porquê este declínio vertiginoso do futebol da equipa? Apesar de não ser o FCP de outras épocas, até ao jogo que antecedeu a hecatombe de Londres, havia atitude competitiva e, por Deus!, futebol. Depois, deu-se a “sportinguização” da nossa equipa. Claramente, ao estarem praticamente afastadas todas as possibilidades de conquistarem algum título, os jogadores decidiram deixar de esforçar-se na mesma medida. E isto é mais preocupante do que qualquer derrota com o Benfica, porque representa a degradação da virtude que nos distinguia como clube das demais agremiações: o espírito de sacrifício. Fazer o plantel do FCP passou a ser “business as usual” e já não existe aquele “doutrinamento” acerca da importância de vestir a camisola do mais importante clube em Portugal. A atitude ganhadora no FCP era algo transversal ao seu universo, do adepto ao jogador. Agora, só vejo proto-milionários sem carácter para onde quer que me vire.

    Esta falta de atitude, de amolecimento do Portismo, também afecta os adeptos. Note-se o apoucamento desportivo que é esta vaga de agradecimento a Jesualdo. Jesualdo só fez mal ao FCP. Ter ganho nacionais é consequência do clube para onde veio. Se alguém tem que agradecer, é Jesualdo, pelo que recebeu da estrutura do nosso clube. Ganhar o medíocre campeonato nacional é serviço mínimo no FCP, mas, de repente, isso passou a ser motivo para eterno agradecimento, apesar de nunca ter sido capaz de, em 3 anos!, fazer uma exibição convincente que fosse contra uma equipa de categoria elevada, a não ser um empate em Manchester. Em 3 anos! É obra. Aquele jogo em Gelsenkirchen, com um plantel que contava com Bosingwa, Lucho, Lisandro, Bruno Alves, Ricardo Quaresma, é o símbolo da passagem de Jesualdo. O carácter do chefe militar tende a difundir pelas suas tropas, e os portistas actuais têm as expectativas calibradas a níveis jesualdianos. É normal, mas também triste. Três a construir uma equipa, que nunca existiu, pelo contrário, se reflectiu numa desagregação da estrutura desportiva do FCP. Três anos de mediocridade, a ganhar títulos batendo em inválidos, é o que tenho a agradecer a Jesualdo. Convenhamos que, para FCP, pouco é.

    Querem maior exemplo do amolecimento portista do que a sugestão de Paulo Bento para treinador do nosso monumental clube?!! Que ambição! Para isso, mantenha-se o Jesualdo, que tem melhor penteado…

    Gostar

  8. Só duas perguntas:

    1 – Será que os membros da SAD irão receber algum premio monetário, apesar de acabarmos o campeonato em 3º (3ª na melhor das hipoteses, claro está)?

    2 – Quanto custou o Orlando Sá?

    Gostar

  9. O Bruno Alves, quando chegou ao FCP, era um ver se te avias de dar cacete. Abundou a expulsão. Os adeptos não entendiam a sua contratação. Apesar de ter calibrado a intensidade da porrada que vem distribuindo em campo, Bruno Alves continuou sempre um jogador violento, com um comportamento constante de azeiteiro dentro das quatro linhas. Um biltre, por muito bom que seja a tratar a redonda, não deixa de ser um biltre. E Bruno Alves sempre foi um biltre em campo, um jogador sem classe. Esses, não devem ter lugar no FCP. No dia em que valer tudo e os ogres violentos dominarem o futebol, passarei a deslumbrar-me com o circuito nacional de ténis de mesa.

    Basta ouvir o senhor Alves falar para se intuir que alguma coisa anda desarranjada naquela moleirinha.

    Gostar

  10. lastimo muito o que vou escrever a seguir: fiz 1200 km para trazer uma desilusão maior do que a distância percorrida. mas – e pior! – é trazer a sensação de que há muito “jogador” naquele plantel que apesar de alguma “classe” não tem a categoria para envergar aquela mística camisola – e recuso-me a citar nomes. quem é Portista sabe bem a quem me refiro. por último, cada vez mais sinto que o Professor está a prazo, que ele sabe disso, e que já não consegue controlar aquele balneário. talvez seja tempo de a Direcção do Clube – que também anda (demasiado) “ausente” – colocar uma Glória do Clube à frente daquela manta de retalhos antes que seja tarde demais – entenda-se: antes que fiquemos só com a conquista da Supertaça esta época.

    saudações PENTACAMPEÃS!

    Gostar

  11. Mau demais para ser Verdade…

    Não sei o que dizer nem o que pensar. Revolta-me e magoa-me imenso ver o Futebol Clube do Porto a jogar assim e custa-me ainda mais ver um Treinador que é só TetraCampeão Nacional a não conseguir ter mão na equipa…

    Nem nos tempos que antecederam Mourinho as coisas pareciam tão más. Nem o Couceiro teve um período tão mau como o actual de Jesualdo.

    Não sei se as causas desta espiral de auto destruição foram a arrogância do nosso Porto, se foram as Comissões. o Treinador que é Cobarde ou se é a Política de Gestão do Plantel que está a falhar.

    O que eu sei é que se nada for feito o nosso Dragão corre o sério risco de se transformar numa espécie de Benfica e ficar anos sem ganhar nada.

    Saudações Portistas de um Adepto que bem avisou que este cenário iria acontecer…

    Gostar

  12. Tantos filósofos da bola por aqui e não há ninguém com coragem para admitir: o FCP levou um banho de bola de tal maneira evidente que só um árbitro “à maneira” conseguiu evitar que acabasse numa goleada ainda maior.

    Bruno Alves, um arruaceiro sem concentração e sem liderança (devia ter sido expulso 4 vezes). Meireles, perdido em campo e medíocre (devia ter sido expulso 2 vezes). Micael, desamparado e ineficiente. Rodriguez, muito longe do que já mostrou na Luz. Jesualdo, queria batatinhas mas afinal de contas jogou o jogo todo com um avançado sozinho lá à frente. Este FCP, mesmo com um árbitro a prejudicar o Benfica, é insuficiente para o Glorioso e teve uma única oportunidade de golo em 90 minutos. Afinal de contas o próprio Marselha foi mais adversário que o FCP.

    André: pensa na forma como o Benfica banalizou o teu clube da próxima vez que soltares pérolas sobre como percebes de treinadores. Todos aprendemos com todos e ainda este Domingo houve uma lição.

    Gostar

  13. Lucas:

    De tal forma a erecção te desviou o sangue do piqueno cérebro, que nem sabes o que escreves. Relê lá essa prosa, porque ninguém aqui entendeu o que queres insinuar, dizer, ou grunhir.

    Para quem ganhou uma taça irrelevante e anda há anos a pão e água, andam os benfiquistas muito arrogantes. Também foste para o Marquês, festejar em cuecas a vitória contra o Marselha?

    A realidade continua a ser que o Benfica pode ganhar nos anos em que o FCP anda mal. O Benfica é um necrófago das misérias do FCP, que felizmente, são pouco frequentes. Não constrói, não melhora substancialmente. A sua direcção faz uma gestão das expectativas dos adeptos, tentando aguentar-se o suficiente até que o FCP tenha uma má época. O presidente Vieira já disse, na alegria azeiteira e desbocada que o caracteriza, que “este é o início de um novo ciclo no futebol português”. Forte sensação de “deja vu”: acabava o jogo do Benfica contra o Boavista em 2005, que deu o título aos bermelhos, e Vieira dizia exactamente o mesmo a um jornalista da SIC: “iniciamos um novo ciclo, agora de hegemonia do SLB no futebol nacional.” E todos sabemos que Vieira é um homem de palavra, como atestam a demissão após o fracasso da venda de 300.000 kits e o advento do Benfica como campeão do universo. Mas os benfiquistas acreditam. É uma espécie que acredita e Vieira pode prolongar o tempo que quiser o circo labrego que tem montado, enquanto engravida os adeptos pelos ouvidos com as larachas que eles tanto gostam de ouvir. Eu só sei que vai ser uma pré-época divertida. E o Braga ainda pode ser campeão. E o Benfica ainda pode ficar resumido à Taça Tuborg, ou lá o que é.

    Gostar

  14. Temos de dar um abraço de solidariedade ao Lucas.

    Todos nós portistas ficamos arrasados no Domingo.
    Pela derrota, pela exibição.
    Fomos ao fundo do poço.
    Em bom Português, ficamos na merda.

    Agora multipliquem esses sentimentos arrasadores por 4, e tentem perceber o que este lacrau do Lucas (que nem coragem tem de se assumir, como bom rastejante que é) tem andado a passar nos últimos 4 anos…Foda-se pá! Deves ser resistente!…Pois eu, com apenas uma derrota, fiquei doente. Nem consigo imaginar o que será ser sistematicamente encavado de todas as formas e feitios durante anos a fio…
    Já nem falo das memoráveis conferências de imprensa do Chalana. Deve ser de dar com a cabeça na parede…

    Mas olha…parabens pá.
    Se contarmos os últimos 19 anos, vais ficar com mais um taça do que o Boavista…

    Quanto ao discurso do “Bieira”:
    Engraçado, pois quantidade de vezes que fala em túneis até parece que tem algum problema de consciência…

    Gostar

  15. Parece que alguém ainda está com dificuldades em ver o Benfica golear o FCP … que se passa? achavam que uma equipa que marcou até agora 103 golos nesta temporada se ía esquecer de vocês? Querem ver que era o Nuno Espírito Santo que vinha safar-vos da goleada?

    No desporto, ganha-se e perde-se. Não é vergonha nenhuma. E felizmente para mim, em Portugal, no que diz respeito a futebol o Benfica, mesmo que não venha a ser campeão pela 32ª vez, ganha muito mais do que os outros. E títulos baseados em mérito. Não confundir com outros que por aí andam…

    Gostar

  16. O primeiro golo traduz a diferença de estado de espirito das duas equipas.
    No segundo golo eu ainda nao vi o C.Martins a marcar de outra maneira.Era previsivel.
    O terceiro golo, certo que foi marcado nos descontos mas contou. Tomara eu que o FC Porto empata-se o jogo despois da hora. Sò que nessa altura, jà a cabeça estava vazia e nada mais existia dentro das chuteiras a nao ser as meias.
    Leportista footblog.fr
    Viva o nosso GANDA POOOORTOOOO

    Gostar

  17. @ camisola10 / Lucas

    3-0 igual a goleada? por favor…

    por esse prisma – e lembrei-me assim de repente de um outro clássico -, o que dizer dos 0-5 para a Supertaça Cândido Oliveira, na época 1995/1996, em plena Luz? talvez tenha sido um «resultado expressivo»…
    adiante.

    também acho curiosa esta afirmação: «[…] o Benfica, mesmo que não venha a ser campeão pela 32ª vez, ganha muito mais do que os outros».
    na minha inocência, incredulidade e ignorância – por desconhecimento total e absoluto do que se passa no reino da águia – eu pergunto: ganha mais em quê? e o que é que ganha? só se for torcicolos de, nos últimos 4 anos, tantoolhar para cima.

    por outro lado e ainda sobre aquela afirmação, se te referes ao nr. total de títulos conquistados pelo teu SLB, recordo-te que esse é o último “argumento final” que resta aos benfiquistas, pelo que respondo-te assim: o FC Porto já esteve bem mais longe desse número, ok? agora estamos bem perto e vocês já começam a sentir a nossa presença de uma forma, digamos, mais próxima e assídua.

    por último e sobre os «títulos baseados no mérito», respondo-te com as palavras de Júlio Magalhães, na sua última crónica, publicada no JN e que reza assim:

    « […] Independentemente das injustiças cometidas esta época com o FC Porto, sobretudo no caso Hulk, temos todos que concordar que será uma injustiça não dar mérito ao SL Benfica de Jorge Jesus pelo que tem feito no Campeonato e na Liga Europa.
    « Bem sei que do lado oposto nunca foi assim. Tentaram sempre tirar ao FC Porto todo o mérito pelo que fez nestas três décadas, justificando os êxitos azuis-e-brancos com ajudas de árbitros e sistemas à mistura. Mas, a verdade era só uma: o FC Porto foi sempre e de longe, a melhor equipa, com os melhores jogadores, os melhores treinadores, o melhor Futebol e o único que podia competir ao nível da ‘Champions‘.
    « Dizermos que o SL Benfica só está em primeiro lugar no Campeonato e que segue na Liga Europa porque tem tudo controlado e muita sorte, é cairmos no mesmo erro de avaliação feito ao mérito do FC Porto. […] »

    saudações PENTACAMPEÃS!

    Gostar

  18. Ah pois escreveu:

    “Orelhas, numa de não meter nojo:

    “Os túneis são marcas de outras gentes, gentes de outro caráter. Aqueles que hoje evocam os túneis e as toupeiras, são os mesmo que escreveram a página mais negra e imoral do futebol português”… “

    Pois a segunda página mais negra do futebol lusitano está a esrcever-se este ano (a primeira foi o calabote). Estas gentes de outro carácter – dos túneis, bem entendido – tiveram como único objectivo manietar e minar a vontade da equipa do FCPorto, tendo utilizado desde 2006 para cá todos as oportunidades possíveis e imaginárias. Conseguiram-no quando o careca do HL entrou para presdidente da Liga e meteu lá o pavão aflautado. O CJ da FPF decidiu-se por reduzir o castigo ao Hulk e Sapunaru, baseando-se nos mesmos argumentos que vários juristas tinham já avançado. Só essa besta é que interpretou de outra forma, da forma que mais jeito deu para a sur cor vermelha. Pois podiam ter ganho esta ano com mérito, pois a nossa equipa está uma cagada em três actos, mas este título vai ficar sempre associado à malandragem e vigarice perpetrada por essa agremiação de comilões, sanguessugas e chulos que estão na Liga, a soldo do orelhas, kadafi dos pneus ou também vulgarmente conhecido nos blogs portistas como o grande filho da puta dos bigodes e orelhas de abanador.

    Nunca irei dar os parabéns desportivos aos lampiões pois este campeonato teve muita batotice à mistura. E não precisavam disso, mas como tinham de o garantir a qualquer custo…

    E no fim-de-semana que vem estou mesmo a ver que vai ser mais uma palhaçada na capital dos bêbados.

    Gostava de saber quem vai indemnizar o Hulk por não ir à selecção do Brasil e o FCPorto por ter dois jogadores parados com base numa decisão errada. Cabrões! Um deles já renunciou ao cargo. Mas o outro vai querer ficar por lá a meter nojo e a comemorar com champanhe as nossas derrotas. Só visto neste país de conas.

    Gostar

  19. Pois é, Lucas. O Benfas, com os 60 milhões de agressivo investimento, podia avançar para a vitória justa, de limpa competição, do campeonato. Mas um presidente sôfrego, mal formado e azeiteiro, deitou toda essa parte, a da limpeza desportiva, a perder. Com medo, e apertado por anos de vexações, fez-se valer de seguros batoteiros, não fosse o diabo tecê-las. Não havia necessidade. Por isso, eu não sou dos que defendem a impugnação do campeonato, seja lá qual for o vencedor, porque sei que o FCP não valeu em campo o suficiente para merecer o título. O que sei, e está à vista de todos, é que o jogador mais influente do FCP mal jogou, em virtude de uma manobra politiqueira do mais saloio que se tem visto, e que o mesmo tipo de manobra foi aplicado (coincidência!!!) ao outro concorrente pelo título.

    O tal advogado, adepto e ex-dirigente do SLB, diz que o acórdão da liga vem confirmar as agressões. Eu digo que vem confirmar o absurdo dos castigos e a asquerosa manobra de Vieira, nos bastidores do futebol. Mas isso sou eu a fazer filmes, na certa. Porque a FPF devia estar a viajar em LSD, para reduzir penas de 4 meses para 3 jogos….

    É incrível como, com tudo a favor, o Benfica não é sequer capaz de ganhar o campeonato de forma transparente e tranquila. É a sofreguidão e a grosseria de quem gere esse clube a vir ao de cima. Se eu fosse benfiquista estaria apreensivo com este resultado institucional, porque representa (mais uma vez) falta de competência do departamento jurídico e ausência de planeamento por parte da direcção. Nem sabem vem de onde vêm as coisas. Para o ano estão fodidos. Algum dia as contas do deboche terão que ser saldadas. Até lá, perguntem à família dos Santos de onde vem o dinheiro….

    Gostar

  20. Kamaradas portistas, a verdade liberta!
    Mais uma vez, a justiça pintada de encarnado volta a debotar e verdade, embora tardia, volta a ser eposta!
    Há que sacar indemnizações e punir os incompetentes. E não estou a falar de dinheiro, embora seja sempre benvindo, estou a falar de 6 PONTOS QUE NOS FORAM SUBTRAIDOS QUANDO OS TRIBUNAIS NADA DERAM COMO PROVADO! Agora que se faça justiça e, como os jogos em que não poderam participar os jogadores Hulk e Sapunaru, que nos sejam devolvidos todos os pontos perdidos e os resultados todos homologados a 3-0 em nosso favor! Eu sei que é sonhar alto mas…

    Gostar

  21. Vocês são engraçados. Criticam as actuações “vergonhosamente desleais” do Bruno Alves e depois ficam satisfeitos com a redução do castigo ao Hulk. Querem atletas de classe ou querem Brunos Alves?

    Eu por mim, não vejo grande diferença entra o Bruno Alves e o Paulinho Santos, André, Jaime Pacheco, Jorge Costa, Fernando Couto etc. E a razão é simples. Os adeptos do FCP gostam de ver arruaceiros da equipa, que agridem os adversários quando ninguém está a ver, que provocam, que pisam o Weah quando ele está no chão e a seguir vão a choramingar sobre o botefão que lamberam. Naturalmente que vocês sabem apreciar – e ainda bem um Deco – mas por algum motivo sempre concluem que o verdadeiro exemplo do clube é um Jorge Costa. Todos vos conhecem bem.

    A verdade é que vocês deveriam ser os primeiros a pedir uma punição exemplar para o Hulk. Para mim, o castigo de 3 meses era claramente insuficiente. Bastava o segurança ter apresentado queixa que haveria um processo-crime, aliás apropriado ao crime de ofensas à integridade física. Provocações? essa é boa … não eram vocês que punham a música “chamem a polícia” quando ganhavam jogos contra o maior clube do mundo? ahahhahahah quem não conheça que vos compre.

    E já agora, insisto: não vi ninguém a falar sobre o banho de bola que levaram do Benfica no Domingo. Isso também diz muito da cultura desportiva das pessoas… e dos vossos limites.

    Gostar

  22. Isto vindo do clube que partiu a perna ao Anderson tem muita piada, ou do clube do gajo que bateu no bombeiro (que depois curiosamente retirou queixa) tem que se lhe dizer.

    Do clube do Mozer, esse anjo inofensivo. Do clube do gajo que cospe em árbitros, um tal de Petit. Isto vindo do gajo dum clube que meteu um atleta do Porto em coma no hospital e ainda vem falar de arruaceiros no clube dos outros.

    O Camisolucas 10 é do clube que matou um gajo em pleno Estádio Nacional e vem práqui arrotar postas de pescada. És do clube onde se pode agredir, impunemente, um fiscal de linha sem veres o teu estádio interditado.

    Grandes lições de moral que temos que aprender com um adepto dum clube que tenta ganhar um campeonato de juniores à pedrada.

    Ainda bem que és assim Camisolucas, nao restam dúvidas que és do Benfica.

    Gostar

  23. A cultura desporiva, Lucas, também se vê no facto de estares permanentemente num blog dum clube que não é o teu a acicatar ânimo.

    Comentarei o tal “banho de bola” quando nos deres os parabéns pelo tetra-campeonato ganho o ano passado, ou pelo campeonato ganho com 20 pontos de avanço.
    Ah, pois esqueci. Nessas alturas, ficavas doente e desaparecias misteriosamente.

    Cobardolas.

    Gostar

  24. E agora, pondo a merda de lado e falando de coisas que interessam:

    O que é mais triste nisto tudo é verificar, uma vez mais, o comportamento de determinados agentes. Não estou a falar da Liga, pois essa já sabemos ao que vinha quando foi eleita com o apoio do bronco (já agora, o mesmo bronco que sempre apoiou o Valentim, o tal do Apito do qual eles tanto falam…)
    Refiro-me ao jornal A Bola:
    “Imagens demonstram agressões de extrema violência”
    “Rodriguez, Fucile e Helton também estão envolvidos”
    “Hulk suspenso dois anos”
    Estes foram algumas das gordas que saíram durante o mês de Janeiro, um mês onde o FCP tinha um calendário terrível.

    Esperar que daquele jornal (e do primo Record, já agora) saiam conteúdos isentos, é a mesma coisa que esperar que o Tiger Woods saiba guardar a pila dentro das calças.

    Mas haja decoro perante tamanha falta de isenção e, sobretudo, falta de vergonha.
    Têm sido peritos nesse tipo de acções “extra-campo” nos últimos anos.

    Mas a verdade é que, até ao jogo em que perdemos 1-0 com o SLM (com o tal golo com fora de jogo do Urreta, não esqueçamos isso), estávamos a 1 ponto. Ficámos a 4. A equipa ficou desestabilizada com estes acontecimentos (como terão ficado Helton, Rodriguez e Fucile perante a notícia da Bola? Contentes? Estáveis?).
    O tal jornal (e o primo) que todos os anos, fortalecem moralmente o SLM com mirabolantes contratações (“Eh pá! O Benfica este ano está forte, já contratou A, B, C, D e F…”)
    O tal jornal que tem um Fernando Guerra que anunciou este fim de semana a falência do modelo do FCP (os últimos que anunciaram a morte do FCP em 2003, Cartaxana e Farinha, estão neste momento a fazer companhia às minhocas. Que a terra os guarde).
    O tal jornal que tem um fedorento (sem aspas) a pôr em causa o árbitro para a final da Taça da Bejeca quando toda a gente viu como tinham ganho no ano anterior.
    O tal jornal que convida um director do SLM para Senador (mas esse está em todas, qual voz do dono…)

    É por isso difícil dizer o que teria acontecido sem estas manobras de bastidores por parte dos sabujos que, pelos vistos, “ninguém pára”.

    P.S: Discordo de qualquer tentativa de impugnação do campeonato.
    Como disse o André, e concordo, não jogamos a ponta dum chavelho e, por isso, o FCP tentar ser campeão dessa forma, não seria do meu agrado.
    Isso tem um nome: “Fazer as coisas por outro lado”.
    Deixemos isso para os sabujos vermelhos.

    Penso que as reparações financeiras serão mais adequadas a este caso.

    Gostar

  25. Para os lampiões que por aqui pululam arrogando-se de arautos do fairplay…até ao castigo do Hulk o FCPorto era a equipa menos castigada na liga.

    …Lembrei-me agora de há uns anos largos atrás…ainda no estádio das Antas, num jogo contra os lampiões, mais ou menos a meio da primeira parte um vosso jogador – o Nunes partir a tíbia e perónio ao Eurico, arrumando com ele para o estaleiro assim como a carreira que estava a ter nessa altura no FCPorto.

    Não comecem a puxar por memórias porque temos muita coisa a recordar…como por exemplo…até 1980 o FCPorto era o clube com mais segundos lugares no campeonato…mas ganhar nunca ganhava…coincidências

    Gostar

  26. @ camisola 10

    1) as diferenças entre o Bruno Alves e o Paulinho Santos, o André, o Jaime Pacheco, o Jorge Costa e o Fernando Couto – os nomes que referiste – é que uns são defesas centrais de raiz [Bruno Alves, Fernando Couto e Jorge Costa] enquanto outros são médios [André, Jaime Pacheco e Paulinho Santos]. qualquer amante do Futebol te poderá explicar a que se referem essas posições no terreno de jogo; a mim não me apetece, agora;

    2) para mim, são nomes incontornáveis do meu clube e estou-me nas tintas para quem os vê como «arruaceiros da equipa, que agridem os adversários quando ninguém está a ver, que provocam» – porque esse tipo de jogadores, daqueles que “comem a relva” há EM TODOS OS CLUBES, mesmo nos «gloriosos». para além dos nomes que já te citaram, eu refiro-te mais dois: o David “caceteiro-mor” Luís e o Luisão – aquele jogador certinho mas que também agrediu com um brutal pontapé na cabeça um jogador do Nacional, num jogo da taça da Liga e que ficou impune, vê lá tu;

    3) quanto à questão do “túnel da Luz”, informa-te junto dos órgãos de Comunicação Social – que não a SLBtv, a SIC e o pasquim de O ESFÉRICO – do porquê da redução das penas aplicadas;

    4) quanto às «provocações musicais» nós só colocámos esse clássico dos “Trabalhadores” no Dragão na época passada e porque o teu adorado presidente pediu que a PJ investigasse o Campeonato.
    já vocês deliciam-se com o imortal “Cheira Bem, Cheira a Lisboa” em TODAS AS VEZES que visitámos o vosso pântano (pelo menos, é assim que me recordo daquele “terreno de jogo” a última vez que o visitei);

    5) quanto ao «banho de bola que levaram do Benfica no Domingo», não verás uma linha minha no sentido de te parabenizar pela vitória – a ti e a outro qualquer passarinho que por aqui gravite – porque vocês nem nas vitórias sabem ser «gloriosos». o vosso ódio visceral para connosco turva-vos as ideias e se nos acusam de sermos «pequenos» nas nossas derrotas, vocês não são «maiores» nas vossas vitórias.

    saudações PENTACAMPEÃS!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s