O milagreiro

Porque é um assunto a que eu pensei dedicar algumas linhas. Porque a falta de tempo é lixada. Porque o comentário do JRP reflecte exactamente aquilo que eu penso:

“Independentemente da valia técnica (inquestionável) de alguns jogadores do Benfica, não deixa de surpreender o silêncio da comunicação social e até de muitos adeptos do FCP em relação à fabulosa condição física dos vermelhos. Tenho ouvido muitos portistas rendidos ao Benfica e até maravilhados com o rasteiro do Jesus, mas não os vejo questionar a velocidade estonteante de todo o onze benfiquista, nem tampouco a resistência física que lhes permite ao minuto 75, 80, 85 ou 90 fazerem piques que deixam os adversários a léguas. Aliás, uma crítica interessante que é feita a quase todos os adversários do Benfica esta época é que a defesa destes é sempre lenta. Pergunto-me se será a defesa do adversário lenta ou o ataque do Benfica extraordinariamente rápido… que milagre de Jesus é este que transformou uma equipa igual a tantas outras num portento físico, nos mais fortes, nos mais velozes? Esqueçam os penalties inventados, os golos em fora de jogo ou em falta e observem os outros: os golos advém sempre da capacidade física estonteante do Benfica. Por exemplo, o primeiro do Benfica contra o Nacional. De onde vem aquela velocidade de Coentrão e do Cardoso que em duas passadas ganhou 2 metros à defesa do Nacional. Dois bons exemplos foram no jogo com o Everton. O terceiro e o quinto golo do Benfica são acelerações incríveis feitas nos últimos 15 minutos de jogo, numa altura em que o Benfica já nem precisava de acelerar e podia até gerir o jogo, uma vez que tinha o jogo do Nacional à porta. Para o Benfica desta época não há cansaço, não há tempo de reacção, não há lentidão em nenhum jogador, não é preciso gerir esforço em nenhum jogo. Milagre? Das duas, uma. Ou o controle anti-doping revela alguma coisa, ou qualquer dia o corpinho de um ou mais jogadores vai ter que dar de si. Esperemos que não seja semelhante ao que aconteceu com Feher…
JRP”
Anúncios

26 thoughts on “O milagreiro

  1. Hoje em conversa com outro portista de bancada falamos exactamente nisto…..e sinceramente parece que já niguém se lembra como o Braga terminou a época no ano transacto e como as equipas desse senhor costumam terminar as épocas, quando é preciso força para certos jogos.

    Obviamente que a postura fisíca da equipa vermelha começa a levantar dúvidas, mas sinceramente eu cá esperava por Janeiro e Fevereiro.

    qualquer grande equipa euroepia que se preze, das duas umas ou chega aos dois primeiros meses do ano e apresenta aí sim momentos de pico de forma que lhe permitem consolidar posições cimeiras e ganhar jogos importantes, ou então kaput e nós portistas sabemos bem como isso é verdade e sabemos tamb´me à excepção do 1 º ano, que o Jesulado preparou sempre bem a equipa para chegar aos momentos decisivos em forma.

    Por isso vejamos. Eu pessoalmente quero ganhar sabendo que isso das goleadas todos os fins de semana já lá vai e vai obviamente acabar um dia destes. Quero ganhar de forma consistente também sabendo que não há jogos fáceis principalmente se não houver penálties atrás de penálties.

    Por outro lado venham quem vier meus caros mas a verdade é somente esta. O F.C Porto mantêm neste momneto o registo competitivo habitual desde metade da década de setenta. Já em Lisboa a supresa é grande porque dividem a liderança 290 e tal dias depois…enfim e mesmo assim não forma campeões no ano transacto…o que significou mais uma taça virtual…a do pai natal. Já nós..enfim calmamente é o que se sabe e relembro a quem gosta de dizer que quando perdermos nunca mais lá vamos, que atentem aos dois últimos momentos em que perdemos títulos.

    Gostar

  2. Sugerir doping é um argumento mal intencionado (e a parte do Feher é mesmo desrespeitosa). Os controlos de doping são os mesmos que na altura do Mourinho, do Robson, etc… nessa altura não me lembro de alguém sugerir que as vitórias e a superioridade face aos adversários advinha de doping. E já agora, se equipas há que jogam ainda mais rápido do que o Benfica nesta altura (as do campeonato Inglês e as de topo do campeonato Espanhol) … também estão “dopadas”? ahhahahahhaha

    O que vos falta – a alguns, não a todos – é fair play. É admitir (eu sei que custa) que o Benfica está a jogar muito à bola, tem um belo plantel e “nós” temos que trabalhar mais e melhor, até para compensarmos a venda de jogadores importantíssimos que temos feito em quantidades desequilibradas para o plantel (e relativamente às quais o dinheiro desaparece…). Um discurso de negar valor aos adversários é um discurso menor e até anti-portista. Para não dizer anti-desportista.

    Gostar

  3. Camisola10, há uma coisa que omites, de forma pouco inocente: durante as épocas de Robson e de Mourinho, as vitórias não se compunham de resultados mais próprios do hóquei em patins, frente a equipas de dimensão média, jornada após jornada.

    Ignoras propositadamente que ninguém está a contestar as vitórias do Benfica. São antes as goleadas com números astronómicos, que surgem todos os fins-de-semana.

    Também é curioso referires a velocidade de outros campeonatos. O Nacional jogou ainda na semana passada com o Athletic de Bilbao, do campeonato espanhol, a quem esteve prestes a ganhar. Ora do Benfica leva, quase de seguida, 6 golos. É no mínimo estranho. De repente, jogar com o Nacional ou o Marítimo, passou a ser para o Benfica, como jogar contra o Regos de Baixo.

    Quanto à qualidade do plantel do Benfica…. as opiniões são como as vaginas.

    Gostar

  4. Peludas? 😀

    Não tenho visto os jogos do benfica, vi só contra o AEK.

    Não gostei nada do que vi, sendo o exemplo mais flagrante o javi garcia, que gajo mais fraco.

    Claro está, foi só esse jogo que vi.

    De resto, continuo sem estar preocupado.

    Gostar

  5. Talvez não tivesse necessidade de defender a honra, uma vez que o André Pinto e o Guardabel já disseram tudo. Mas não resisto a contrapôr o que o Camisola10:

    “se equipas há que jogam ainda mais rápido do que o Benfica nesta altura (as do campeonato Inglês e as de topo do campeonato Espanhol) … também estão “dopadas”?”

    De que equipas estás a falar? A única equipa que temos como termo de comparação é o Everton que é do campeonato inglês e essa não aguentou a passada do Di Maria e do Saviola (quantos anos tem? Qual foi o seu ritmo nos últimos anos?) nos terceiro e quinto golo. No meu entender, não há outra equipa na Europa a jogar com a força e velocidade do Benfica.

    “É admitir (eu sei que custa) que o Benfica está a jogar muito à bola, tem um belo plantel”

    Eu admito isso sem problemas. Aliás eu tinha referido a “valia técnica (inquestionável) de alguns jogadores do Benfica”.
    No resto, o André Pinto disse tudo:

    “durante as épocas de Robson e de Mourinho, as vitórias não se compunham de resultados mais próprios do hóquei em patins, frente a equipas de dimensão média, jornada após jornada.

    Ignoras propositadamente que ninguém está a contestar as vitórias do Benfica. São antes as goleadas com números astronómicos, que surgem todos os fins-de-semana.

    Também é curioso referires a velocidade de outros campeonatos. O Nacional jogou ainda na semana passada com o Athletic de Bilbao, do campeonato espanhol, a quem esteve prestes a ganhar. Ora do Benfica leva, quase de seguida, 6 golos. É no mínimo estranho. De repente, jogar com o Nacional ou o Marítimo, passou a ser para o Benfica, como jogar contra o Regos de Baixo.”

    Gostar

  6. Da corja corrupta è possivel esperar os mais baixos truques e arranjos.

    As armas e as drogas que se descobriram no galinheiro são a ponta do iceberg, noutros gabinetes e armários do galinhaço há imensos “produtos capilares”. Claro que vai chegar o dia em que o champoo vai estar marado e então vai haver merda com algum jornalista (não confundir com jornaleiro) mais atento a publicar a história. Esperarei (sentado) que o nosso querido Ministério Público, afectado de grave miopia, haja em conformidade e investigue toda a senda batoteira e promiscua dentro do Clube das Gaivotas…nem que demore dois anos.

    http://futebolar.portugalmail.pt/artigo/20090923/dn-dois-anos-para-investigar-benfica-no-caso-nuno-assis

    Gostar

  7. Meus caros: que me lembre é de facto o início mais forte dos lampiões num campeonato. E o Marítimo (1ª jornada) não apanhou no pêlo porque não calhou. Isso é inegável. Agora, o que também é inegável é que o nosso FCPorto tem sofrido alterações constantes no ataque devido a lesões, o que impede que o entrosamento se afine, o que não tem acontecido com os lampiões, até agora bafejados pela sorte. Gosto de ler e ouvir os comentários que dizem que também têm jogadores lesionados. Quais? Os que estão são uns mancos.

    Com maior o menor dificuldade o FCPorto vai ganhando, mesmo com alterações no onze. Veremos o que acontece quando começarem as lesões a aparecer nos lampiões. Mais, veremos quando o pico de forma descer, pois foi calculado para esta altura. Na volta ainda lhes acontece o que nos ia sucendendo há uns anos atrás, após o Natal.

    Inegável também é o mal-estar que estão a causar nas equipas que são goleadas na capital da cerveja. Não lhes auguro grandes recepções em certos estádios, aquando da segunda volta.

    O que me preocupa mesmo são as lesões nos nossos jogadores, que impedem a formação de um núcleo duro. Também me preocupa a nomeação de um árbitro que está em litígio com os lampiões, que obviamente o condiciona – para o bem e para o mal. Como se viu. Ao contrário do que as aves dizem, o golo mal assinalado ao Nacional por fora de jogo foi sancionado pelo juiz de linha. Agora o penalty e a jogada que antecede o 4-1 foram com a intervenção directa do árbitro.

    Quero ver os jogos de castigo que o sansão aimar vai receber por simulação do penalty. Pois, porque o Lisandro foi castigado no ano passado por pretensa simulação, não nos podemos esquecer.

    Quanto ao resto, dopping, não dopping, eu acho que tem mais que ver com a disposição dos jogadores no campo e a motivação. Se tomam coisas ou não, o resultado irá aparecer mais tarde ou mais cedo.

    Gostar

  8. Axo piada aos lampiões que dizem que a simulação do Aimar não teve influência no resultado como tal não deve ser julgada como a do Lisandro!

    Mas andamos aqui a brincar?

    1º-O resultado estava 2-1, logo um penalty tem logo influencia;

    2º-O Aimar faz falta antes de se atirar para o chão empurrando o defesa do nacional, logo é falta não sancionada;

    3º-O Aimar já tinha amarelo e por simular a falta levava o segundo e era expulso, logo o Benfica ficava com 10 e o resultado estava em 2-1 ainda com meia hora para jogar…

    Ainda dizem que não teve influência?Não brinquem com a gente porque não somos burros!!!

    http://tascadepalmeira.blogspot.com/

    Gostar

  9. Devem andar a ler os blogs dos adeptos do Porto. Que brincadeira. Uma simulação é sempre uma simulação, seja qual for o resultado, está a enganar o árbitro. Não gostei de ver o Hulk a simular uma falta no jogo com o Sportém. Detesto quando os jogadores do Porto fazem isso.

    É como o tasqueiro diz: 2-1, simulação, cartão amarelo, 2º cartão, expulsão e o benfas ficava com 10 em campo. Até podia ganhar, mas jogava com 10. Aliás, arriscar assim como o sansão aimar arriscou só evidencia segurança na decisão. Ele sabia que não seria castigado. Ai, ai o que se passará nos balneários dos árbitros, no estádio da lampionagem…bem me pareceu que aquela confusão ao intervalo queria dizer qualquer coisa…

    Vocês não nos enganam, carago! São muitos anos com trapatonices, hã, trafulhices!

    Gostar

  10. Acho que por a questão do doping será um exagero porque não acredito que o Benfica também consiga controlar o conselho nacional de anti-dopagem. Controlar a liga, a federação… bem, está tudo no mesmo bolo mas o doping seria muito mais complicado porque envolve a saúde dos atletas que pode ser prejudicada seriamente e inclusivamente levar à morte como aconteceu com os mais variados atletas das mais variadas actividades.
    Um caso pontual, acho perfeitamente possível, mas um plantel inteiro…

    O que acredito é que Jesus tem um método de treino que proporciona aos jogadores esta incrível frescura física e capacidade de resistência. Até aí tudo bem.

    O problema é que, se de facto, não são administradas substancias dopantes aos jogadores e se estamos perante um programa físico legal e dentro de todas as normalidades, aí o factor humano acabará por vir ao de cima e estes pobres atletas acabarão por rebentar porque, todos eles são simplesmente humanos.

    É humanamente impossível manter o ritmo com que o Benfica joga durante uma época inteira e aqui ninguém está a tirar mérito às capacidades técnicas e físicas dos jogadores.

    É por isso, que em todas as conversas que mantenho com amigos Portistas, bato sempre na tecla da tranquilidade e digo e repito: Se eles não andam dopados, acabarão por cair…mais tarde ou mais cedo.
    Por isso, a única coisa que compete fazer por parte do FCPorto é manter a tranquilidade, persegui-los de perto e aguardar pacientemente pelo desenrolar das jornadas porque desde os primórdios do futebol até aos dias de hoje, nenhuma equipa do mundo conseguiu manter um ritmo desenfreado durante 8 ou 9 meses a espancar com goleadas tudo o que lhe foi aparecendo pela frente.

    Gostar

  11. Miguel, não é preciso controlar o conselho anti-dopagem TODO para escapar incólume aos controlos. Não se trata de um órgão político. Basta ter alguns informadores afins para se saber quando se efectuarão os respectivos controlos e ajustar os ciclos com que são administradas as substâncias aos atletas. Com a influência institucional que o Benfas exerce, tal não seria muito difícil.

    Quanto aos riscos para a saúde dos atletas, existem milhares de substâncias dopantes, cada uma com sua posologia, que podem ser combinadas com outras legais, disfarçadas através da gestão dos ciclos metabólicos, etc. No ciclismo o doping é uma realidade de há muito tempo, os ciclistas passam meio ano dopados e não tenho conhecimento de que andam a cair mortas equipas inteiras…..

    Não é por aí. Também não acredito que Jesus fosse rebentar a equipa de forma tão irresponsável. O Benfica está a jogar a um nível físico superior ao Barcelona, por exemplo. Muito superior ao do Real Madrid. Isso consegue-se assim em tão pouco tempo, com praticamente o mesmo plantel do ano passado?…. É no mínimo estranho, lá isso é.

    Gostar

  12. Jovens não sejam como eles.
    Não arranjem desculpas. Qd se ganha festeja-se e manda-se uma bocas. Qd se perde aprende-se.,
    como dizia o outros os erros são a melhor oportunidade de aprendizagem.

    Para já eles estão por cima e desde o meu ponto de vista estão mt bem, pq são melhores, e mai nada. Agora vamos ver como é lá p a frente.
    concordo plenamente com o comentário anterior.

    Gostar

  13. Já tinha postado isto antes, mas enganei-me no sitio. Bom aqui vai:

    Estava eu a dizer que me chegou aos ouvidos que o Keirrison tem jogado muito pouco no Benfica porque se tem recusado a usar os “estímulos” que milagrosamente faz com que os companheiros corram a 1000 à hora durante os 90 min. Dá que pensar.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s